Prognósticos e notícias de apostas

patrocínio

Nesta página você vai encontrar artigos sobre patrocínio.
football line
Fluminense fecha acordo com casa de apostas e Série A do Brasileirão passa a ter metade dos times patrocinados por sites de jogos online
Notícias de apostas

O Fluminense tornou-se o décimo clube entre os 20 de participam da Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro a fechar um acordo com um site de jogos online. O tricolor deve apresentar já na segunda-feira, 15 de julho, na partida contra o Ceará, pela décima rodada do Brasileirão, a primeira depois da paralisação de quase um mês do torneio devido à realização da Copa América, a marca Kashbet na altura do omoplata do uniforme de seus jogadores.

O anúncio aconteceu poucas horas depois de o Flamengo, maior rival do clube, ter fechado uma parceria digital com o site de jogos online Sportsbet.io. Com isso, todos os quatro grandes do Rio de Janeiro passam a contar com casas de apostas entre suas patrocinadoras. O Vasco foi o primeiro do quarteto a fechar contrato tendo assinado com a Netbet. O Botafogo acertou com casasdeapostas.com.

Acordos ainda mostram timidez do investimento

Embora o número de acordos tenha atingido o patamar de 50% dos clubes da Série A, o tipo de contrato ainda exibe uma timidez do mercado em relação à lentidão para a regulamentação da lei que permitiu a concessão de licença para que os sites de jogos online atuassem no Brasil. A legislação foi aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo então presidente Michel Temer em outubro de 2018.

A lei deu poder ao executivo para determinar as regras de licenciamento para as casas de apostas esportivas online atuarem no Brasil e estabeleceu o prazo de dois anos para que isso fosse feito. Quase um ano após a legislação entrar em vigor, isso ainda não foi feito. Seu único efeito prático foram justamente os contratos de patrocínio entre empresas do setor e clubes.

Porém, a falta de maior segurança em relação às exigências que serão feitas pelo Governo Federal tem deixado as marcas mais importantes do mercado fora dessas negociações. Os acordos que têm sido firmados envolvem sites de jogos online de menor porte e a venda de espaços de menor importância nas camisas.

Embora nenhum dos acordos fechados até agora tenha sido transparente com a publicação dos valores envolvidos, a grande maioria deles envolve a região da omoplata dos uniformes. Especialistas em marketing esportivo avaliam que tais acordos possam gerar algo em torno de R$ 2 a 3 milhões em receitas para os clubes para o período de um ano.

Saída de banco estatal reduziu preços no setor

Os valores envolvidos nos patrocínios tiveram uma queda significativa depois que com a posse do presidente Jair Bolsonaro o Governo Federal deixou de investir no futebol. A Caixa Econômica Federal, banco estatal, era o maior anunciante nos clubes das divisões principais do Brasileirão tendo comprado o patrocínio máster de mais de uma dezena deles com valores que oscilavam entre R$ 9 e R$ 30 milhões.

Com sua saída, esses valores caíram e, naturalmente, derrubaram os preços não apenas do espaço principal como também dos periféricos. Das casas de apostas, apenas uma comprou o patrocínio máster. Assim mesmo, tal acordo foi feito com um clube da Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro, o Sampaio Corrêa, cujo torneio tem bem menos exposição na mídia e a transmissão é feita apenas pela Internet, o que torna os preços bem mais baixos.

O Governo Federal tem até outubro de 2020 para fazer a regulamentação determinada pela lei e começar a conceder o licenciamento. No entanto, esse prazo poderá ser estendido por mais dois anos, conforme previsto pela própria legislação. Até lá, as empresas de jogos online de maior poderio econômico muito provavelmente seguirão em compasso de espera aguardando por regras mais claras.

Entre elas estão grandes anunciantes como Bet365. A casa de apostas britânica não apenas é a patrocinadora máster do Stoke, clube de sua cidade, como comprou o direito de dar nome ao seu estádio. Ao final da temporada 2018/2019 do Campeonato Inglês, Betway  anunciou a renovação do patrocínio principal do West Ham por mais seis anos pagando 10 milhões de libras esterlinas, cerca de R$ 47 milhões, por ano. Isso, naturalmente, além dos chamados bônus de desempenho, que podem aumentar ainda mais o valor dependendo da evolução do time nos torneios, o que amplifica a divulgação na marca.

