sites-de-apostas.net

As apostas esportivas no Brasil e no mundo não param de crescer. Com esse aumento, alguns problemas também surgiram e, um deles, é o vício em jogos.

Embora a maioria dos apostadores se considerem casuais e recreativos, com o boom das apostas tem ficado difícil mensurar até que ponto é saudável e quando começam os problemas.

Saiba mais sobre o jogo responsável e veja se você deve procurar ajuda!


Conteúdo


O que é jogo responsável?

Um típico jogador responsável é aquele que aposta por diversão e entretenimento, enquanto avalia os riscos associados ao jogo. Estando atento, esse jogador é capaz de controlar suas apostas, mantendo um equilíbrio entre suas apostas e outras atividades da vida.

É importante ressaltar que o jogo responsável não envolve apenas um indivíduo. Também requer que aqueles dentro da indústria de jogos aumentem a conscientização, fornecendo recursos, educando jogadores casuais e ajudando-os a reconhecer os sinais de problemas de jogo em si próprios, familiares, amigos e colegas.

Atributos do jogador responsável:

  • Apostar de forma moderada e consciente;
  • Saber que há chances de ganho e perdas;
  • Ter controle e saber a hora de parar;
  • Utilizar as plataforma de jogo de maneira que se aproveite condições de baixo risco

Jogar para se divertir é a melhor maneira

Vamos pensar aqui em duas pessoas diferentes: 

  • A que joga para se divertir e tem a sua renda baseada no seu emprego
  • A que joga compulsivamente e acha que vai enriquecer apenas com jogos e apostas.

Quem você acredita que tem menos problemas? Logicamente que o primeiro exemplo.

O jogo, para quem sabe controlar fatores como tempo e dinheiro, é uma excelente maneira de se divertir. Você pode, por exemplo, fazer suas apostas para se divertir com os amigos e ainda tirar algum proveito disso uma vez ou outra, assumindo que em certas ocasiões vai perder algum dinheiro e em outras vai acabar se dando bem.

Agora, quem acaba virando “escravo do jogo” e aposta de maneira que afeta seu convívio com familiares e amigos, acaba tendo sérios problemas e perdendo de desfrutar o melhor que a vida pode oferecer.

No próximo tópico, vamos te mostrar como você pode identificar problemas com jogos e apostas.

Como identificar problemas com jogos

Com o aumento do número de pessoas buscando por jogos e apostas para incrementar sua renda e procurando viver disso, a quantidade de problemas relacionados ao setor também aumenta. O maior de todos eles é o vício em jogos.

Assim como acontece com o vício com drogas ou álcool, nem sempre a pessoa consegue detectar que tem o problema no momento em que ele surge e, eventualmente, ele vai crescendo até que cresça causando problemas no trabalho, no relacionamento familiar e também no círculo de amizades.

Trata-se de uma doença e como qualquer outro problema de saúde, quanto mais cedo for percebido, mais rápida é a recuperação. 

Por isso, desenvolvemos um game que te ajuda a perceber o seu comportamento quando apostador. Faça agora mesmo teste e descubra se você está praticando o jogo responsável ou se está na hora de ligar o sinal de alerta.

Agora, vamos te mostrar alguns dos maiores problemas de quem está enfrentando problemas com jogos e apostas.

Disponibilidade de tempo

Um dos sinais mais fortes do vício em jogo é o tempo gasto com a atividade. Uma coisa é gastar alguns minutos preenchendo um bilhete de loteria. Ou acessar um site de jogos online para fazer uma aposta no time do coração. Ou gastar duas ou três horas por semana em uma mesa de pôquer com os amigos.

Outra completamente diferente é passar dias e dias desenvolvendo sistemas para apostar em loterias ou passar horas em frente à tela do computador arriscando palpites em confrontos da Segunda Divisão do Campeonato Paquistanês ou sair à procura de salas ilegais de jogo para se aventurar em mesas de carteado com completos estranhos.

