Estadio de La Cartuja

EURO Grp. E

14/06/2021

16:00

Spain
Sweden
Odds are subject to change. Last updated 14/06/2021 11:35.
Empate
Casa de aposta 1 X 2
Betway
1.36 5.00 10.0
Sportingbet
1.35 4.75 9.75
Odds are subject to change. Last updated 14/06/2021 11:35.
bet365

As informações e o palpite para Espanha x Suécia

Com as duas seleções enfrentando surtos de Covid-19, a Espanha estreia na fase final da Euro 2020 contra a Suécia. O encontro fecha a programação da segunda-feira, 14 de junho, o quarto dia de disputas do torneio continental, que está em sua décima sexta edição. Terá como cenário o estádio de La Cartuja, em Sevilha, na Espanha, que foi autorizado a receber até 19.800 espectadores. O início está marcado para 16h (horário de Brasília). A partida é parte da primeira rodada do grupo E, que tem também Polônia e Eslováquia.

Como funciona a Euro 2020

A edição 2020 da Eurocopa é comemorativa. Celebra os 60 anos de torneio. Seria realizada no ano passado, mas acabou sendo adiada devido à pandemia de Covid-19. A grande novidade é a ausência de uma sede fixa. Os jogos foram compartilhados por vários países com os encontros decisivos sendo reservados para Londres. 

O formato é o mesmo da Euro 2016, que recebeu o acréscimo do número de participantes. São 24 seleções. Elas foram divididas em seis grupos. Jogam, na primeira fase, em turno único. Ao final das três rodadas, as duas primeiras de cada chave avançam para as oitavas de final. Além das 12 classificadas diretamente, entre as terceiras colocadas, as quatro melhores conseguem um lugar na repescagem completando a chave.

A partir de então, em jogos eliminatórios, que podem recorrer à prorrogação de 30 minutos e decisão por pênaltis como critérios de desempates, as equipes vão passando pelo funil até que se defina os dois finalistas. A decisão está marcada para 11 de julho.

O desempenho recente da Espanha

A participação da Espanha na Euro 2020 fecha a primeira parte de um tumultuado ciclo de renovação da seleção espanhola iniciado após a Copa do Mundo da Rússia de 2018. Ela começou com o técnico Luis Enrique, que acabou se afastando por problemas pessoais. Foi assumida por Robert Moreno, então seu auxiliar, que, depois, acabou sendo efetivado no cargo. No entanto, com a morte da filha de Luis Enrique, vítima de câncer, o cargo foi novamente oferecido a ele.

A transição, no entanto, não foi pacífica. Ele não gostou do trabalho feito por Moreno. Rompeu com o ex-assessor e o ciclo praticamente voltou a estaca zero. Essas questões não afetaram de forma significativa a campanha da Espanha nas eliminatórias da Euro 2020. Com 26 pontos (oito vitórias e dois empates), a Fúria garantiu sem qualquer problema a primeira colocação da chave F. Foi ainda além na Liga das Nações da Europa logo na sequência, Não apenas garantiu a primeira colocação do grupo 4 com uma reação na reta final chegando aos 11 pontos (três vitórias, dois empates e uma derrota), como na partida decisiva aplicou uma goleada por 6 a 0 na Alemanha. Vai decidir o título em outubro próximo.

No entanto, com muitos jogadores jovens, as oscilações têm sido grandes. No início da caminhada nas Eliminatórias Europeias para Copa do Mundo do Qatar de 2022, a Espanha tropeçou, em casa, na Grécia (1 a 1) e não mostrou grande futebol nas vitórias diante de Geórgia (2 a 1) e Kosovo (3 a 1). Mesmo assim, com sete pontos, lidera o grupo B, que tem a Suécia, com um ponto e um jogo a menos, na vice-liderança. O zagueiro Sérgio Ramos, capitão da equipe, considerado capaz de dar equilíbrio ao time, não foi chamado para Euro 2020. Viveu uma temporada com muitas lesões, incluindo uma contusão muscular que sofreu justamente nos duelos pelas eliminatórias. Ele era o único atleta do Real Madrid cotado para o torneio. Sem ele, o gigante ficou sem representantes na Fúria.

Fúria entra em emergência às vésperas da estreia

A Espanha entrou em modo de administração de uma situação de emergência antes de sua estreia na Euro 2020. A situação foi disparada com o exame positivo para Covid-19 do meia Sergio Busquets. Logo depois, Diego Llorente também teve resultado positivo para o vírus. A primeira medida tomada para evitar que o contágio aumentasse foi cancelar o amistoso que o time faria com a Lituânia na segunda-feira, 8 de junho. Os espanhóis acabaram sendo representados por sua equipe sub-21, que goleou por 4 a 0.