As casas de apostas no futebol Brasileiro

Série A

Time Casa de apostas Modalidade de patrocínio
Fluminense Kashbet Publicidade na camisa
Flamengo Sportsbet.io Parceria digital
Corinthians Majorsports Publicidade na camisa
Bahia Casa de apostas.com Publicidade na camisa
Botafogo Casa de apostas.com Publicidade na camisa
Santos Casa de apostas.com Publicidade na camisa
Cruzeiro Pari Mutuel Urbain Placas de publicidade no Mineirão
Fortaleza NetBet Publicidade na camisa
Vasco NetBet Publicidade na camisa
Atlético-MG 188Bet Parceria digital

Série B

Sport InfinitBet Publicidade na camisa
Vitória Netbet Publicidade na camisa

Série C

Santa Cruz InfinitBet Publicidade na camisa
Sampaio Corrêa Bets1 Publicidade na camisa (máster)

 

Mercado pode atingir faturamento de R$ 10 bilhões por ano

Uma das dificuldades para o investimento é a falta de dados oficiais sobre o tamanho do mercado brasileiro. De acordo com estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGB), estima-se que os sites de jogos online atualmente movimentam algo em torno de US$ 200 a U$$ 300 milhões (entre R$ 800 milhões e 1,2 bilhão) no país.

As projeções para o aumento dessa receita com a concessão da licença de atuação pelo Ministério da Fazenda e investimento em marketing indicam que o mercado pode passar a movimentar de R$ 6 bilhões a R$ 10 bilhões por ano.

Um indício claro do aumento de interesse nesse mercado foi a recente movimentação da Rede Globo de Televisão, que ao lado do grupo Tuner é detentora dos direitos de transmissão da Série A do Campeonato Brasileiro. Pela primeira vez a emissora convocou os clubes que tem sob contrato para incluir no acordo os direitos de transmissão das partidas para as plataformas de streaming de casas de apostas esportivas.

football line
Flamengo entra no ‘boom’ e fecha acordo com casa de apostas
Notícias de apostas

O clube dos times da Série A do Campeonato Brasileiro com patrocínio de casas de apostas ganhou mais uma adesão. O Flamengo é o nono entre as 20 equipes da divisão de elite do Brasileirão a fechar uma parceria com um site de jogos online aproveitando o ‘boom’ iniciado com a lei que regulamentou o setor no final do ano passado.

O acordo do rubro-negro não chegará ao uniforme da equipe. Limita-se ao ambiente digital. A parceria com a casa de apostas Sportsbet.io será restrita às plataformas de comunicação digital do clube com seus torcedores / seguidores. É um acordo similar ao que o Atlético-MG fechou com o site de jogos online 188Bet.

Segundo informações, o acordo envolve o pagamento de um valor fixo por parte da casa de apostas, que não teve seu montante revelado, e uma parcela variável de acordo com o número de clientes que o site de jogos online conquistar através das plataformas digitais do clube carioca.

Empresa patrocina time da Premier League

A Sporsbet.io é patrocinadora do Watford, time da Premier League, divisão principal do Campeonato Inglês. Além da presença nas mídias digitais do Flamengo, terá direito a expor sua marca em placas de publicidade no Ninho do Urubu, centro de treinamento do clube carioca, e um camarote exclusivo no Maracanã, que deverá ser utilizado para promoções da casa de apostas esportivas.

As casas de apostas no futebol Brasileiro

Série A

Time Casa de apostas Modalidade de patrocínio
Flamengo Sportsbet.io Parceria digital
Corinthians Majorsports Publicidade na camisa
Bahia Casa de apostas.com Publicidade na camisa
Botafogo Casa de apostas.com Publicidade na camisa
Santos Casa de apostas.com Publicidade na camisa
Cruzeiro Pari Mutuel Urbain Placas de publicidade no Mineirão
Fortaleza NetBet Publicidade na camisa
Vasco NetBet Publicidade na camisa
Atlético-MG 188Bet Parceria digital

Série B

Sport InfinitBet Publicidade na camisa
Vitória Netbet Publicidade na camisa

Série C

Santa Cruz InfinitBet Publicidade na camisa
Sampaio Corrêa Bets1 Publicidade na camisa (máster)

Aprovada pelo Congresso Nacional e promulgada pelo então presidente Michel Temer em outubro de 2018, a publicidade nos clubes de futebol foi o único efeito prático da legislação que autoriza a Secretaria da Fazenda a regulamentar o mercado de apostas esportivas no Brasil. Isso porque o órgão ainda não definiu as regras para concessão da licença para que os sites de jogos online atuem no país. Tem prazo de dois anos a partir do início da vigência da Lei. Porém, a própria lei estabelece a prorrogação de mais dois anos em caso de o organismo governamental não definir as regras nesse período.

