Bantamweight

06/02/2021

20:00

Marion Reneau
Macy Chiasson
Odds are not currently available.
As cotações estão sujeitas a alterações. Última atualização 02/02/2021 09:35.
Casa de aposta 1 X 2
As cotações estão sujeitas a alterações. Última atualização 02/02/2021 09:35.


As informações e o palpite para a luta do UFC

A temporada 2021 do UFC (Ultimate Fighting Championship) continua com mais um evento neste final de semana. Isso porque teremos UFC Fight Night no UFC APEX, em Las Vegas (Estados Unidos). E as norte-americanas Marion Reneau e Macy Chiasson se enfrentam em combate válido pela categoria peso-galo feminino.

Confira os palpites das outras lutas aqui.

Estão programadas seis lutas para o card principal do evento, além de mais combates no card preliminar. Ou seja, todos os fanáticos pelas artes marciais mistas (MMA) terão muito o que acompanhar neste sábado.

A previsão é que o card preliminar comece por volta das 19h (de Brasília). Já os combates do card principal devem começar perto das 22h.

As informações e o palpite para Marion Reneau x Macy Chiasson

Na luta feminina válida pelo card principal, teremos Marion Reneau contra Macy Chiasson pela categoria peso-galo feminino. Em combate que coloca frente a frente duas lutadores que estão nas 12 primeiras posições do ranking da categoria, o que podemos esperar é muita ação. Veja agora nosso palpite para o mercado de vencedor da luta.

O desempenho recente de Marion Reneau

Marion Reneau
(© imago images / Icon SMI)

A veterana Marion Reneau, que é de Taulare (Califórnia, Estados Unidos), tem 43 anos de idade e apresenta um cartel de nove vitórias, seis derrotas e um empate nas artes marciais mistas (MMA), sendo cinco vitórias por nocaute e três finalizações.

‘The Belizean Bruiser’, como é chamada, fez sua estreia no MMA em 2010 pelo Total Warrior Combat, vencendo sua primeira luta por nocaute. Mas já conheceu a derrota logo em sua segunda luta, quando perdeu por decisão unânime pelo mesmo evento.

Ainda fez outra aparição no TCW antes de lutar pelo Tachi Palace Fights (2013) e Resurrection Fighting Alliance (2014). Venceu em todos. Sua chegada ao Ultimate Fighting Championship foi em grande evento, no esperado UFC 182: Jones vs. Cormier.

Na ocasião, Reneau enfrentou a norte-americana Alexis Dufresne e, após os três rounds previstos para a luta, foi declarada vencedora por decisão unânime. Voltou a se apresentar para o patrão Dana White, em 2015, pelo UFC Fight Night: Pezão vs. Mir, e fez a lição de casa. Ela venceu novamente por decisão unânime, dessa vez superando a brasileira Jéssica Andrade.

Sua ascensão, no entanto, teve uma parada, quando sofreu duas derrotas consecutivas para a estrela Holly Holm e Ashlee Evans-Smith por nocaute e decisão, respectivamente. A nova chance veio em 2016, quando enfrentou Milana Dudieva no que poderia ser uma luta decisiva na carreira. E ela não decepcionou, com uma vitória por nocaute no terceiro round.

A lutadora ainda somou um empate contra Bethe Pitbull e três vitórias consecutivas no UFC antes de cair em sua ruim fase atual de três derrotas seguidas para Cat Zingano, Yana Kunitskaya e Raquel Pennington, todas por decisão unânime.

A última em junho do ano passado também em Las Vegas, no UFC on ESPN: Blaydes vs. Volkov. Agora, a experiente lutadora tenta lutar contra o tempo e contra o desfavorável retrospecto para dar a volta por cima neste sábado.

A forma atual de Macy Chiasson

A adversária será Macy Chiasson, de Nova Orleans (Louisiana, Estados Unidos), que tem 29 anos e soma um cartel de sete vitórias e uma derrota. São três vitórias por nocaute e duas por finalização.

Sua estreia nas artes marciais mistas foi somente em 2017, o que explica seu ainda pequeno cartel. Estreou pelo Caged Warrior Championship e venceu sua primeira luta por finalização no terceiro round contra Miranda Dearing.

Antes de chegar ao mundo do Ultimate Fighting Championship, Chiasson fez uma luta pelo Invicta FC, na edição 29, Kaufman vs. Lehner. Bateu Allison Schmidt por decisão unânime. Já em 2018 participou do The Ultimate Fighter: Heavy Hitters Finale, causando boa impressão. Venceu Pannie Kianzad por finalização no segundo round.

Ganhou oportunidade em um evento principal na edição que contava com um astro da organização na luta principal, UFC 235: Jones vs. Smith. Macy não fez feio e agradou com nova vitória dessa vez por nocaute logo no primeiro round contra Gina Mazany.

Continuou invicta depois de vencer a canadense Sarah Moras no UFC Fight Night: Iaquinta vs. Cowboy (2019) por nocaute após sequência de socos. Conheceu a primeira derrota ainda no mesmo ano na edição UFC Fight Night: Hermansson vs. Cannonier.

Ela enfrentou a sueca Lina Lansberg e foi vencida após os combinados três rounds por decisão unânime. Mas Chiasson não se deixou abalar e voltou a vencer em sua última luta, que foi realizada no ano passado pelo UFC Fight Night: Anderson vs. Blachowicz 2.

Após três rounds, ela foi vencedora por decisão unânime dos árbitros contra Shanna Young e agora se prepara para uma nova batalha no sábado frente a uma veterana. Tem tudo para consolidar de vez seu nome e provar que pode engatar mais uma boa sequência de vitórias na carreira.

Prognóstico final para Marion Reneau x Macy Chiasson:

Analisando o histórico recente das atletas, fica difícil não apontar Macy Chiasson como provável vencedora do combate. Ela encaminhar nova sequência de vitórias e deixar a adversária em situação complicada. O vigor e o retrospecto favorável dão a ela o posto de favorita e esse é o nosso palpite para o mercado de vencedor da luta!

Prognóstico e palpite final para partida


Dicas de aposta