95/100

Escrito em

outubro 2021

Gestão de banca Escola de Apostas

Bruno BataglinBruno Bataglin Especialista em casas de apostas

Você tem noção da importância da gestão de banca nas apostas esportivas? Então, não deixe de ler nosso conteúdo completo sobre o tema e aprenda tudo que é essencial para controlar seu dinheiro da melhor maneira.

Quero conhecer mais a Betfair

Gestão de banca da Betfair

Está pronto para começar sua jornada?

Se você se sente pronto para começar, você pode criar uma conta na Betfair, clicando aqui você terá garantirá um bônus de boas-vindas exclusivo do sites-de-apostas. Nada melhor do que começar ganhando, certo? Aproveite!

Você faz ideia do que é gestão de banca dentro das apostas esportivas? Sabe a importância dela para o sucesso de um apostador? Se a resposta for negativa, saiba que você chegou ao lugar certo para aprender o que isso significa e a importância de uma gestão de banca eficiente.

Nas apostas, estamos trabalhando com finanças. Desse modo, é necessário ter um controle antes de tomar uma ação e assumir um risco.

É por isso que a gestão de banca é um tema essencial. Portanto, se você faz parte do grupo de apostadores iniciantes e até mesmo intermediários, este pode ser um conteúdo muito valioso.

Assim, sem mais introduções, vamos entrar no mundo da gestão de banca dentro das apostas.


Conteúdo


A gestão de banca nas apostas esportivas

Em todos os aspectos da vida, um bom planejamento é essencial. E não seria diferente nas apostas desportivas. É aí que entra a gestão de banca.

Afinal, uma gestão de banca eficiente é essencial para que o apostador tenha segurança ao fazer cada aposta. Obviamente, ele deve continuar a buscar apostas com valor esperado positivo (EV+ ou odds de valor). Contudo, a gestão será o que lhe dará uma base caso ele perca a aposta.

Em outras palavras, é um método essencial para manter a sua banca de apostas sob controle. E evitar perdas significativas em relação ao total da banca.

Quem começa a fazer aposta normalmente não se dá conta de que fazer uma boa gestão de banca seja tão essencial. Entretanto, quando você começa a entender o longo prazo e que você deve ter essa mentalidade para só depois pensar em lucros, fica tudo mais simples.

Portanto, vamos discorrer mais sobre a importância de uma boa gestão em seus investimentos esportivos.


Por que é tão importante fazer uma boa gestão de banca?

Como já dissemos, a gestão de banca é fundamental para o sucesso dos apostadores dentro das apostas esportivas. Contudo, talvez não tenha ficado tão claro o porquê de ela ser tão essencial.

Em primeiro lugar, imagine sua banca de apostas, ou bankroll, como sua empresa. Não importa o valor, você deve administrar esse dinheiro da melhor maneira possível. E com responsabilidade.

Em outras palavras, você não deve comprometer um valor muito alto em apenas uma aposta. Afinal, você estará comprometendo boa parte do seu capital caso o palpite não dê certo. E dizer “entendi isso” é essencial para um apostador que deseja iniciar nas apostas da forma correta.

O bom apostador deve adotar um método que lhe dê condições de ter prejuízos consecutivos sem que ele perca uma grande parte da sua banca de apostas. Ou seja, adotar uma estratégia inteligente para gerir seu dinheiro é fundamental.

Uma boa gestão pode minimizar prejuízos e trazer a segurança que todo apostador precisa

Então, em cima disso que comentamos, comprometer uma grande parcela da sua banca em uma única aposta é a receita para o desastre. Entretanto, podemos garantir que é isso que a maioria dos apostadores iniciantes faz.

Por exemplo, deposita R$100 em uma das casas de apostas que escolheu e faz a primeira aposta com R$50. Isso é um grande tiro no pé. Afinal, se o jogo não sai dentro do seu planejamento, metade do seu dinheiro já vai pelo ralo.