Assim, é possível que a regulamentação seja postergada até outubro de 2022. Isso tem feito que as principais marcas do mercado ainda estejam atuando de maneira mais conservadora em sua atuação no Brasil. Empresas como Bet365, que é patrocinadora máster do Stoke, clube da Segunda Divisão da Inglaterra; Betfair, que tem parceria com o Barcelona; ou Betway, que renovou seu contrato com o West Ham, da Premier League, por mais seis anos, têm ficado em compasso de espera.

Mesmo as empresas que têm feito investimentos nos clubes do país têm agido de forma comedida. Apenas a Bets1 comprou o espaço principal na camisa de um time nacional, o chamado patrocino máster, porém, o investimento foi feito no Sampaio Corrêa, que está na Terceira Divisão. Embora os valores não tenham sido divulgados, a estimativa é de que o custo desse investimento não ultrapasse a casa de R$ 2 milhões, enquanto um investimento desse porte mesmo em time considerado de pequeno de investimento na Série A ficaria no patamar de R$ 9 milhões.

Mercado pode atingir faturamento de R$ 10 bilhões por ano

Uma das dificuldades para o investimento é a falta de dados oficiais sobre o tamanho do mercado brasileiro. De acordo com estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGB), estima-se que os sites de jogos online atualmente movimentam algo em torno de US$ 200 a U$$ 300 milhões (entre R$ 800 milhões e 1,2 bilhão) no país.

As projeções para o aumento dessa receita com a concessão da licença de atuação pelo Ministério da Fazenda e investimento em marketing indicam que o mercado pode passar a movimentar de R$ 6 bilhões a R$ 10 bilhões por ano.

Um indício claro do aumento de interesse nesse mercado foi a recente movimentação da Rede Globo de Televisão, que ao lado do grupo Tuner é detentora dos direitos de transmissão da Série A do Campeonato Brasileiro. Pela primeira vez a emissora convocou os clubes que tem sob contrato para incluir no acordo os direitos de transmissão das partidas para as plataformas de streaming de casas de apostas esportivas.

football line
Time da Série C é o primeiro do Brasil a ter patrocínio máster de uma casa de apostas
Notícias de apostas

A casa de apostas Bets1 tornou-se a primeira a ocupar a área mais nobre do uniforme de um clube brasileiro. De acordo com o site Games Magazine Brasil, o site de jogos online fechou acordo para patrocinar o Sampaio Corrêa, time que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro em sua edição 2019.

O mercado de patrocínio esportivo vive um ‘boom’ em relação a acordos com casas de apostas esportivas desde que o Congresso Nacional aprovou no final do ano passado a regulamentação do setor. Embora, na prática, o processo de concessão de licenciamento para atuações de sites de jogos online no Brasil ainda não tenha avançado, uma vez que o Ministério da Fazenda ganhou prazo até outubro de 2020 para determinar as regras para que essa autorização seja dada e o período pode ser prorrogado por mais dois anos, o primeiro efeito da mudança na lei foi o aumento no investimento da divulgação das marcas nos uniformes de time de futebol.

Movimento começou pela Série B e atingiu 40% da Série A

O movimento teve como pioneiro o Vitória, que disputa a Série B, Segunda Divisão do Brasileirão, mas se expandiu rapidamente para elite do futebol nacional, que tem 40% de suas equipes com parcerias firmadas com casas de apostas. Santos, Botafogo, Bahia, Corinthians, Fortaleza e Vasco colocaram nomes de sites de jogos online em seus uniformes, mas em espaços secundários. O Atlético-MG firmou uma parceria comercial em seu site e o Cruzeiro vendeu espaços em placas publicitárias nos jogos que sedia no Mineirão.

Os pernambucanos Sport, outro que disputa a Série B, e o Santa Cruz, que assim como o Sampaio Corrêa está na Série C, também firmaram acordo com casas de apostas, mas sempre sem ceder o espaço principal. O clube maranhense foi o primeiro a negociar o espaço principal de sua camisa. Não foram divulgados nem o valor da transação nem o tempo de duração do contrato.

