• Tite comandou um trabalho tático entre os jogadores
  • Atividade foi aberto aos familiares, amigos e imprensa
  • Defesa levou a melhor contra os jogadores de ataque

A Seleção Brasileira fez neste domingo o seu primeiro treinamento desde que chegou ao Catar. Depois de cinco dias em Turim, a equipe do técnico Tite sentiu o clima do país da Copa dias antes da estreia, na próxima quinta-feira, contra a Sérvia. Na atividade, o treinador dividiu os jogadores e fez um ataque contra a defesa. Conforme informações do site “Globo Esporte”, a vantagem do treino de hoje ficou com a defesa.

Então, no primeiro momento, Tite dividiu os atacantes em dois campos. Treinaram de um lado Vini Jr, Gabriel Martinelli, Neymar, Rodrygo, Everton Ribeiro, Pedro, Richarlison, Gabriel Jesus, Antony, Raphinha, Fred, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá.

Do outro lado do campo, ficaram Eder Militão, Danilo, Casemiro, Bremer, Alex Sandro, Telles, Thiago Silva, Fabinho, Marquinhos e Daniel Alves. Essas equipes, segundo informações do portal, se enfrentaram em ataque contra defesa sempre cinco contra cinco. Teve ainda cruzamentos na área e a missão da defesa era afastar o perigo.

Vale lembrar ainda que esta divisão valeu também para a comissão técnica. Enquanto Cléber Xavier e César Sampaio trabalharam com os defensores, Matheus Bachi monitorava os meias e atacantes. Depois dessa atividade que terminou com a vantagem para defesa, os jogadores treinaram finalização com os goleiros.

Portanto, serão quatro treinamentos até a próxima quinta-feira, data de estreia do Brasil contra a Sérvia. O jogo está marcado para as 16h (Brasília), no Estádio Lusail. A Seleção Brasileira está no Grupo G da Copa do Mundo, ao lado de Suíça e Camarões, além da Sérvia.

Alex Sandro ansioso pelo time

Afinal, em quase uma semana de treinos, o técnico Tite ainda não decidiu o time que vai entrar em campo na estreia na próxima quinta-feira. Foram diversos treinos com muitas trocas de jogadores. Nem mesmo os últimos amistosos foram capazes de definir alguma coisa sob esse aspecto.

Então, não somente os torcedores estão curiosos com esse mistério, mas também alguns jogadores. Como o lateral-esquerdo Alex Sandro. Ele, inclusive, apontou essas muitas mudanças como um fator positivo para a equipe, uma das favoritas ao troféu do Mundial.

– Ainda não falou (escalação da estreia). Eu também estou curioso, como todos os outros. Como ele tem confiança em todos, ele sempre muda a toda hora o time. Inclusive, acho que essa é uma força da seleção – disse o jogador.

Desfalque de última hora

O Brasil ganhou um desfalque de última hora em sua comissão técnica, mas foi por uma boa causa. Isso porque o analista de desempenho Fernando Lázaro nem chegou a desembarcar no Catar. De Turim, ele voltou ao Brasil para acertar com o Corinthians.

O clube o anunciou neste domingo como novo técnico da equipe profissional. A CBF informou que Gabriel Oliveira, analista de desempenho do Fluminense, será o substituto como observador da Seleção na Copa do Mundo. O profissional se juntará em breve aos demais membros da comissão técnica da Seleção Brasileira, no Catar.