Neste mesmo caso acima, imagine que o apostador depositou R$100 e fez a primeira aposta com R$5. Pode parecer pouco, mas ele fez o certo. Pois o que importa de verdade não é a quantia baixa e, sim, que ele apostou com responsabilidade. Ou seja, preservou a maior parcela do total de sua banca.

Isso, de maneira simples, é uma grande estratégia de gestão de banca. Afinal, ele só comprometeu 5% da sua banca total. Nesse caso, ele precisaria perder 20 apostas consecutivas para chegar à tão temida quebra da banca de apostas.

Assim, uma administração eficiente do dinheiro dá a segurança que o apostador necessita. Pois, ao longo da caminhada, ele vai minimizar o risco por aposta e, consequentemente, diminuir os prejuízos. Isso fará toda a diferença para a saúde da banca.


Com quanto começar em sua primeira banca nas apostas desportivas?

Essa é uma dúvida que quase todo apostador principiante tem. Afinal, qual valor devo colocar na minha primeira banca para apostas esportivas. E, da forma mais simples possível, aqui vai a nossa resposta: a quantia não importa.

Na verdade, o melhor para o apostador de primeira viagem é construir uma banca inicial com a menor quantidade de dinheiro possível. Afinal, o que importa em um primeiro momento é o aprendizado.

Portanto, ao fazer seu cadastro em um site de casa de apostas, busque a menor quantia possível para depositar. Isso facilitará tanto o controle quanto também no aspecto psicológico, pois as perdas serão menos desgastantes. E acredite: você provavelmente terá muitas perdas no início da trajetória.

Portanto, quando você está entrando no mundo das apostas esportivas, deve focar menos no valor total da banca e mais em encontrar boas oportunidades de aposta. Analise cada evento esportivo, escolha o jogo a dedo e faça a sua avaliação da melhor maneira possível.

C0m o tempo, você verá que tanto faz ter uma banca de R$100 ou uma banca de R$10.000, por exemplo. O que mais importa é saber fazer uma gestão correta e encontrar valor esperado positivo dentro das apostas. É a capacidade de encontrar aposta de valor e de gerir sua banca o que vai determinar o sucesso ou o fracasso. E não os valores brutos envolvidos no processo.

Tamanho da banca de apostas não é o mais importante

Como já mencionamos, o valor da banca de apostas é secundário. Obviamente, você não pode almejar lucros astronômicos com uma banca de R$100, por exemplo. Mas tudo isso pode fazer parte de um planejamento de aprendizado.

O que queremos deixar claro ao longo deste artigo é que a maioria dos apostadores não pensa assim. Ou seja, não analisa o mercado e nem monta um método para gerir sua banca. Mas, uma vez que você tem todos esses pontos em mente, poderá almejar um sucesso em termos de lucros.

É totalmente compreensível que vários apostadores queiram apenas se divertir com as apostas esportivas. Isso não é errado, muito pelo contrário. Mas ter uma mentalidade de investidor poderá fazer a diferença. E nem mesmo precisa ser algo muito complexo.

Basta você ter uma estratégia definida. Afinal, se você tem um método de gestão de banca e sabe encontrar uma aposta de valor, tanto faz se tem uma banca pequena, média ou grande em termos de quantia.

É um fato que, com métodos bem definidos, um apostador que é lucrativo com R$100 de banca também conseguirá ter bons resultados com R$100 mil à sua disposição. Em outras palavras, o processo é o mesmo.

E isso vale tanto para quem faz apostas punting quanto para quem trabalha no trading esportivo. E independe de qual website entre todos que há de casas de apostas você escolheu.

Com métodos e dividindo sua banca em unidades, você mesmo perceberá como tudo fica mais fácil e automático. Então, monte a sua banca, independentemente do valor, e comece a criar sua própria estratégia dentro das apostas esportivas. Isso já vai te colocar à frente da maioria dos apostadores.


