Estadio Olimpico Pedro Ludovico

Copa America Zone North

17/06/2021

18:00

Colombia
Venezuela
Odds are subject to change. Last updated 17/06/2021 17:57.
Colombia vence
Casa de aposta 1 X 2
Betway
1.37 4.50 10.0
Sportingbet
1.36 4.60 10.0
Odds are subject to change. Last updated 17/06/2021 17:57.

As informações e o palpite para Colômbia x Venezuela

Uma Venezuela esfacelada por um surto de Covid-19 é a adversária da Colômbia nesta quinta-feira, 17 de junho, em confronto que faz parte da programação da segunda rodada da edição 2021 da Copa América. O encontro terá como cenário o estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia. O início está marcado para 18h (horário de Brasília). As equipes estão no grupo B, que conta também com Brasil, Peru e Equador.

Como funciona a Copa América 2021

A edição 2021 da Copa América é a versão 2020 com um ano de atraso. Ela foi adiada devido à pandemia de Covid-19. Na verdade, nem precisaria ter sido realizada. Afinal, o torneio teve uma edição em 2019. Uma nova versão foi inserida na agenda para que a Confederação Sul-Americana de Futebol passasse a ter seu torneio continental no mesmo ano da Eurocopa. Bastaria cancelar e disputar a Copa América 2024. Porém, com dinheiro recebido pelos direitos de transmissão para TV e patrocínios negociados, a competição foi mantida em um calendário ainda mais apertado.

Em princípio, seria realizada na Argentina e na Colômbia. Os argentinos desistiram devido à crise sanitária no país, que enfrenta o aumento do número de casos de Covid-19. Os colombianos, mergulhados em uma grave crise política, também não tiveram condições de receber o torneio. O Brasil, embora com números de contaminação ainda maiores do que os da Argentina, decidiu sediar a competição, assim como fez em 2019.

A fórmula de disputa, dessa vez, é diferente. Os dez participantes, em vez dos 12 inicialmente previstos (Austrália e Qatar desistiram de participar), foram divididos em dois grupos. Na primeira fase, vão jogar em turno único. Ao final de cinco rodadas, os quatro primeiros de cada chave avançam para a segunda fase. A partir das quartas de final, serão realizadas disputas em jogo único até que seja conhecido o campeão.

O desempenho recente da Colômbia

Será o quarto jogo da Colômbia com a direção de Reinaldo Rueda. Contratado para colocar ordem na casa depois que o português Carlos Queiróz perdeu o controle do grupo durante a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo do Qatar nas derrotas por 3 a 0 para o Uruguai, em casa, e na goleada, na condição de visitante, por 6 a 1, para o Equador, o colombiano começou com uma vitória, por 3 a 0, em Lima, diante do Peru, e o empate, por 2 a 2, depois de estar em desvantagem de dois tentos, contra a Argentina, no torneio.

Levou a equipe aos oito pontos (duas vitórias, dois empates e duas derrotas). Alcançou o quinto lugar. Ainda não está na zona de classificação direta para o Mundial. Porém, nessa situação, teria condição de disputar a repescagem. Já foi um avanço. A Copa América é a oportunidade que Rueda tem de manter o elenco junto por mais tempo e, dessa maneira, montar uma base mais forte para as próximas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas.

No domingo, 13 de junho, na estreia da Copa América, a Colômbia reencontrou o Equador e, dessa vez, levou a melhor. Venceu por 1 a 0. Gol de Cardona aos 42 minutos do primeiro tempo. Fez uma atuação bastante econômica. Criou somente cinco chances para arremate, sendo duas delas no alvo. Os equatorianos não criaram muito mais. Foram oito disparos, sendo dois deles no alvo. Os atletas convocados para o torneio foram:

Goleiros: David Ospina (Napoli), Aldair Quintana (Atlético Nacional) e Camilo Vargas (Atlas);

Defensores: Davinson Sánchez (Tottenham), Yerry Mina (Everton), Stefan Medina (Monterrey), Óscar Murillo (Pachuca), William Tesillo (León), Carlos Cuesta (Genk), Jhon Lucumí (Genk) e Daniel Muñoz (Genk);

Meio-campistas: Juan Cuadrado (Juventus), Wilmar Barrios (Zenit), Edwin Cardona (Boca Juniors), Matheus Uribe (Porto), Gustavo Cuellár (Al-Hilal), Yairo Moreno (Pachuca), Sebastián Pérez (Boavista-POR) e Baldomero Perlaza (Atlético Nacional);

Atacantes: Luis Muriel (Atalanta), Duván Zapata (Atalanta), Luis Díaz (Porto), Miguel Borja (Junior Barranquilla), Rafael Borré (River Plate), Jaminton Campaz (Tolima), Yimmi Chará (Seattle Sounders) e Juan Otero (Santos Laguna).

