• Pavón, que ainda precisa cumprir punição de seis jogos, fica de fora
  • Atacante argentino poderá entrar na lista em uma possível semifinal
  • Galo e Palmeiras medem forças nas quartas de final semana que vem

Antes de tudo, vamos falar sobre o Atlético-MG. Isso porque o clube enviou para a Conmebol sua nova lista de inscritos da Taça Libertadores 2022. Para o confronto com o Palmeiras, o regulamento da competição prevê a chance de três mudanças de jogadores. Assim, os reforços Alan Kardec, Pedrinho e Jemerson foram os escolhidos. Por sua vez, Cristian Pavón está fora.

Conforme noticiou o site ‘Globo Esporte’, o trio de reforços da nova janela ocupará as vagas que eram de Tchê Tchê, Diego Godín e Vitor Mendes. O volante foi para o Botafogo, o zagueiro uruguaio rescindiu para atuar no Vélez Sarsfield (que também está nas quartas da Libertadores), e o defensor está emprestado ao Juventude.

Além disso, o departamento de futebol do clube, o técnico Cuca e sua comissão tiveram que decidir se Cristian Pavón, atacante argentino, seria inscrito ou não. Existia a dúvida em relação ao pagamento da punição de seis jogos que o jogador ainda precisa cumprir.

Ou seja, Pavón não vai jogar na Libertadores por agora. Contudo, ele poderá entrar na lista em uma possível semifinal, que permite outras três trocas. A lista definitiva das quartas de final tem prazo para ser enviada até 18h de sábado (30 de julho).

Entenda o motivo da punição de Pavón

Vale lembrar que Pavón foi punido após confusão nos acessos do Mineirão em partida do Boca Juniors contra o próprio Atlético-MG nas oitavas de final da Libertadores de 2021. O atacante, então, recebeu o pior gancho entre todos os envolvidos naquele tumulto.

Na última quarta, Atlético e Pavón entraram com novo recurso na Conmebol para tentar cancelar a punição. Desta vez, o Galo entrou como “terceiro interessado” junto ao Comissão de Apelação da entidade. A primeira petição de revogação da penalização passou por rejeição do Tribunal Disciplinar. Agora, se acontecer nova resposta negativa, o clube pode apelar na Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça.

Segundo publicação do site ‘Terra’, a punição de Pavón seria paga, na teoria, nos jogos da fase de grupos do Boca Juniors na edição de 2022 da Libertadores. Contudo, ao saber que o atacante havia acertado com o Galo, o time argentino não o inscreveu no torneio continental. Assim, os jogos da punição não contaram.

Então, para uma possível semifinal, a Conmebol permite mais três trocas na lista de inscritos. É onde a esperança de Pavón pode aumentar. Isso depende de o Atlético eliminar o Palmeiras antes. As semifinais estão marcadas para 31 de agosto e 7 de setembro.