Métodos de gestão de banca (com explicações simples)

Antes de iniciar a sua gestão de banca, é necessário escolher como vai aplicar o seu dinheiro em cada aposta. Ou seja, qual será o seu método de gestão da sua banca de apostas (bankroll).

E existem diversos métodos de gestao, alguns melhores para uma boa gestão de banca e outros piores para o controle do dinheiro. Aliás, isso independe dos valores envolvidos no total da banca e tudo mais.

Então, se você quer um exemplo de método, resolvemos separar mais de um. Em outras palavras, você terá mais de um método para se basear. Assim, poderá escolher o exemplo que mais se encaixa no seu perfil. Lembre-se que isso poderá ser um fator determinante para ser bem-sucedido ou não.

Igualmente, os que forem de maior risco vamos destacar e explicar o porquê. Vamos lá?

Unidade fixa (stake fixa)

Esse talvez seja o método mais fácil de explicar (e o mais recomendado) para o apostador que está iniciando. E a premissa aqui é bem simples: a gestão é feita por unidades fixas. Ou seja, você pega o valor total da banca e divide em unidades iguais.

Desse modo, se você tem uma banca com valor de R$100 e quer dividi-la em 100 unidades, terá R$1 por unidade. Assim, sua unidade fixa (ou stake fixa) será de R$1. Independentemente do evento esportivo, você vai colocar R$1 por aposta.

Em termos de cálculos dentro das finanças, este é o método mais simples. Afinal, sua unidade (stake) não vai variar de forma alguma. Você sempre vai investir R$1 por palpite denttro da casa de aposta.

As vantagens principais desse método com unidade fixa é a facilidade na hora de fazer a aposta e a segurança. Afinal, você estará protegido e evitará de colocar mais dinheiro em risco no mercado.

Entretanto, também há pontos negativos. O principal exemplo nesse caso, por assim dizer, é que, quando você encontrar uma aposta com muito valor esperado positivo, terá que apostar também uma unidade. Pois você sempre aposta com valor fixo.

Essa é uma grande desvantagem, pois você poderá encontrar pouco ou muito valor em uma aposta, mas sempre apostará com unidades rígidas. Dessa maneira, poderá ficar engessado e desperdiçar potenciais oportunidades de obter lucros com valores mais consideráveis.

Em contrapartida, a segurança é evidente e sua banca de apostas terá uma flutuação bem mais suave. Tanto para cima quanto para baixo. Por isso dizemos que essa é uma estratégia de gestão de banca bastante eficaz para principiantes.

Unidade variável (stake variável)

Diferentemente do exemplo de gestão de banca acima, aqui a ideia é não utilizar uma stake fixa. Ou seja, o apostador decide se vai utilizar uma ou mais unidades em uma aposta determinada.

Assim, aqui temos uma gestão com unidade (stake) variável. Tudo depende do valor que o jogador encontrou em determinada aposta. Em outras palavras, se ele identificou uma possível oportunidade melhor de ganhar mais.

Dentro das apostas esportivas, este é um método bastante adotado por apostadores mais experientes. Afinal, exige a capacidade de identificar apostas de maior ou menor risco em relação à possível recompensa.

Só para ilustrar, vamos supor que você vá apostar em uma partida entre França e País de Gales. Então, você vê que a sua casa de apostas está oferecendo uma odd de 1.80 para a vitória da seleção francesa. Na sua análise pré-jogo, você julgou que uma odd de 1.60 já teria valor esperado positivo para a vitória da França.

Então, o que temos aqui? Muito valor esperado positivo naquela aposta. Nesse caso, você identificou uma oportunidade imperdível de buscar um lucro mais interessante. Portanto, poderá colocar duas ou mais unidades, a depender o risco que pretende correr.

Obviamente, estabelecer um limite é interessante. Por exemplo, jamais comprometer mais do que 3% ou 5% do valor total da banca. Afinal, independentemente do seu método de gestão de banca, é essencial ter um freio.