Impaciência e irritabilidade

Apostar compulsivamente e sem limites pode gerar impaciência e irritabilidade. E uma pessoa irritada pode causar sérios problemas a si e a outras pessoas em seu entorno.

Além disso, a falta de paciência pode trazer problemas em relacionamentos, no trabalho, na família e fazer com que o apostador tente recuperar suas perdas de maneira incessante.

Empréstimo de dinheiro

Não são poucos os casos de pessoas que fazem empréstimos em bancos ou com amigos para alimentar o vício em jogos. Infelizmente, tem pessoas que perdem até mesmo os bens com casa e carro.

Você deve fazer seus jogos e apostas com uma grana que não lhe faça falta no orçamento, pois, como já dissemos, apostar é diversão.

Descumprimento das obrigatoriedades

Esse tópico tem muito a ver com o anterior. Se você começa a tirar dinheiro do seu orçamento e deixa de pagar contas como água, luz e aluguel para apostar, isso é sinal de que está com problemas.

Jamais comprometa sua renda e o dinheiro das suas obrigações mensais para fazer apostas jogos, afinal, diversão é diversão e obrigação é compromisso.

Preocupação excessiva

As apostas e jogos estão fazendo você se preocupar demais? Então é preciso ficar atento.

Se você aposta e toda vez fica nervoso e preocupado com os resultados, qual a intenção disso tudo?

Lembre-se: aposta é diversão e não preocupação excessiva.

Falta de lazer

Sua família te chama para sair e você não quer pois tem que apostar? Está colocando sua saúde em segundo plano e dedicando horas e horas para fazer sua ‘fezinha’? Isso não pode acontecer.

O nosso bem-estar deve estar acima de tudo, principalmente quando o assunto são jogos.

Reserve um tempo para você e para sua família. Torne isso um hábito e procure descansar a cabeça.

Vale a pena sempre repetir: o jogo responsável é a melhor maneira de se divertir.


Estou tendo problemas com jogos e apostas. E agora?

Você acha que suas apostas estão tendo um impacto negativo em sua vida? Você está lutando para lidar com o aumento da dívida do cartão de crédito como resultado do jogo? Está tendo problemas para pagar suas contas e outras obrigações financeiras? O seu jogo é uma prioridade sobre os compromissos familiares e profissionais? Você está perseguindo perdas na esperança de resolver seus problemas financeiros?

Então é hora de pedir ajuda.

Abaixo vamos te dar duas dicas para combater problemas com apostas e jogos.

Procure ajuda de um profissional

O psiquiatra é o profissional mais adequado para promover o tratamento do vício de apostas. A doença recebeu o diagnóstico de Transtorno do Jogo Compulsivo. No entanto, raramente aparece sozinha. Geralmente aparece associada com outros distúrbios psicológicos. Ao longo do tratamento, quase sempre é necessário recorrer a medicamentos da categoria de ansiolíticos ou antidepressivos.

Busque ajuda de grupos de apoio a jogadores compulsivos

Algo essencial nos tratamentos, que são sempre de longo prazo, é o convencimento do apostador de que se trata de um viciado e de que a ajuda é necessária. Sem que essas duas condições estejam claras em sua mente, as chances de sucesso do tratamento são bastante reduzidas.

Por isso, um sistema de apoio é extremamente importante. Isso pode ser feito pelas próprias famílias, por grupos de amigos ou mesmo por pessoas que já viveram a mesma situação e conseguiram superar o problema.

Neste último bloco estão os Jogadores Anônimos. De maneira clara e direta eles falam através de seu site na Internet dessa doença que não pode ser curada, mas controlada e oferecem auxílio através de grupos presenciais em algumas cidades brasileiras.

Para finalizar, tome nota disso: tudo em excesso faz mal, no mundo das apostas não poderia ser diferente.


Artigos sobre jogo responsável e problemático