Provável escalação da Colômbia

 

Colômbia na temporada atual

últimos jogos
07/10 202110/0702:00
07/10 202110/07
3-2
-
07/07 202107/0703:00
07/07 202107/07
(3)1-1(2)
-
07/04 202104/0700:00
07/04 202104/07
(2)0-0(4)
-
06/24 202124/0602:00
06/24 202124/06
2-1
-
06/21 202121/0602:00
06/21 202121/06
1-2
-

A forma atual da Venezuela

Camisa Schalke 04 Bundesliga

O técnico português José Peseiro também via na Copa América a chance de trabalhar pela primeira vez com seus atletas durante um período mais amplo. Seu planejamento, no entanto, foi rasgado. Um surto de covid-19 fez com que oito jogadores que foram utilizados como titulares no empate sem gols diante do Uruguai na oitava rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo do Qatar de 2022 fossem colocados em isolamento social às vésperas da estreia na competição.

Substitutos foram convocados às pressas. Porém, o treinador teve que improvisar uma equipe para enfrentar o Brasil no domingo, 13 de junho, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Sem nunca ter treinado o time escalado, a Venezuela virou uma presa fácil. Apanhou por 3 a 0. A tentativa de montar um sistema defensivo forte, com uma linha de cinco zagueiros, não resistiu à falta de entrosamento. O bloqueio foi vazado logo aos 23 minutos em tento de Marquinhos.

Na etapa final, Neymar, aos 19 minutos, em cobrança de pênalti, ampliou a vantagem. Aos 44 minutos, Gabigol completou o serviço. A Venezuela conseguiu criar apenas três chances de arremate ao longo do duelo. Somente uma delas foi no alvo. Peseiro seguirá no jogo desta quinta-feira sem contar com os oito atletas contaminados. Os atletas convocados por ele para Copa América foram:

Goleiros: Wuilker Fariñez (Lens-FRA), Joel Graterol (América de Cali-COL) e Rafael Romo (OH Leuven-BEL).

Defensores: Roberto Rosales (Leganés-ESP), Adrián Martinez (Deportivo La Guaira), Mikel Villanueva (Santa Clara-POR), Luis Mago (Universidad de Chile), Alexander González (Málaga), Ronald Hernández (Atlanta United-EUA), Jhon Chancellor (Brescia-ITA), Nahuel Ferraresi (Moreirense-POR) e Yohan Cumana (Deportivo La Guaira).

Meio-campistas: Tomás Rincòn (Torino-ITA), Yangel Herrera (Granada-ESP), Junior Moreno (DC United-EUA), Cristián Cásseres Jr. (NY Red Bulls-EUA), José Martínez (Philadelphia Union-EUA), Edson Castillo (Caracas), Jefferson Savarino (Atlético-MG), Rómulo Otero (Corinthians), Jhon Murillo (Tondela-POR), Bernaldo Manzano (Deportivo Lara), Richard Celis (Caracas), Yeferson Soteldo (Toronto FC-CAN).

Atacantes: Josef Martínez (Atlanta United-EUA), Fernando Aristeguieta (Mazatlán-MEX), Sergio Córdova (Arminia Bielefeld-ALE) e Jhonder Cádiz (Nashville SC-EUA).

Provável escalação da Venezuela

 

Venezuela na temporada atual

últimos jogos
06/20 202120/0623:00
06/20 202120/06
2-2
-
06/17 202117/0623:00
06/17 202117/06
0-0
-
06/13 202113/0623:00
06/13 202113/06
3-0
-
06/03 202103/0622:00
06/03 202103/06
3-1
-

Estatísticas de ambas seleções


Prognóstico e palpite final para Colômbia x Venezuela:

Mesmo sem fazer atuações brilhantes, a Colômbia tem diante de uma Venezuela fragilizada o prognóstico na vitória o palpite indicado para o duelo desta quinta-feira pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América 2021.

Prognóstico e palpite final para Colômbia x Venezuela:


Promoções para Copa América 2021

Promoções Copa América

Acompanhe tudo sobre a Copa América 2021