Ricky Simon vence
Casa de aposta 1 X 2
1XBET
3.34 41.0 1.30
As cotações estão sujeitas a alterações. Última atualização 18/12/2021 19:59.
Rivalo Bônus


As informações e o palpite para a luta do UFC Fight Night

Os lutadores Raphael Assunção e Ricky Simon se enfrentam neste fim de semana pela temporada 2021 do UFC. Os cards do Ultimate Fighting Championship desse sábado serão sem dúvidas cheio de emoções. Aliás, dessa vez as lutas acontecerão no UFC Apex, o centro de eventos da própria organização em Las Vegas, Estados Unidos.

A princípio, teremos seis combates agendados para o card principal do UFC Fight Night. Ademais, também haverá oito lutas complementares do card preliminar. Isto é, não faltarão atrações para os fãs das artes marciais mistas (MMA) assistirem nesse fim de semana. Aliás, há previsão de público na arena para acompanhar o evento com todos os ingressos vendidos.

As lutas do card preliminar devem começar por volta das 18h (de Brasília). Por outro lado, as atividades do card principal estão previstas para começar apenas às 21h (de Brasília).


As informações e o palpite para Raphael Assunção x Ricky Simon

O brasileiro Raphael Assunção e o americano Ricky Simon se enfrentam nesse sábado (18) pelo card principal do UFC Fight Night. Em um confronto válido pela divisão peso galo, apenas Raphael está no ranking dos melhores lutadores. Entretanto, devido seus resultados recentes caiu algumas posições.

Com o fim de conhecer nosso palpite para essa luta, continue lendo abaixo e descubra o desempenho recente dos lutadores.

O desempenho recente de Raphael Assunção

O atleta de artes marciais mistas Raphael Assunção possui 39 anos de idade e é natural de Recife, Pernambuco, Brasil. Ele é veterano no MMA, onde lutou pela primeira vez em 2004. Nesse meio tempo participou de 35 confrontos, vencendo 27 e perdendo apenas 8.

A princípio, Raphael fez sua estreia há muito tempo, 17 anos para ser mais específico. Dessa forma, entrou no octógono com Chris Clark no ISCF: Friday Night Fight e venceu por nocaute ainda no primeiro round. Com um estilo de luta muito agressivo, ele acumulou uma invencibilidade com 9 vitórias.

Invicto há 9 combates, acabou com sua sequência no confronto com Jeff Curran no XFO 13: Operation Beatdown. Assim, perdeu por decisão majoritária dos juízes. Apesar do resultado, Assunção se manteve em alto nível e venceu mais lutas para rechear mais ainda seu cartel.

Pelo UFC, estreou em 2011 no UFC 128: Shogun vs. Jones contra Erik Koch, onde perdeu por nocaute, apenas um soco, no primeiro round. Na luta seguinte, encarou Johnny Eduardo no UFC 134: Silva vs. Okami e venceu por decisão unânime. Logo depois, emendou mais 6 vitórias para a conta.

Em contraponto, sua sequência foi interrompida de novo, dessa vez em uma derrota para TJ Dillashaw no UFC 200: Tate vs. Nunes. Após 3 rounds muito equilibrados com muita trocação, The Viper saiu com a vitória por decisão dos juízes. Mesmo com resultados negativos, Raphael consegue dar a volta por cima e lutar em alto nível.

Apesar disso, está vindo de 3 derrotas seguidas pela organização. Dessa forma, perdeu para Marlon Moraes no UFC Fight Night: Assunção vs. Moraes II com uma guilhotina. Como também, para Cory Sandhagen por decisão e Cody Garbrandt por nocaute. Esse último embate aconteceu há quase 2 anos, logo o brasileiro pode está um pouco despreparado.

A forma atual de Ricky Simon

Ricky Simon é um lutador americano de MMA que é profissional há 9 anos. Aos 29 anos de idade, ele conta com 21 confrontos, sendo 18 vitórias e apenas 3 derrotas. Mesmo que seja expert em Wrestling e jiu-jítsu brasileiro, possui poucas vitórias por métodos do tipo.

A princípio, estreou no Main Event MMA 1 contra Alex Eastman, onde venceu por nocaute com apenas 1 minuto. Em seguida, fez uma série de 6 vitórias, alternando entre as divisões, leve, galo e pena. Inclusive, devido ao seu rendimento disputou o cinturão peso galo vago do Titan FC, porém perdeu para Anderson dos Santos.

Apesar da derrota, Ricky treinou fortemente e melhorou seu estilo de luta. Assim, disputou o cinturão peso galo do LFA contra Chico Camus. Dessa vez, levou o título para casa por decisão unânime. Após isso, foi desafiado por Vinicius Zani e defendeu com sucesso seu título, vencendo por nocaute.

Por causa da vitória no Dana White’s Contender Series, e o cinturão pela LFA, Dana White se interessou pelo americano. Dessa forma, foi entrou na organização em 2018. Logo, disputou o UFC Fight Night: Barboza vs. Lee contra Merab Dvalishvili e venceu com uma guilhotina.

Recentemente, se recuperou de duas derrotas sofridas em 2019, para Urijah Faber por nocaute e Rob Font por decisão unânime. Em busca da redenção derrotou Ray Borg no UFC Fight Night: Smith vs. Teixeira por decisão dividida. Aliás, também venceu o belga Gaetano Pirello com um triângulo de braço.

Na última luta, entrou no octógono com Brian Kelleher pelo UFC 258: Usman vs. Burns. Assim, o primeiro round ficou marcado pelas várias tentativas de finalização por parte de Simon, porém sem sucesso. O restante do combate se manteve dessa forma, com Kelleher apenas na defensiva e Rick no ataque. Logo, venceu por decisão unânime.


Prognóstico final para Raphael Assunção x Ricky Simon:

Raphael Assunção é o 12º melhor lutador da divisão peso galo do UFC, porém passa por um momento instável. Assim, conta com três derrotas seguidas em suas últimas cinco lutas. Além do que, está sem entrar no octógono por lutas oficiais há quase 2 anos.

Por outro lado, Ricky Simon vem de um retrospecto totalmente diferente, ou seja, está em ascensão com uma invencibilidade de 3 confrontos. Dessa forma, caso mantenha seu rendimento logo estará no ranking da categoria, como também disputando cinturão.

Prognóstico e palpite final para a luta do UFC


Promoções para apostas

Promoções de apostas para UFC MMA

Dicas de aposta de UFC