Time está na zona de classificação para acesso para Segunda Divisão

Com 18 pontos ganhos (cinco vitórias, três empates e três derrotas), o Sampaio Corrêa ocupa a terceira colocação do grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Está na zona de classificação para segunda fase do torneio, que vai decidir os quatro times que terão direito para subir, em 2020, para Série B do Brasileirão.

O torneio teve 11 jornadas completadas. Restam sete rodadas para que o estágio classificatório seja completado. Os times que conseguirem ficar no G4 ao final desse período precisarão superar uma etapa de mata-mata para ter o acesso à Segunda Divisão do Brasileirão confirmado.

football line
Com adesão do Bahia, 30% dos times passam a ter patrocínio de casas de apostas
Notícias de apostas

A partida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A em que o Bahia bateu, no sábado, 1º de junho, o Grêmio, por 1 a 0, no estádio de Pituaçu, em Salvador, marcou a subida para 35% do grau de adesão dos clubes da divisão de elite do Brasileirão ao patrocínio das casas de apostas. O tricolor baiano exibiu pela primeira vez em sua camisa a marca de um site de jogos online.

Foi o sexto dos 20 clubes da mais importante divisão do futebol nacional a contar com uma empresa do segmento entre os seus anunciantes e o primeiro a destinar a parte da frontal de sua camisa, ainda que não o espaço mais nobre. Os valores da transação não revelados. É o terceiro clube que a Casasdeapostas.com patrocina. Os outros são Santos e Botafogo, que estampam o nome da empresa na região do omoplata em seus uniformes.

Os clubes que contam com casas de apostas como patrocinadores no Brasileirão
Time Patrocinador
Bahia Casa de Apostas.com
Santos Casa de Apostas.com
Botafogo Casa de Apostas.com
Vasco Netbet
Fortaleza Netbet
Corinthians Majorsports

 

Rival do tricolor foi o primeiro a ter site de jogos como patrocinador

A busca pelo patrocínio de sites de jogos online pelos clubes de futebol brasileiros foi disparada por dois movimentos disparados quase paralelamente no final do ano passado. No final do governo Michel Temer foi aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada a lei que determinou a regulamentação da atuação no país das casas de apostas esportivas.

Na prática, as regras ainda não estão em vigor. A Secretaria da Fazenda tem prazo até outubro de 2020 para determinar as regras que vão credenciar as empresas para atuar em solo nacional. Esse período pode ser prorrogado por mais dois anos. No entanto, mesmo sem que isso aconteça a lei permite que as casas de apostas esportivas já patrocinem os clubes. O Vitória, grande rival do Bahia, que está na Série B do Campeonato Brasileiro, foi o pioneiro nesta direção ao assinar acordo com a NetBet, que depois chegou à Série A fazendo acordos com Vasco e Fortaleza.

O segundo movimento que aqueceu o mercado aconteceu com a chegada de Jair Bolsonaro à presidência. Ele vetou o patrocínio da Caixa Econômica Federal aos clubes. O banco estatal era o grande investidor nessa área. Isso reduziu de forma significativa o preço pedido pelos clubes para que as marcas utilizassem seus uniformes abrindo espaço para a exploração dos espaços pelos sites de jogos online.

Gigantes ainda aguardam para entrar no mercado

No entanto, os acordos ainda não chegaram às áreas nobres. Nenhuma casa de apostas esportivas adquiriu o direito de ser patrocinador master das equipes nacionais. Isso sinaliza alguma cautela das principais marcas internacionais na entrada no país uma vez que a regulamentação não foi feita. Betway, por exemplo, que tem aumentado seus investimentos no país, anunciou na semana passada a renovação de seu contrato com o médio West Ham, equipe que disputa a Premier League (Campeonato Inglês) por mais seis anos. Empresa com forte presença no setor de Esports, ainda segue de fora dos investimentos em marketing em clubes brasileiros. A mesma linha é adotada por gigantes como Bet365, que há anos é a principal patrocinadora do Stoke, que está no Championship, a Segunda Divisão do Campeonato Inglês.

Quem adotou uma estratégia similar e resolveu dar um passo adiante foi a Pari Mutuel Urbain (PMU). A empresa francesa que opera as apostas do Jockey Club Brasileiro por dois anos patrocinou o Campeonato Carioca. Na temporada 2019, resolveu estender seus investimento como apoiadora do Cruzeiro colocando placas de publicidade nos jogos que o clube realiza no Mineirão.

