Estadio Olimpico Nilton Santos

Copa America Zone South

14/06/2021

18:00

Argentina
Chile
Odds are subject to change. Last updated 14/06/2021 14:59.
Argentina vence
Casa de aposta 1 X 2
Betway
1.70 3.50 5.50
Sportingbet
1.70 3.50 5.75
Odds are subject to change. Last updated 14/06/2021 14:59.
Promoção Dafabet Copa América

As informações e o palpite para Argentina x Chile

O encontro entre Argentina e Chile, que era o duelo escolhido para a abertura da edição 2021 da Copa América, perdeu esse status. Será o responsável apenas por dar a partida na jornada inicial do grupo A na segunda-feira, 14 de junho. Terá como palco o estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro. O pontapé inicial foi marcado para 18h (horário de Brasília). A chave tem ainda Paraguai, Bolívia e Uruguai.

Como funciona a Copa América 2021

A edição 2021 da Copa América é a versão 2020 com um ano de atraso. Ela foi adiada devido à pandemia de Covid-19. Na verdade, nem precisaria ter sido realizada. Afinal, o torneio teve uma edição em 2019. Uma nova versão foi inserida na agenda para que a Confederação Sul-Americana de Futebol passasse a ter seu torneio continental no mesmo ano da Eurocopa. Bastaria cancelar e disputar a Copa América 2024. Porém, com dinheiro recebido pelos direitos de transmissão para TV e patrocínios negociados, a competição foi mantida em um calendário ainda mais apertado.

Em princípio, seria realizada na Argentina e na Colômbia. Os argentinos desistiram devido à crise sanitária no país, que enfrenta o aumento do número de casos de Covid-19. Os colombianos, mergulhados em uma grave crise política, também não tiveram condições de receber o torneio. O Brasil, embora com números de contaminação ainda maiores do que os da Argentina, decidiu sediar a competição, assim como fez em 2019.

A fórmula de disputa, dessa vez, é diferente. Os dez participantes, em vez dos 12 inicialmente previstos (Austrália e Qatar desistiram de participar), foram divididos em dois grupos. Na primeira fase, vão jogar em turno único. Ao final de cinco rodadas, os quatro primeiros de cada chave avançam para a segunda fase. A partir das quartas de final, serão realizadas disputas em jogo único até que seja conhecido o campeão.

O desempenho recente da Argentina

Ao se juntarem aos colombianos para sediar a Copa América de 2020, a Argentina tinha como meta acabar com seu longo jejum de títulos. O país não conquista um torneio continental desde 1993. Embora no acordo com a Colômbia estivesse estabelecido que o jogo inaugural fosse em solo argentino e a decisão teria como palco um estádio colombiano, acreditava-se que o público empurraria Messi e companhia na direção do troféu.

No entanto, a pandemia de Covid-19 evitou a realização do torneio tanto na data prevista quanto também no local. Público também não haverá. Pelo menos, nesse caso, não será uma ausência sentida, uma vez que no Brasil a torcida provavelmente não seria favorável aos argentinos, que deixaram o país reclamando muito depois da edição 2019 da Copa América. Coube especialmente a Lionel Messi, capitão da equipe, fazer as maiores queixas. O alvo foi a arbitragem, que, segundo ele, foi bastante favorável à seleção canarinho, que acabou levando a taça.

Os argentinos, que foram derrotados pelo Brasil, por 2 a 0, nas semifinais, tiveram que se conformar com a medalha de bronze. Venceram justamente o Chile, por 2 a 1, na decisão do terceiro lugar. Na partida, Messi acabou sendo expulso ainda no primeiro tempo em confusão com Medel. Foi punido com suspensão tanto pela expulsão quando por suas reclamações contra a Confederação Sul-Americana de Futebol. Ambas já cumpridas.

Equipe marcou passo nas Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial

Foi muito abaixo das expectativas o reinício da campanha da Argentina nas Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo do Qatar de 2022. Mais de um ano e meio após sua última partida, a equipe voltou a campo para enfrentar justamente o Chile. Em casa, em 3 de junho, não passou a igualdade por 1 a 1. Até chegou a marcar primeiro. Lionel Messi colocou a bola na rede aos 23 minutos da etapa inicial. Porém, a reação aconteceu ainda antes do intervalo. Aléxis Sanchez marcou o tento chileno aos 36 minutos.

