Parken

EURO Grp. B

12/06/2021

13:00

Denmark
Finland
Odds are subject to change. Last updated 12/06/2021 12:55.
Denmark vence
Casa de aposta 1 X 2
Betway
1.33 5.00 12.0
Sportingbet
1.33 4.75 11.0
Odds are subject to change. Last updated 12/06/2021 12:55.

As informações e o palpite para Dinamarca x Finlândia

Abrindo a disputa do grupo B da Euro 2020, a Dinamarca enfrenta a Finlândia no sábado, 12 de junho. O duelo terá como palco o estádio Parken, em Copenhague, na Dinamarca, que poderá receber até 12.561 espectadores. A previsão é de que a bola comece a rolar às 13h (horário de Brasília). A chave conta ainda com Bélgica e Rússia.

Como funciona a Euro 2020

A edição 2020 da Eurocopa é comemorativa. Celebra os 60 anos de torneio. Seria realizada no ano passado, mas acabou sendo adiada devido à pandemia de Covid-19. A grande novidade é a ausência de uma sede fixa. Os jogos foram compartilhados por vários países com os encontros decisivos sendo reservados para Londres. 

O formato é o mesmo da Euro 2016, que recebeu o acréscimo do número de participantes. São 24 seleções. Elas foram divididas em seis grupos. Jogam, na primeira fase, em turno único. Ao final das três rodadas, as duas primeiras de cada chave avançam para as oitavas de final. Além das 12 classificadas diretamente, entre as terceiras colocadas, as quatro melhores conseguem um lugar na repescagem completando a chave.

A partir de então, em jogos eliminatórios, que podem recorrer à prorrogação de 30 minutos e decisão por pênaltis como critérios de desempates, as equipes vão passando pelo funil até que se defina os dois finalistas. A decisão está marcada para 11 de julho.

O desempenho recente da Dinamarca

A Dinamarca terminou invicta a disputa das eliminatórias para Euro 2020. Acumulou 16 pontos (quatro vitórias e quatro empates). Suficiente para garantir a segunda posição do grupo D, que teve a Suíça como primeira colocada. Os dinamarqueses asseguraram seu posto com o empate, por 1 a 1, com a Irlanda na jornada final. Os irlandeses, com 13 pontos, acabaram na terceira colocação.

Depois de perder a vaga nas finais da segunda edição da Liga das Nações da Europa para a Bélgica, a Dinamarca mostrou evolução no início da disputa das Eliminatórias Europeias para Copa do Mundo do Qatar de 2022. Entrou na batalha, que começou em março, como pé no acelerador. Superou a Israel, em Tel Aviv, no primeiro jogo, por 2 a 0, aplicando duas goleadas na sequência. Fez 8 a 0, em Copenhague, na Moldávia, e marcou 4 a 0 na Áustria, na casa dos rivais. Os nove pontos conquistados colocaram os dinamarqueses na primeira colocação do grupo F. Abriram frente de quatro pontos na comparação com a Escócia, segunda colocada.

Amistosos mostraram time mais equilibrado

Os amistosos preparatório para Euro 2020 mostraram uma Dinamarca menos agressiva e mais equilibrada. A começar diante da Alemanha, em confronto disputado na Áustria em 2 de junho. Os dinamarqueses adotaram postura reativa deixando para os germânicos o controle do encontro e utilizado a posse de bola, que tiveram por 45% do tempo, muitas vezes de forma defensiva, apenas para evitar que o rival a pressionasse. Assim, criou bem menos chances para finalização (5 a 16). A proporção foi ainda pior no quesito arremate certo (1 a 5). Porém, fez valer a precisão. Empatou o confronto por 1 a 1. Os alemães marcaram primeiro com Neuhaus aos três minutos da fase final. Chegaram ao empate aos 26 minutos através de Poulsen após assistência de Eriksen.

Em 6 de junho, em casa, contra a Bósnia e Hezergovina, o time teve uma postura mais ofensiva. Assumiu o controle do jogo, contou com a posse da bola por 66% do tempo, criou mais do que o quádruplo de chances para arremate (17 a 4), mandou cinco delas no alvo e não viu seu goleiro ser incomodado. Venceu por 2 a 0. Braithwaite abriu o placar aos 18 minutos do primeiro tempo. Na segunda fase, Cornelius, aos 28 minutos, completou o serviço.

O técnico Kasper Hjulmand estabeleceu como padrão tático uma formação com linha defensiva de quatro atletas, três meias e três atacantes. Os jogadores chamados para a disputa da Euro 2020 foram:

  • Goleiros: Kasper Schmeichel (Leicester), Frederik Ronnow (Schalke 04), Jonas Lössl (Midtjylland)
  • Defensores: Daniel Wass (Valencia), Joakim Maehle (Atalanta), Jens Stryger Larsen (Udinese), Simon Kjaer (Milan), Andreas Christensen (Chelsea), Jannik Vestergaard (Southampton), Joachim Andersen (Fulham), Nicolai Boilesen (FC Copenhagen), Mathias Jorgensen (FC Copenhagen)
  • Meias: Christian Eriksen (Inter), Pierre-Emile Højbjerg (Tottenham), Thomas Delaney (Borussia Dortmund), Anders Christiansen (Malmö), Mathias Jensen (Brentford), Christian Norgaard (Brentford)
  • Atacantes: Mikkel Damsgaard (Sampdoria), Martin Braithwaite (Barcelona), Yussuf Poulsen (RB Leipzig), Jonas Wind (FC Copenhagen), Kasper Dolberg (Nice), Robert Skov (Hoffenheim), Andreas Cornelius (Parma), Andreas Skov Olsen (Bologna).

