Odds are subject to change. Last updated 02/07/2021 20:59.
Promoção Betfair Brasil x Chile


Palco do espetáculo

O estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro, e seu criticado gramado, será a sede do encontro envolvendo as seleções de Brasil e Chile nesta sexta-feira, 2 de julho, pela fase de quartas de final da Copa América versão 2021. A redondinha começa a desfilar às 21h (horário de Brasília).

O que está em jogo?

Depois de uma primeira fase classificatória, agora é vida ou morte. Quem vence segue na disputa do título. Quem perde é eliminado. Quem levar a melhor pega o ganhador de Peru e Paraguai nas semifinais.

Ataque x defesa

A seleção brasileira teve o melhor ataque da primeira fase da Copa América. Foram dez gols em quatro partidas. Os chilenos sequer conseguiram atingir a média de um tento por confronto. Balançaram a rede dos adversários apenas em três oportunidades. No setor defensivo, o Brasil repetiu a dose. Teve a defesa menos vazada do estágio inicial. Levou dois gols. Dessa vez, no entanto, contou com companhia. Argentina e Uruguai tiveram o mesmo desempenho em quatro jogos. Os chilenos viram seu goleiro pegar a pelota no fundo da rede quatro vezes.

Mi casa, su casa

O Brasil tá em casa. A história mostra que isso não é pouca coisa. Todas as vezes que recebeu uma Copa América, ficou com a taça. Mas, dessa vez é diferente. Não tem torcida para empurrar nas arquibancadas. Aí, a influência do fator campo diminui um pouco.

Naquele campo tá faltando ele

Teve baixa na reta final da Copa América na seleção brasileira. Machucado o zagueiro Felipe, do Atlético de Madrid, foi cortado. Entrou na vaga o Léo Ortiz, do Red Bull Bragantino, que vem dando um baile no Brasileirão. Na prática, não muda muita coisa. Felipe era a quarta opção para a zaga. Tinha a última senha em um setor que conta com Marquinhos, Tiago Silva e Éder Militão. Asssim, o Léo só vai ser acionado mesmo em caso de extrema necessidade.

Professor Pardal

O Tite nem parecia o Tite na primeira fase da Copa América. Fez muitas experiências no time, mexeu das escalações. Bem fora de seu estilo. Porém, agora, acabou. Aquilo era fruto de uma situação específica em uma fase de classificação onde de cinco times passavam quatro. Facinho, facinho. Em situação de competição para valer, vai voltar o estilo pragmático do treinador. Pode ter certeza. Defesa sólida, muita posse de bola e paciência para construir jogadas no ataque com o menor risco possível de levar contra-ataques. O Chile parece novela mexicana. Toda vez que entra um técnico anunciam um processo de renovação no elenco. No final, o que se vê é mais do mesmo. Um time dependente de Vidal e do Aléxis Sanchez, quando esse último não está no departamento médico.


O desempenho recente do Brasil

A seleção brasileira fechou a primeira fase da Copa América como primeira colocada do grupo B. Acumulou dez pontos. Foram três vitórias e um empate. Garantiu não apenas a classificação para as quartas de final como o primeiro lugar da chave por antecipação. Isso permitiu que muitos jogadores considerados titulares absolutos fossem preservados na partida derradeira do estágio inicial, o 1 a 1 contra o Equador. O resultado acabou quebrando uma sequência de dez vitórias da equipe.

Os atletas convocados para a disputa da Copa América 2021 foram:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras);

Defensores: Thiago Silva (Chelsea), Marquinhos (PSG), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus), Éder Militão (Real Madrid), Renan Lodi (Atlético de Madrid), Léo Ortiz (Red Bull Bragantino) e Emerson (Barcelona);

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United), Lucas Paquetá (Lyon), Éverton Ribeiro (Flamengo) e Douglas Luiz (Aston Villa); 

Atacantes: Neymar (PSG), Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Richarlison (Everton), Everton (Benfica), Gabigol (Flamengo) e Vinícius Jr. (Real Madrid).

Provável escalação do Brasil

 

Brasil na temporada atual

últimos jogos
07/11 202111/0702:00
07/11 202111/07
1-0
-
07/06 202106/0701:00
07/06 202106/07
1-0
-
07/03 202103/0702:00
07/03 202103/07
1-0
-
06/27 202127/0623:00
06/27 202127/06
1-1
-
06/24 202124/0602:00
06/24 202124/06
2-1
-

A forma atual do Chile

Camisa Schalke 04 Bundesliga

O Chile fechou sua campanha na primeira fase da Copa América 2021 como quarto colocado do Grupo A. Foi o último na zona de classificação da chave, que teve a Bolívia, que deixou o torneio sem somar um ponto sequer, eliminada. Os chilenos acumularam quatro pontos (uma vitória, dois empates e uma derrota). Fizeram seu último jogo no estágio inicial na quinta-feira, 24 de junho, na quarta rodada, uma vez que ficaram de folga na última. Levaram 2 a 0 do Paraguai.

Os jogadores chamados para o torneio foram:

Goleiros: Claudio Bravo (Real Bétis), Gabriel Arias (Racing) e Gabriel Castellón (Huachipato);

Defensores: Gary Medel (Bologna), Mauricio Isla (Flamengo), Eugenio Mena (Racing), Guillermo Maripán (Monaco), Enzo Roco (Fatih Karagumruk-TUR), Sebastián Vegas (Monterrey), Francisco Sierralta (Watford) e Daniel González (Santiago Wanderers);

Meio-campistas: Arturo Vidal (Inter de Milão), Charles Aránguiz (Bayer Leverkusen), Erick Pulgar (Fiorentina), César Pinares (Grêmio), Claudio Baeza (Toluca), Pablo Galdames (Vélez Sarsfield), Tomás Alarcon (O’Higgins), Pablo Aránguiz (Universidad de Chile) e Marcelino Núñez (Universidad de Chile);

Atacantes: Alexis Sánchez (Inter de Milão), Eduardo Vargas (Atlético-MG), Felipe Mora (Portland Timbers), Jean Meneses (León), Carlos Palacios (Internacional), Clemente Montes (Universidad Católica), Luciano Arriagada (Colo-Colo) e Ben Brereton (Blackburn Rovers-ING).

Provável escalação do Chile

 

Chile na temporada atual

últimos jogos
07/04 202104/0703:00
07/04 202104/07
3-0
-
06/27 202127/0623:00
06/27 202127/06
1-1
-
06/23 202123/0623:00
06/23 202123/06
2-2
-
06/20 202120/0623:00
06/20 202120/06
2-2
-
06/14 202114/0602:00
06/14 202114/06
1-0
-

Estatísticas de ambas seleções

Palpite do Follmann para Brasil x Chile:

Pode esquecer a primeira fase da Copa América como base de análise para o restante do torneio. Com a facilidade apresentada para classificação, as seleções aproveitaram para treinar. Agora, a coisa é diferente. Em ritmo de competição, a seleção brasileira mostrou segurança e um sistema sólido que faz com que o prognóstico em sua vitória diante do Chile seja o palpite indicado para o confronto desta sexta-feira pelas quartas de final.

Prognóstico e palpite final para Brasil x Chile:


Promoções

Bônus para Apostas

Mais sobre o Follmann