A vantagem desse método é que ele é mais maleável, talvez o menos engessado entre todos os métodos. Contudo, a desvantagem é que, se um apostador menos experiente o utiliza, ele pode cometer erros que comprometam consideravelmente a banca.

Porém, de todos os métodos, esse talvez seja o mais indicado ao longo da caminhada.

Critério de Kelly (ou Sistema de Kelly)

O Critério de Kelly é um algoritmo que o físico norte-americano John Larry Kelly Jr. desenvolveu na década de 1950. Apesar de parecer um tanto quanto complexo, não é complicado compreender como ele funciona e como pode ser aplicado nas finanças.

No Critério de Kelly, a ideia é, por meio de uma conta, determinar o valor de cada aposta. Ou seja, o quanto o apostador deverá investir (ou não) em um determinado palpite.

A equação que forma o Critério de Kelly leva em consideração a probabilidade de tal evento ocorrer ou não ocorrer e as odds que a casa de apostas está oferecendo. E, caso seja vantajoso para o apostador, ele deverá colocar aquele palpite.

De maneira simplificada, a equação é: [(cotação) x (probabilidade/100)] – 1 /(cotação-1) x 100.

Nesse caso, vamos imaginar que um evento tem 70% de chance de se concretizar, mas a casa está oferecendo odd de 2 para essa aposta.

[2 x 70/100] -1, o que daria 0,40. E isso dividido por 1 (cotação – 1), resultando em 0,40. por fim, multiplicado por 100, isso resultaria em 40. Assim, essa é porcentagem da banca de apostas que o apostador deveria investir nesse evento. Portanto, 40%.

Como você pode ver, é uma tática de gestão de banca extremamente arriscada. Nesse caso, quem quiser utilizar deverá possuir métodos de previsão de probabilidades muito seguros. Afinal, em caso de cálculo errado de a chance de tal evento ocorrer, uma boa parcela da banca de apostas esportivas poderá ir por água abaixo.

Portanto, é um exemplo de gestão de banca que apenas apostadores experientes devem utilizar. E, mesmo assim, não sem antes fazer vários testes.

Martingale

Este é um dos métodos mais sedutores dentro das apostas esportivas. Mas também um dos mais perigosos. Aqui, a ideia é bastante simples: primeiramente, você determina valor para sua primeira aposta. Então, se ela não der certo, você dobra o valor de maneira sucessiva até acertar a aposta. E, quando acertar, retorna ao valor original da aposta inicial.

Portanto, não é um método de gestão de banca de valor fixo. Cada vez que você erra, dobra o valor. E é no fato de não haver valor fixo onde mora o problema.

Vamos supor que você iniciou na primeira aposta com R$10. E errou. Na segunda, você vai com R$20. E erra novamente. Depois de um tempo (e em uma sequência grande de erros), você já estará trabalhando com valores exorbitantes.

Nesse exemplo, uma série de sete ou oito palpites errados (o que é normal nas apostas, aliás) pode representar a temida quebra da banca. Então, você teria que recomeçar com um novo aporte de dinheiro.

Martingale pode parecer uma ideia de gestão de banca de apostas esportivas bem atrativa. Mas, no longo prazo, você perceberá que ela não se sustenta. Afinal, você não tem uma banca infinita para aguentar uma grande série de apostas erradas.

Em resumo, independentemente do valor da sua banca, não recomendamos Martingale. Afinal, ao mesmo tempo em que esse método de gestão poderá dar um bom lucro, ele certamente trará enormes prejuízos cedo ou tarde.

É muito fácil de ver as coisas saindo do controle e os valores se tornarem impossíveis de apostar.

Sequência de Fibonacci

Igualmente como Martingale, este é uma forma de gestão de banca de caráter progressivo. Ou seja, você vai apostando e, em caso de erro, segue para o próximo número da sequência.

Neste sequência, cada termo corresponde à soma dos dois anteriores. Temos, portanto:

0,1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, 377, 610, 987, 1597, 2584… e assim por diante.

Diferentemente de Martingale, aqui você não dobra o valor da aposta em caso de perda. Mas, em vez disso, segue para o próximo número.

