Johan Cruijff Arena

UEFA Nations League A Grp. 1

04/09/2020

15:45

Netherlands
Poland
As cotações estão sujeitas a alterações. Última atualização 04/09/2020 15:40.

As informações e o palpite para Holanda x Polônia

Uma Holanda sem comando enfrenta a Polônia sem seu maior jogador nesta sexta-feira, 4 de setembro. O confronto é parte da jornada inaugural da versão 2020/2021 da Liga das Nações da Europa. Será realizado na Johan Cruijff Arena, em Amsterdã, a partir das 15h45 (horário de Brasília). As seleções fazem parte do grupo 1 da Liga A, a Primeira Divisão do torneio, que tem ainda Itália e Bósnia e Herzegovina.

A competição está em sua segunda edição, que sofreu modificações no formato. A Liga A, divisão de elite do torneio, em vez de 12 participantes, passou a ter 16. Dessa maneira, o rebaixamento que deveria ter acontecido na edição de estreia não foi feito. Isso evitou por exemplo, que a Alemanha fosse mandada para Liga B.

A Uefa dividiu as equipes em quatro grupos. Haverá confrontos no sistema de ida e volta. Ao final das seis rodadas previstas, o campeão de cada chave irá para as finais. Na primeira versão, Portugal ficou com o título. Quem ficar em último lugar será relegado para Segunda Divisão. Isso, naturalmente, se não for uma seleção de primeira linha. Nesse caso, pode haver nova virada de mesa.

O desempenho recente da Holanda

Os holandeses perderam às vésperas de sua estreia o técnico Ronald Koeman. Responsável por assumir a direção de equipe depois de dois grandes vexames – a eliminação na disputa de um lugar na Euro 2016 e também na luta por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia 2018, ele promoveu uma grande reformulação no elenco. Apesar de ter conseguido resultados satisfatórios, preferiu largar o trabalho no meio para aceitar proposta para comandar o Barcelona.

A Federação Holandesa de Futebol não quis tomar uma decisão apressada. Dessa maneira, ao menos para as duas primeiras rodadas da Nations League deixará no cargo Dwight Lodeweges, que era auxiliar de Ronald Koeman e foi colocado como treinador interino. Ele chamou 23 atletas para enfrentar a Polônia e, depois, a Itália, também em casa. Não promoveu grandes mudanças. Manteve a base da equipe que conseguiu vencer o grupo 1 da edição 2018/2019 da Liga das Nações da Europa ao conquistar sete pontos (duas vitórias, um empate e uma derrota) superando a França (sete pontos, mas com desvantagem nos critérios de desempate), campeã mundial, e Alemanha (dois pontos). Na fase decisiva, ficou com o terceiro lugar.

Invicta há seis jogos (cinco vitórias e um empate), a Holanda também se classificou para a fase final da Euro 2020, que foi adiada para o ano que vem. Está no grupo C ao lado de Áustria e Ucrânia. Ainda aguarda a definição do último componente, que será definido na repescagem. os atletas convocados para os próximos jogos foram:

Goleiros: Marco Bizot (AZ-HOL), Jasper Cilessen (Valencia-ESP), Tim Krul (Norwich-ING).

Defensores: Nathan Aké (Manchester City-ING), Virgil Van Dijk (Liverpool-ING), Denzel Dumfries (PSV-HOL), Hans Hateboer (Atalanta-ITA), Perr Schuurs (Ajax-HOL), Joel Veltman (Brighton-ING), Stefan De Vrij (Internazionale-ITA), Owen Wijndal (AZ-HOL).

Meio-campistas: Donny Van de Beek (Ajax-HOL), Leroy Fer (Feyenoord-HOL), Mohamed Ihattaren (PSV-HOL), Frenkie De Jong (Barcelona-ESP), Marten De Roon (Atalanta-ITA), Kevin Strootman (Marseille-FRA), Georginio Wijnaldum (Liverpool-ING).

Atacantes: Ryan Babel (Galatasaray-TUR), Steven Bergwijn (Tottenham-ING), Luuk De Jong (Sevilla-ESP), Memphis Depay (Lyon-FRA), Quincy Promes (Ajax-HOL).

Provável escalação da Holanda

 

Holanda na temporada atual


A forma atual da Polônia

Camisa Schalke 04 Bundesliga

Principal jogador do Bayern de Munique na conquista da tríplice coroa da temporada 2019/2020 (Campeonato Alemão, Copa da Alemanha e Champions League), o atacante Robert Lewandowski foi deixado de lado da primeira convocação da Polônia para a disputa da edição 2020/2021 da Nations League pelo treinador Jerzy Brzęczek. Nenhum problema técnico naturalmente. Foi uma decisão para evitar maior desgaste do atleta, que esteve envolvido em jogos decisivos até agosto.

Não foi o único a contar com esse privilégio. Arkadiusz Reca, em processo de recuperação de lesão no glúteo, também ficou de fora da lista. O técnico, contudo, terá que administrar baixas alheias ao seu desejo. Przemysław Frankowski (Chicago Fire) e Adam Buksa (New England Revolution), por exemplo, não foram liberados por seus clubes, que disputam a MLS (a principal liga dos Estados Unidos), que não parou suas atividades no período que a Fifa (Federação Internacional de Futebol) reservou para os jogos entre seleções. Devido à pandemia, a entidade flexibilizou as normas em relação à cessão de atletas. Antes obrigatória, agora, a liberação fica por conta dos clubes. Para completar a lista de desfalques, Damian Kądzior foi cortado já com o time reunido. Exame mostrou lesão no joelho e provocou sua dispensa.

A Polônia está em sua segunda participação na Liga A. Na primeira, foi rebaixada para Segunda Divisão. Com dois pontos (dois empates e duas derrotas), ficou na terceira – última – posição do grupo 3 que teve Portugal (oito pontos) como campeã e Itália (cinco) na segunda colocação. Porém, acabou sendo beneficiada pelo inchaço do número de disputantes, o que evitou sua queda para Liga B.

Provável escalação da Polônia

 

Polônia na temporada atual


Prognóstico e palpite final para Holanda x Polônia:

Diante de uma Polônia significativamente enfraquecida, a Holanda, mesmo ainda sem ter definido o novo técnico, tem o prognóstico em seu sucesso a opção indicada de palpite para o encontro desta sexta-feira pela jornada inaugural da versão 2020/2021 da Liga A da Liga das Nações da Europa.

Prognóstico e palpite final para Holanda x Polônia:


Promoções

Dicas de aposta