Dessa maneira, a preparação acabou sendo limitada ao encontro com Portugal, em 4 de junho, que ficou no 0 a 0. O duelo não teve grandes emoções. Foram apenas três finalizações certas. Duas dos espanhóis e uma dos portugueses. A segunda medida preventiva tomada pelo técnico Luis Enrique foi a utilização de uma lista de reservas. Ela conta com 11 atletas que foram colocados de prontidão e podem ser acionados a qualquer momento dependendo da necessidade:

Os atletas convocados para a disputa foram:

  • Goleiros: Unai Simón (Bilbao), David de Gea (Manchester United) e Robert Sánchez (Brighton);
  • Defensores: José Gayà (Valencia), Jordi Alba (Barcelona), Pau Torres (Villarreal), Laporte (Manchester City), Eric Garcia (Manchester City), Diego Llorente (Leeds United) e Azpilicueta (Chelsea);
  • Meias: Sergio Busquets (Barcelona), Marcos Llorente (Atlético de Madrid), Rodri (Manchester City), Pedri (Barcelona), Thiago Alcântara (Liverpool), Koke (Atlético de Madrid) e Fabián Ruiz (Napoli);
  • Atacantes: Dani Olmo (Leipzig), Mikel Oyarzabal (Real Sociedad), Álvaro Morata (Juventus), Gerard Moreno (Villarreal), Ferrán Torres (Manchester City), Adama Traoré (Wolverhampton) e Pablo Sarabia (PSG).
  • A lista de reservas tem: Álvaro Fernández, Óscar Mingueza, Marc Cucurella, Bryan Gil, Juan Miranda, Gonzalo Villar, Pozo, Brahim, Zubimendi, Yeremy Pino e Javi Puado. Além deles, outros seis atletas já estavam pré-selecionados como possíveis substitutos e podem ser utilizados no torneio. São eles: Rodrigo Moreno, Pablo Fornals, Carlos Soler, Brais Méndez, Raúl Albiol e Kepa Arrizabalaga.

Provável escalação da Espanha

 

Espanha na temporada atual


A forma atual da Suécia

Camisa Schalke 04 Bundesliga

Suécia e Espanha têm tido a oportunidade de serem colegas de grupos repetidamente. Compartilharam a mesma chave nas eliminatórias da Euro 2020. Os suecos, com 21 pontos (seis vitórias, três empates e uma derrota), ficaram na segunda colocação do grupo F, Cinco pontos abaixo dos espanhóis e quatro pontos acima dos noruegueses, que na terceira colocação foram os primeiros na relação dos eliminados.

Além de travarem o duelo na fase final da Euro 2020, também brigam nas Eliminatórias Europeias para Copa do Mundo do Qatar de 2022. Em março, na abertura da disputa, os suecos apresentaram aproveitamento de 100%. Superaram, em casa, a Geórgia, por 1 a 0, e, na condição de visitantes, fizeram 3 a 0 em Kosovo. Estão na vice-liderança do grupo B, um ponto abaixo dos espanhóis, que fizeram um jogo a mais. Para a disputa da Euro 2020, a Suécia não poderá contar com Zlatan Ibrahimovic. Depois de quase cinco anos de ausência, ele voltou a ser convocado nos duelos de março pelas eliminatórias e era considerado nome certo na convocação para o torneio continental. No entanto, uma lesão no joelho fez com que não pudesse estar na relação final.

Pandemia também causa danos entre os suecos

Testes de Covid-19 indicaram a contaminação de Dejan Kulusevski e Mattias Svanberg. Isso fez com que os suecos intensificassem os testes em seus atletas e as medidas de isolamento social do elenco. Em princípio, não foram feitas novas convocações. Os casos foram detectados depois que a seleção fechou sua minitemporadas de amistosos preparatórios. A equipe superou a Finlândia, por 2 a 0, em 29 de maio, e na sequência, em 5 de junho, marcou 3 a 1 na Armênia.

Nos encontros, o técnico Janne Andersson não fugiu de seu padrão de jogo. Montou a equipe com duas linhas de quatro (defesa e meio-campo) e dois atacantes. A Suécia busca contar com a posse de bola pela maior parte do tempo, mesmo que de forma defensiva, ou seja, utilizando a pelota sem maior objetividade, para evitar que o rival possa criar chances. A lista de atletas para a disputa da Euro 2020 conta com:

  • Goleiros: Karl-Johan Johnsson (Copenhague), Kristoffer Nordfeldt (Gençlerbirligi) e Robin Olsen (Everton);
  • Defensores: Emil Krafth (Newcastle), Victor Lindelöf (Manchester United), Marcus Danielson (Dalian Yifang-CHI), Martin Olsson (Häcken-SUE), Ludwig Augustinsson (Werder Bremen), Pontus Jansson (Brentford), Filip Helander (Rangers), Mikael Lustig (AIK), Andreas Granqvist (Helsingborg);
  • Meias: Emil Forsberg (RB Leipzig), Ken Sema (Watford), Viktor Claesson (Krasnodar), Dejan Kulusevski (Juventus), Sebastian Larsson (AIK), Albin Ekdal (Sampdoria), Kristoffer Olsson (Krasnodar), Jens-Lys Cajuste (Midtjylland), Mattias Svanberg (Bologna) e Gustav Svensson (Guangzhou R&F);
  • Atacantes: Marcus Berg (Krasnodar), Alexander Isak (Real Sociedad), Robin Quaison (Mainz) e Jordan Larsson (Spartak Moscou).

Provável escalação da Suécia

 

Suécia na temporada atual

Estatísticas de ambas seleções


Prognóstico e palpite final para Espanha x Suécia:

Diante do surto de Covid-19 que afeta as duas seleções, o mais adequado é esperar para fazer apostas apenas depois que as escalações forem reveladas. A Espanha conta com mais atletas capazes de desequilibrar um duelo. A Suécia tem uma base montada há mais tempo e um time sólido taticamente. O prognóstico na igualdade acaba sendo boa opção de palpite para o encontro pela primeira rodada do grupo E da Euro 2020.

Prognóstico e palpite final para Espanha x Suécia:


Promoções para Eurocopa 2021

Promoções Eurocopa

Acompanhe tudo sobre a Eurocopa 2021