Mercado pode atingir faturamento de R$ 10 bilhões por ano

Uma das dificuldades para o investimento é a falta de dados oficiais sobre o tamanho do mercado brasileiro. De acordo com estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGB), estima-se que os sites de jogos online atualmente movimentam algo em torno de US$ 200 a U$$ 300 milhões (entre R$ 800 milhões e 1,2 bilhão) no país.

As projeções para o aumento dessa receita com a concessão da licença de atuação pelo Ministério da Fazenda e investimento em marketing indicam que o mercado pode passar a movimentar de R$ 6 bilhões a R$ 10 bilhões por ano.

Um indício claro do aumento de interesse nesse mercado foi a recente movimentação da Rede Globo de Televisão, que ao lado do grupo Tuner é detentora dos direitos de transmissão da Série A do Campeonato Brasileiro. Pela primeira vez a emissora convocou os clubes que tem sob contrato para incluir no acordo os direitos de transmissão das partidas para as plataformas de streaming de casas de apostas esportivas.

football line
Botafogo e Bahia próximos de ganharem reforço financeiro de casas de apostas
Notícias de apostas

Depois de Fortaleza, Vasco e Corinthians, que ganharam sites de jogos online como patrocinadores, Botafogo e Bahia se aproximam de fechar acordo para que sejam os próximos beneficiados da abertura do mercado brasileiro para as casas de apostas esportivas.

A possibilidade do patrocínio do setor nas camisas dos clubes nacionais foi aberta com a legislação aprovada pelo Congresso Nacional no final de 2018 e sancionada pelo então presidente Michel Temer. Ela permitiu que a Secretaria da Fazenda determinasse regras para o funcionamento de sites de apostas esportivas no Brasil.

Governo ainda ‘segura’ regulamentação

A regulamentação, contudo, ainda não foi feita. Existe prazo até outubro de 2020 para que isso seja realizado com possibilidade de prorrogação por mais dois anos. O dinheiro do patrocínio, no entanto, já está entrando no caixa dos clubes nacionais. Vasco e Fortaleza largaram na frente e receberam a marca Netbet em seus uniformes. O Corinthians, que antes mesmo da regulamentação havia experimentado um acordo rápido com a Winner, fechou parceria com a marjosports.

Agora é a vez de Botafogo e Bahia. Ambos negociam com a empresa casadeapostas.com. O time carioca está em estágio mais avançado nas transações e, inclusive, fechou acordo para expor a marca em sua equipe de basquete. Se as conversas evoluírem, o futebol será o próximo passo.

O tricolor baiano está um pouco atrás nas conversas. Seu rival local, o Vitória, no entanto, já se aproveitou da nova legislação. Mesmo disputando a Série B do Campeonato Brasileiro também em o patrocínio da NetBet para a temporada 2019.

Valores de transações seguem mantidos em sigilo

Os valores envolvidos nas transações não foram revelados pelos clubes que fecharam os contratos nem por aqueles que ainda negociam com as empresas. No entanto, acredita-se que os números não sejam dos maiores. Até porque as grandes marcas do mercado de apostas esportivas ainda não entraram como patrocinadoras no Brasil.

É o caso, por exemplo, de empresas como Betfair, que faz pesados investimentos para estampar sua marca nos espaços oferecidos por Barcelona e Arsenal; ou Betway, que tem como principal vitrine o West Ham, da Premier League. Mesma estratégia utilizada por Bet365, que há anos é a mais importante patrocinadora do Stoke, agora na Segunda Divisão do Campeonato Inglês, tendo, inclusive, comprado o direito de dar o nome ao estádio do clube.

football line
Botafogo fecha acordo e coloca Casa de Apostas em sua camisa
Notícias de apostas

Depois do Santos, o Botafogo fechou acordo e colocará a marca “Casa de Apostas.com” em suas camisas. A estreia do novo patrocinador deve acontecer neste domingo, 19 de maio, quando o alvinegro irá enfrentar o Goiás em confronto pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A em sua versão 2019.