Provável escalação da Dinamarca

 

Dinamarca na temporada atual

últimos jogos
06/12 202112/0620:30
06/12 202112/06
0-1
-
06/02 202102/0621:00
06/02 202102/06
1-1
-
03/28 202128/0318:00
03/28 202128/03
8-0
-

A forma atual da Finlândia

Camisa Schalke 04 Bundesliga

A simples classificação da Finlândia para fase final da Euro 2020 foi história. Pela primeira vez o país obteve o direito de participar desse estágio do torneio continental. Fez isso como coadjuvante em uma chave dominada completamente pela Itália, que ficou no topo do grupo J das eliminatórias aos acumular os 30 pontos possíveis. Os finlandeses se contentaram com o segundo posto. Alcançaram 18 pontos (seis vitórias e quatro derrotas). Quatro a mais do que a Grécia, que já tem em seu currículo um título da Eurocopa.

Uma façanha para um país que tem grande limitação de recursos técnicos. Ela pode ser vista em seu início de participação nas Eliminatórias Europeias para Copa do Mundo do Qatar de 2022. Em março, os finlandeses, em casa, ficaram no empate, por 2 a 2, com a Bósnia e Hezergovina. Depois, atuando fora de seus domínios, colocaram mais um ponto na conta na igualdade, dessa vez por 1 a 1, com a Ucrânia. Os dois pontos acumulados deixaram a Finlândia na terceira posição do grupo D, que tem a França no topo com cinco pontos a mais, seguida pela Ucrânia, com três.

Esperanças de disputar mais do que três jogos são pequenas

O sonho de repetir a façanha da Islândia, que na Euro 2016 conseguiu pela primeira fez a classificação para o estágio decisivo do torneio continental e avançou para as oitavas de final, não foi alimentado pelos finlandeses nos últimos amistosos preparatórios para o torneio. No primeiro deles, diante da Suécia, a derrota até era esperada. Afinal, a adversária está alguns degraus acima tanto em qualidade técnica quanto em estágio de preparação. Em 29 de maio, a Finlândia levou 2 a 0. Quaison, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Larsson, em cobrança de pênalti, aos 13 minutos da etapa final, fizeram os gols. Os finlandeses até conseguiram impor dificuldades. Com 46% de tempo com a posse de bola, criaram oito chances de finalização. No entanto, acertaram somente uma delas.

Decepcionante, no entanto, foi sua atuação e o resultado no encontro de 4 de junho contra a fraca seleção da Estônia. O jogo terminou em derrota por 1 a 0. Foi a sexta partida seguida sem vitória (quatro derrotas e dois empates). O tendo que decidiu o confronto foi assinalado por Sappinen em cobrança de pênalti aos 14 minutos do segundo tempo. Os finlandeses, com a posse de bola por 56% do tempo, criaram menos chances para arremate (9 a 10) e acertaram o alvo em menor número de vezes (1 a 3). Enfim, uma performance desastrosa.

O técnico Markku Kanerva não tem indicado uma preferência clara nas formações táticas. Tem utilizado tanto o 5-3-2 quanto o 4-2-3-1. O certo é que a base de seu jogo é feita no sistema defensivo com a opção por tentar explorar as oportunidades para contra-ataques. Os jogadores chamados para Euro 2020 foram:

  • Goleiros: Lukas Hradecky (Bayer Leverkusen-ALE), Jesse Joronen (Brescia-ITA), Anssi Jaakkola (Bristol Rovers-ING);
  • Defensores: Paulus Arajuuri (Pafos-CHP), Daniel O’Shaugnessy (HJK Helsinki), Joona Toivio (Häcken-SUE), Leo Väisänen (Elfsborg-SUE), Sauli Väisänen (Chievo-ITA), Robert Ivanov (Warta Poznań-POL), Jere Uronen (Genk-BEL), Nikolai Alho (MTK Budapest-HUN), Jukka Raitala (Minnesota United-EUA), Pyry Soiri (Esbjerg-DIN);
  • Meias: Glen Kamara (Rangers-ESC), Robert Taylor (Brann-NOR), Robin Lod (Minnesota United-EUA), Joni Kauko (Esbjerg-SUE), Onni Valakari (Pafos-CHP), Rasmus Schüller (Djurgården-SUE), Thomas Lam (Zwolle-HOL), Tim Sparv (Larissa-GRE), Fredrik Jensen (Augsburg-ALE), Lassi Lappalainen (Montréal Impact-CAN);
  • Atacantes: Joel Pohjanpalo (Union Berlin-ALE), Marcus Forss (Brentford-ING), Teemu Pukki (Norwich-ING).

Provável escalação da Finlândia

 

Finlândia na temporada atual

últimos jogos
06/12 202112/0620:30
06/12 202112/06
0-1
-
06/04 202104/0618:00
06/04 202104/06
0-1
-
05/29 202129/0518:00
05/29 202129/05
2-0
-
03/31 202131/0320:45
03/31 202131/03
3-2
-

Estatísticas de ambas seleções


Prognóstico e palpite final para Dinamarca x Finlândia:

Mostrando grande potencial ofensivo, a Dinamarca tem o prognóstico em sua vitória diante da Finlândia o palpite indicado para o encontro pela primeira rodada da Euro 2020.

Prognóstico e palpite final para Dinamarca x Finlândia:


Promoções para Eurocopa 2021

Promoções Eurocopa

Acompanhe tudo sobre a Eurocopa 2021