Igualmente, o problema aqui é exatamente o mesmo: sua banca não é infinita. Mas, ao menos, o perigo aqui é menor do que temos no sistema Martingale.

Além disso, as casas de apostas podem limitar o valor da aposta em um determinado momento. É por essas e outras que a sequência de Fibonacci pode não ser uma ideia rentável no longo prazo.

All In (o que você mais deve temer)

Essa aqui é uma loucura total. O all in é, basicamente, apostar o valor total da sua banca. Sem rodeios. Aqui, não há controle algum. Aliás, até mesmo podemos considerar que isso não é uma gestão de banca.

Gestão nas apostas dá a ideia de controle. E qual é o controle em sempre colocar em jogo 100% do valor disponível para apostar? Em suma, é uma loucura total. Você esquece o conceito de dividir a banca em unidades.

O all in, tanto no punting quanto no trading, é a pior ideia que um apostador pode adotar. Sinceramente.

É o modo insano e a forma mais fácil de perder dinheiro dentro das apostas esportivas. O lucro pode ser grande, hora ou outra. Mas, no longo prazo, esse é o sonho das casas de apostas. Afinal, você vai entregar todo o seu capital de uma única vez em algum momento. E as casas de apostas vão lucrar em cima da sua desgraça.

Se você deseja, com toda a força do mundo, quebrar a sua banca, adote o all in. E não se iluda quando tiver o primeiro lucro, caso dê sorte. Em breve, você vai devolver tudo ao mercado e precisará fazer um novo depósito no site de apostas. É infalível, pode acreditar.


Enxergar as apostas esportivas como investimento faz você se disciplinar

Seja no trading ou no punting, você precisa enxergar as apostas como um investimento. E isso pode ser determinante para o sucesso. Afinal, você está investindo tempo e dinheiro na atividade.

Mesmo que você seja um apostador recreativo, não custa nada adotar um controle no valor total da sua banca. Ou seja, realizar uma gestão de banca minimamente simples já pode ser mais do que o suficiente para você minimizar as perdas.

Você pode, por exemplo, adotar um valor fixo de R$1 por aposta e seguir com ele em sua banca com R$100. Assim, não colocará um valor enorme em jogo de uma só vez e poderá exercitar sua paciência. Além disso, você irá aprender como encontrar odds interessantes dentro da casa de apostas que escolheu.

Portanto, a ideia que queremos passar neste artigo sobre gestão de banca é que você sempre faça sua gestão de banca. Isso, inclusive, pode te ajudar a melhorar sua relação com o dinheiro em outros aspectos de sua vida.


Dicas para apostadores iniciantes

A seguir, vamos deixar algumas dicas valiosas para o sucesso dos iniciantes nas apostas. Afinal, mesmo que você esteja começando, já poderá começar a fazer as coisas da maneira correta.

O mesmo vale para quem é mais experiente nas apostas. Afinal, essas dicas podem fazer a diferença para ter lucro e minimizar possíveis perdas ao longo do caminho.

Comece com o menor valor possível (e tire proveito dos bônus de boas-vindas e outras promoções)

Inicialmente, você deve começar com um valor baixo. E o mais importante: não deve, em hipótese alguma, formar a sua banca de apostas com um dinheiro que não pode se dar ao luxo de perder. Então, nada de tirar dinheiro das despesas básicas, como alimentação e contas. Reserve um dinheiro exclusivamente para isso.

É muito importante reservar um capital para colocar nas apostas esportivas. Assim como você faria em qualquer outro investimento de renda variável ou renda fixa.

Outra boa ideia para começar no mundo das apostas é aproveitar os bônus de boas-vindas que as casas oferecem. Não fique refém deles, mas eles podem ser de grande ajuda para aumentar a quantia que você dispõe inicialmente para apostar.

Igualmente, promoções como odds aumentadas podem ser grandes aliadas no início.

