Ao arriscar um palpite em futebol, há três resultados possíveis. Isso significa que, em um cenário de absoluto equilíbrio entre as equipes, a chance se o palpite ser acertado é de 33,3%. Isso, naturalmente, em uma análise meramente teórica uma vez que na prática seja utilizando critérios objetivos e mesmo subjetivos certamente haverá fatores que irão desequilibrar esse índice.

Ao fazer uma ‘dobradinha’, ou seja, reunir em um mesmo bilhete dois jogos de futebol, a situação se modifica bastante. Em vez de três resultados possíveis, o casamento das combinações envolvendo os dois duelos, sobe para nove. Assim, mais uma vez usando apenas para efeito de cálculo a hipótese de que há um nivelamento entre as equipes, a possibilidade de vitória cai para uma em nove oportunidades, ou 11,1%.

Veja nosso ranking de casas de apostas

Se essa bola de neve for rolada, tem um efeito devastador sobre as chances de vitória. Uma das formas mais conhecidas de apostas múltiplas em futebol é a Loteria Esportiva, oferecida aos brasileiros pela Caixa Econômica Federal. Nesse bilhete, são reunidos 14 jogos e a chance de acertar os resultados é de 1 em 2.391.485. E isso com o uso de um palpite duplo, que é obrigatório de acordo com as regras da Loteca. Sem ele, as chances de acerto seriam ainda mais reduzidas.

Estratégias permitem reduzir o risco nas acumuladas de futebol

Para reduzir essa tendência absurdamente favorável à banca, o apostador pode recorrer a algumas estratégias que permitem reescalonar o equilíbrio dessa balança. Ainda que, em bilhetes múltiplos, as chances de insucesso serão, matematicamente, sempre inferiores as de acerto.

Uma das formas de deixar a maré mais favorável para os apostadores é criar o próprio bilhete. Seja na loteria esportiva ou em concursos similares realizados por muitas casas de apostas, apelidados de Toto, Jackpots ou de outras formas, quem escolhe os jogos é o site de jogos online. Naturalmente, na escolha são buscados confrontos que apresentam maior equilíbrio entre os concorrentes.

Quando se faz o bilhete, é possível selecionar ao menos algumas partidas que são consideradas barbadas ou mesmo de risco bem mais baixo. Assim, ainda que não seja possível medir isso com exatidão, as chances de 33,3% para cada resultado não são mais válidas. Algumas possibilidades são muito maiores do que outras.

Escolha apenas o que você conhece

O sistema de escolha própria também permite selecionar apenas jogos de competições de que se tem informações. Nos bilhetes prontos, nem sempre os torneios são acompanhados e, não há dúvida, quando menor o grau de conhecimento sobre o evento, a forma dos times, os jogadores disponíveis e outros fatores fundamentais, menor a chance de acertar o palpite.

Ao fazer as seleções, não use somente o mercado 1 x ou 2. Nos confrontos mais duros, recorra a seleções duplas como 1x, 2x ou mesmo 12. Isso aumenta suas possibilidades de acerto, ainda que, naturalmente, tenha efeito negativo no prêmio a ser oferecido.

Esse balanço entre o a cotação paga, que vai subindo assim que mais jogos são acrescentados, e o risco é o equilíbrio que deve ser encontrado. Não há fórmula mágica para alcançar o bilhete perfeito. Isso vai depender do perfil do apostador, sua disposição de correr riscos e também sua ambição em busca de prêmios maiores.

Porém, é possível tentar encontrar uma ‘receita’. Uma das maiores boladas vencidas dessa maneira aconteceu justamente na Copa do Mundo da Rússia de 2018. Um apostador francês faturou 260 mil euros (cerca de R$ 1,5 milhão em números de março de 2020)  em uma aposta de 80 com 12 jogos do mundial. Para isso, utilizou oito jogos com apostas em favoritos destacados e quatro apostas de risco médio mas sempre com palpites simples no mercado vencedor 1 x 2.

Aposta de alto risco empurra cotação para o alto

Porém, um formato para multiplicar as cotações é escolher uma aposta de alto risco em um time que é considerado zebra e oferece retorno na casa de 3,50 ou superior. Nesse caso, pode ser escolhido o mercado vencedor 1 x 2, o empate não tem aposta ou mesmo hipótese dupla; uma aposta de risco médico, aí sim no mercado vencedor 1 x 2, mas em um time favorito, mas com prêmio na casa de 1,70 a 2,00; e completá-lo com três outros palpites de baixo risco formando uma quíntupla.

O bilhete até pode ganhar corpo com mais opções. Porém, nesse caso, deve-se evitar mais seleções de alto risco. Somente com palpites de médio e baixo risco uma que a ocorrência de duas ‘zebras’ em um mesmo bilhete reduz em muito as possibilidades de acerto.

Promoções ajudam a lucrar e diminuir riscos

Outra coisa que não deve ser deixada de lado são as promoções que as casas de apostas apresentam para os bilhetes múltiplos. Como o risco desse tipo de tíquete é bem mais alto que os simples, os sites de jogos online tentam direcionar seus clientes para a modalidade com ofertas que apresentam pagamentos maiores ou até mesmo que garantem apostas grátis desde que seja investido determinado valor nesse tipo de cupom.

Também é bastante comum encontrar o chamado seguro ACCA. Com ele, bilhetes múltiplos contam com um seguro – por vezes gratuito, em algumas ocasiões tendo como custo a redução das cotações – que assegura a devolução do dinheiro investido em caso de erro por apenas um palpite equivocado.

Para quem utiliza com frequência as apostas acumuladas, escolher um site de jogos online que apresente esse tipo de benefícios pode fazer diferença na hora de contabilizar os lucros ou reduzir os prejuízos.

O mesmo pode ser dito em relação à ferramenta de cash 0ut – fechamento antecipado. É preciso verificar se a casa de apostas também oferece essa possibilidade para os bilhetes múltiplos. Assim, será possível antecipar os lucros ou reduzir os prejuízos fechando o tíquete ou apenas um jogo, se for o caso, concluindo a aposta antes mesmo que o evento chegue ao final.