• Jorginho pode fazer mudança no ataque e tirar Marlon Gomes
  • Paulo Victor tem dores no tornozelo e deve dar lugar a Edimar
  • Para a vaga de Yuri, suspenso, Zé Gabriel deve ser o substituto

Antes de tudo, vamos falar sobre o Vasco. Afinal, o Time da Colina volta a campo nesta terça-feira pelo Brasileirão Série B, diante do Operário-PR, em Ponta Grossa, às 19h. Para o confronto, o técnico Jorginho terá os desfalques de Yuri, suspenso, e Paulo Victor, lesionado. O treinador também deve fazer uma mudança no ataque cruzmaltino: sai Marlon Gomes e entra Figueiredo.

De acordo com informações do site ‘Globo Esporte’, Jorginho fez testes no treino desta segunda-feira. Dessa forma, o comandante vascaíno usou Figueiredo entre os 11 iniciais nas atividades. Ele, então deve dar uma chance para o atacante fazer dupla com Eguinaldo no setor ofensivo.

Além disso, uma alternativa do técnico pode ser usar Figueiredo na vaga de Raniel. Afinal, o centroavante foi vaiado pela torcida, em São Januário, no empate por 1 a 1 com o Londrina. Ele perdeu duas oportunidades de gol e chega pressionado para a partida contra o Operário.

Por sua vez, na lateral-esquerda, Paulo Victor tem dores no tornozelo e não foi relacionado para a partida. Edimar deve entrar no seu lugar. No meio, Zé Gabriel está cotado para ocupar a vaga de Yuri, que cumpre suspensão.

Confira a provável escalação do Vasco para enfrentar o Operário

Segundo o ‘Ge’, a possível escalação do Vasco tem: Thiago Rodrigues, Léo Matos, Danilo Boza, Anderson Conceição, Edimar; Zé Gabriel, Andrey, Nenê, Figueiredo, Eguinaldo e Raniel (Marlon Gomes).

Veja os jogadores relacionados por Jorginho:

  • Goleiros: Thiago Rodrigues, Halls e Alexander
  • Laterais: Léo Matos e Edimar
  • Zagueiros: Anderson Conceição, Danilo Boza, Miranda e Quintero
  • Meias: Alex Teixeira, Andrey Santos, Luiz Henrique, Marlon Gomes, Matheus Barbosa, Nene, Sarrafiore e Zé Gabriel
  • Atacantes: Bruno Tubarão, Eguinaldo, Erick, Fábio Gomes, Figueiredo, Gabriel Pec e Raniel

Com 49 pontos, o Vasco está no quarto lugar, com dois pontos a mais que o Ituano, quinto colocado na tabela da Série B. Por outro lado, o Operário é o penúltimo, com 32 pontos, e busca uma vitória para seguir lutando contra o rebaixamento.