Trate as apostas esportivas como qualquer outro de seus investimentos

Apostar em um jogo pode ser comparado, por exemplo, a investir na bolsa de valores. Você deve avaliar os riscos e calcular a relação de colocar aquela quantia em jogo em relação aos potenciais retornos.

Dessa maneira, quando você tem uma mentalidade que investidores têm, poderá fazer uma gestão de banca com mais eficácia. E, desse modo, maximizar as chances de retorno ao mesmo tempo em que reduz as perdas.

Tenha paciência

Paciência é uma virtude, já diria o velho sábio. E, no mundo das apostas esportivas, isso é mais do que verdadeiro. Aliás, essa é a base para uma gestão de banca eficaz e, consequentemente, a chave para o sucesso neste universo.

Em sua essência, as apostas esportivas representam um investimento de renda variável. Ou seja, um que leva em conta ganhos e perdas constantes ao longo do tempo. É por isso que a mentalidade de longo prazo é fundamental.

Aliás, a gestão de banca é a aliada do longo prazo. Pois, com ela, você conseguirá administrar seu capital de maneira responsável. E essa segurança fará com que você não aposte por impulso, por exemplo.

Exercitar essa relação sadia com o longo prazo vai te ensinar muito sobre encontrar valor nas apostas. E, por exemplo, a não apostar em odds muito baixas por querer ganhar com a falsa sensação de segurança que tais odds passam.

Sua banca de apostas é a sua empresa

Sua banca é a sua empresa. Pense sempre assim. E, como você não possui todo o dinheiro do mundo, deve evitar a todo custo que sua empresa vá à falência.

Por isso que batemos na tecla que uma boa gestão de banca é o alicerce de um grande apostador esportivo. É ela que fará com que você tenha o controle financeiro na palma de sua mãe. Dessa maneira, você estará preparado para enfrentar as oscilações ao longo do caminho.

Entradas e saídas de dinheiro são diluídas no longo prazo. Então, com uma gestão de banca de qualidade, você poderá maximizar as chances de crescimento sustentável.

Utilize sua banca como suporte para o aprendizado e para ganhar experiência

Outro aspecto fundamental da gestão de banca é permitir que o apostador que está começando se dê o tempo de aprender. Afinal, ele precisa ter um processo de aprendizado para operar no mercado da melhor maneira.

Então, quando você começa c0m uma banca pequena e a divide em unidades, está garantindo que não perderá muito. E, mesmo que quebre a sua banca inicial, vai demorar um certo tempo para chegar a este ponto. É um período suficiente para você aprender alguns macetes e ir ganhando rodagem.

Em suma, este é mais um dos benefícios da tão importante gestão de banca.


Conteúdo educacional para aposta você encontra aqui no SDA

Além deste conteúdo sobre gestao da sua banca, saiba que você pode encontrar aqui no sites-de-apostas.net muito mais conteúdo sobre apostas. Afinal, os melhores apostadores adquirem conhecimento de vários aspectos desse universo.

Portanto, você está a apenas alguns cliques de distância para aprender mais sobre o mercado e iniciar sua caminhada nas apostas de maneira correta.

Em resumo, não deixe de consumir todos os materiais de qualidade que puder e ler cada artigo que disponibilizamos. Afinal, nossas palavras podem fazer a diferenças lá na frente. Também não se esqueça de nos seguir nas redes sociais e perguntar o que deseja se tiver alguma dúvida. Afinal, estamos aqui para ajudar.

Igualmente, se quiser nos enviar um e-mail, sinta-se sempre à vontade. Seja para tratar sobre gestão de banca ou qualquer assunto de outro artigo, não importa.

Escola de Apostas – Fundamentos de Apostas – Conteúdo

Se você está interessado em apostas esportivas, crie uma conta com estes sites de apostas online.

A mais completa
98/100
Programa de fidelidade
96/100
Com ferramentas exclusivas
95/100
Melhores salas de bingo
95/100
Bet Maker cria apostas inteligentes
94/100