O desempenho dos argentinos foi superior ao resultado. Contando com a pelota por 54% do tempo, criaram mais do que o dobro das oportunidades de arremate ( 16 a 7). Foram ainda mais superiores nos tiros certos (7 a 1). Mereciam uma sorte melhor no confronto. Na partida seguinte, diante da Colômbia, na casa do rival, novamente o placar ficou no empate. Dessa vez por 2 a 2. O roteiro acabou sendo parecido. A Argentina abriu vantagem de dois tentos rapidamente. Fez primeiro gol logo aos três minutos através de Romero. Cinco minutos depois, Paredes ampliou. Na etapa final, Muriel, em cobrança de pênalti, descontou, e Borja, aos 49 minutos, arrancou a igualdade em cima da hora.

Novamente o desempenho da Argentina foi superior, embora não tão amplo como no primeiro jogo. Com posse de bola por 52% do tempo, tiveram mais chances para arremate (15 a 12) e acertaram mais (8 a 5). Com 12 pontos (três vitórias e três empates), a equipe segue na vice-liderança das eliminatórias. Seis pontos atrás do Brasil, que lidera a disputa, e cinco pontos acima do Paraguai, sexto colocado e primeiro time fora da zona de classificação para o Mundial.

Provável escalação da Argentina

 

Argentina na temporada atual


A forma atual do Chile

Camisa Schalke 04 Bundesliga

Para o Chile, a Copa América 2021 não se apresenta como um estorvo no calendário, mas uma oportunidade para colocar a casa em ordem. Seus dirigentes acabaram sendo vítimas da traição do técnico Reinado Rueda. O colombiano, que havia sido contratado para comandar o processo de renovação da seleção na busca por uma vaga na Copa do Mundo do Qatar de 2022, abandonou o barco em meio à disputa das Eliminatórias Sul-Americanas.

Os cartolas da Federação Chilena, no entanto, não podem alegar inocência nessa questão. Afinal, quando contrataram Rueda, negociaram com um treinador que tinha contrato em vigor com o Flamengo. Ou seja, ele fez com o Chile a mesma coisa que havia feito com o rubro-negro carioca um pouco antes. Abandonou o projeto assim que recebeu uma proposta mais interessante. Dessa vez, acertou contrato para comandar a seleção de seu país. O uruguaio Martin Lasarte foi contratado para a vaga e já anunciou que utilizará a Copa América para dar oportunidade a jovens jogadores de se firmarem na equipe. O objetivo é ver quem tem condições de ganhar uma oportunidade para ganhar a chance no time principal na sequência da disputa das eliminatórias para o Mundial de 2022.

Torneio vira forma de garimpar opções para substituir veteranos

O processo de renovação da equipe havia sido iniciado por Rueda. No entanto, ele deu um passo atrás nessa direção antes de deixar o cargo. No entanto, as partidas de retomada da disputa das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo do Qatar de 2022 mostraram que o elenco precisa ser oxigenado. O Chile até conseguiu um resultado aceitável diante da Argentina. Ficou no empate, por 1 a 1, na casa do rival. A atuação, no entanto, foi abaixo da média. Acertou somente uma finalização em sete tentativas de arremate criadas ao longo do duelo.

Porém, o segundo resultado só pode ser classificado como desastroso. Em casa, diante da frágil equipe boliviana, o placar de 1 a 1 foi repetido. Pulgar colocou os chilenos na frente aos 24 minutos do segundo tempo. Aos 36 minutos, Marcelo Moreno cobrou pênalti igualando o placar. Dessa vez, no entanto, a produção ofensiva foi muito superior. Os donos da casa, que tiveram a pelota por 77% do tempo, dispararam 27 finalizações. Nove delas tiveram a direção certa. No entanto, faltou balançar a rede em mais oportunidades.

Com seis pontos (uma vitória, três empates e duas derrotas), o Chile ocupa uma modesta sétima posição na tabela de classificação das Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial. São dois pontos a menos do que o Uruguai, quarto colocado e último time na região que garante vaga direta para Qatar 2022.

Provável escalação do Chile

 

Chile na temporada atual


Estatísticas de ambas seleções


Prognóstico e palpite final para Argentina x Chile:

Enquanto o Chile vê a Copa América 2021 como laboratório, a Argentina encara o torneio como oportunidade para sair da fila de títulos. Assim, o prognóstico no sucesso dos argentinos é o palpite mais indicado para o confronto pela primeira rodada do torneio continental.

Prognóstico e palpite final para Argentina x Chile:


Promoções para Copa América 2021

Promoções Copa América

Acompanhe tudo sobre a Copa América 2021