O time carioca já vinha negociando com a empresa há algum tempo e havia fechado um acordo prévio de patrocínio pontual em sua equipe masculina de basquete. Agora, assinou contrato por um ano para estampar a marca na altura do omoplata em seu uniforme. Exatamente como aconteceu com o Santos, que na quinta jornada do Brasileirão irá encarar o Palmeiras no sábado, 18 de maio, e começou a exibir a marca no jogo de quarta-feira, 15 de maio, contra o Atlético-MG (0 a 0), em Belo Horizonte, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Sites de jogos online patrocinam 20% dos times da Série A

Com a conclusão do novo acordo, cinco dos 20 clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro passam a ter sites de jogos online entre seus patrocinadores. Reflexo direto do processo de regulamentação do setor, que teve a legislação aprovada no final do ano passado. O Governo Federal tem prazo até outubro de 2020 para estabelecer regras para conceder licença para que as empresas do setor atuem no país. O prazo é prorrogável por mais dois anos. No entanto, mesmo enquanto isso não acontece as casas de apostas podem fazer a divulgação de suas marcas.

A NetBet já fechou acordos para estampar seu logotipo nos uniformes de Vasco e Fortaleza, além do Vitória, que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. A Majorsports fechou contrato com o Corinthians. Nenhum dos acordos teve seu valor revelado. O Bahia pode ser o sexto clube a ter um site de jogos online em seu uniforme. Também está em conversação com a Casa de Apostas.com.

football line
Santos fecha patrocínio com casa de apostas por um ano
Notícias de apostas

O Santos nesta terça-feira, 14 de maio, acordo de um ano para expor em sua camisa o patrocínio do site “Casa de Apostas”. A marca irá aparecer na altura do omoplata dos uniformes e deverá fazer sua estreia nesta quarta-feira, 15 maio, no encontro envolvendo Santos e Atlético-MG, no Pacaembu, em São Paulo, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

O acordo é mais um fruto da legislação aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional e sancionada pelo então presidente Michel Temer que dá poder ao Ministério da Fazenda para regulamentar o setor de apostas esportivas no Brasil e conceder licenças para as empresas do segmento atuarem no país. Foi estabelecido prazo de dois anos para que a regulamentação seja feita. Esse período vence em outubro de 2020 e pode ser prorrogado por mais 24 meses.

Até agora, o governo não fez qualquer movimentação no sentido de iniciar o processo de licenciamento. No entanto, os clubes têm se aproveitado da legislação para captar patrocinadores. Na Série A, Vasco e Fortaleza fecharam acordos com NetBet, que também estampa sua marca no Vitória, que disputa a Segunda Divisão. O Corinthians acertou com a Majorsports. O Santos é o quarto time da Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro a entrar neste grupo.

Empresa negocia acordos com Bahia e Botafogo

Bahia e Botafogo também negociam acordos com o site Casas de Apostas. O alvinegro carioca, inclusive, chegou a expor a marca em sua equipe de basquete. No entanto, ainda não foi fechado o negócio em relação ao time de futebol.

A empresa do setor de jogos online será a sexta patrocinadora a expor sua marca no uniforme do santos, que conta ainda com Philco (costas), Unicesumar (calção), Algar (barra), Orthopride (números) e Kodilar (meiões). O valor da transação não foi revelado.

“Damos boa vindas à Casa de Apostas. Entendemos que este segmento de apostas será muito importante para o mercado de patrocínios do futebol brasileiro e temos o orgulho de iniciarmos este trabalho junto ao novo patrocinador,” afirmou José Caros Peres, presidente do Santos, através de declaração no site oficial do clube.

football line

SITES DE APOSTAS
Site de apostas Bet365 Bet365
Site de apostas Betfair Betfair
Site de apostas Rivalo Rivalo
Site de apostas 22Bet 22Bet
Site de apostas Betway Betway
Site de apostas Sportingbet Sportingbet
Site de apostas Betboo Betboo
Site de apostas Betmotion Betmotion
Busca de Notícias
Aviso legal
O direito de acessar e / ou usar sites-de-apostas.net (incluindo qualquer ou todos os produtos anunciados) pode ser restritos em determinados países.
Você é o responsável por determinar que o acesso ou uso do website está de acordo com as leis em seu local de residência e que o jogo não é ilegal onde você mora.
sites-de-apostas.net valoriza e compara continuamente todos os sites de apostas no Brasil.
Site de apostas | Casas de apostas online | Apostas esportivas | Apostas de futebol | Apostas ao vivo | Apostas online | Sites de apostas
18+, Jogue com responsabilidade! | Jogo responsável | Aviso legal