• CR7 alega “motivos familiares” para se ausentar
  • Português quer sair para jogar a Liga dos Campeões
  • Dinamarquês Eriksen deve acertar com clube inglês

Cristiano Ronaldo não se apresentou ao Manchester United nesta segunda-feira. De acordo com o jornal inglês “The Sun”, o português alegou “motivos familiares” para se ausentar do retorno aos trabalhos no CT dos Red Devils. Além disso, o técnico holandês Erik ten Hag já trabalha com a maior parte do elenco desde a última semana.

Por sua vez, jornal britânico “The Times” noticiou na última semana que CR7 teria pedido à diretoria para deixar o clube nesta janela de transferências. Ou seja, o objetivo do astro é disputar a Liga dos Campeões.

Enquanto isso, o Manchester United se prepara para uma turnê na Tailândia e Austrália. Então, a delegação viajará na próxima sexta-feira para os primeiros compromissos sob o comando de Erik Ten Hag. A previsão era de que Cristiano Ronaldo se juntasse à equipe.

Vale ressaltar que Cristiano Ronaldo tem uma história de sucesso na Liga dos Campeões. Afinal, ele já conquistou a competição cinco vezes, sendo quatro pelo Real Madrid e uma pelo Manchester United. Além disso, o português disputa a Champions há 19 anos consecutivos, desde os tempos de Sporting.

Ao todo, são 140 gols marcados em 183 jogos de Liga dos Campeões, com mais 42 assistências. O “The Times” também informou que Cristiano Ronaldo ainda pode atuar mais três ou quatro anos como um dos astros da principal competições de clubes na Europa.

Porém, o fato de o Manchester United não ter se classificado para a Liga dos Campeões em 2022/23 vem sendo apontado pela imprensa inglesa como um motivo que poderia tirar CR7 do clube. Ele tem contrato com o clube até o meio do ano que vem.

Manchester United chega a acordo com Eriksen

Ainda falando sobre o Manchester United, diferentes veículos da imprensa inglesa noticiam nesta segunda-feira que o meia Christian Eriksen chegou a um acordo verbal com o clube. O jogador dinamarquês teria aceitado a proposta e deve assinar contrato de três anos com os Red Devis. Contudo, a transferência ainda depende de exames médicos.

Segundo publicação do site “Globo Esporte”, Eriksen estava sem clube desde o final da temporada passada, quando se encerrou o vínculo dele com o Brentford. Ele disputou 11 jogos do último Campeonato Inglês, sendo reserva no primeiro e depois titular em todos os outros. Além disso, marcou um gol e deu quatro assistências.

Portanto, vale lembrar que o período no Brentford foi a volta do meia dinamarquês ao futebol depois da parada cardíaca sofrida durante a disputa da última Eurocopa, no jogo entre Dinamarca e Finlândia. Eriksen ficou cerca de oito meses afastado do futebol.