• Hulk e Murilo (contra) fizeram para o Galo
  • Murilo e Danilo marcaram os gols do Palmeiras
  • Equipes se enfrentam na próxima quarta-feira

Em um jogo bastante movimentado, principalmente na segunda etapa, Atlético-MG e Palmeiras empataram em 2 a 2 a primeira partida das quartas de final da Libertadores, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. Os gols do duelo foram marcados por Hulk, de pênalti, e Murilo (contra). O Verdão foi buscar com Murilo, desta vez a favor, e Danilo, este, nos acréscimos. Destaque para a ótima partida de Keno, pelo lado do Galo, e Gustavo Scarpa, pelo Palmeiras. A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira, no Allianz Parque, em São Paulo.

Sob o comando de Cuca pela segundo jogo desde o seu retorno, o Atlético-MG mostrou uma postura completamente diferente das últimas partidas. Mais aguerrido e com o controle de bola, começou melhor do que o Palmeiras. Logo no início Ademir perdeu uma boa oportunidade. Sem conseguir reter a bola no campo de ataque, os comandados de Abel Ferreira sofreram. Chegaram a balançar as redes, mas o VAR anulou por impedimento na origem da jogada. Mas, aos 43 minutos, que fez o gol foi o Galo. Após jogada de Jair dentro da área, Marcos Rocha cometeu pênalti. Hulk cobrou e fez, era o Galo na frente.

Galo amplia, mas Scarpa brilha

O segundo tempo reservava fortes emoções. Isso porque o Galo ampliou após jogada de Keno pela esquerda. O atacante cruzou e Murilo colocou contra a sua meta. Embora ainda tivesse o controle da bola, os comandados do técnico Cuca começaram a cansar. Dudu passou a crescer no jogo e Gustavo Scarpa também. O Palmeiras chegou aos seu gol depois de uma falta cobrada por Scarpa. A bola bateu no travessão e voltou para Murilo fazer.

Quando tudo parecia perdido, no momento em que o Palmeiras perdia uma invencibilidade de 19 jogos fora de casa na competição, Scarpa cobrou, já nos acréscimos um escanteio pela esquerda. Dudu se esticou e tocou de cabeça para trás e Danilo empurrou para o gol. Ainda deu tempo de Scarpa fazer mais uma jogada pela esquerda e cruzar para Dudu, livre de marcação, chutar para fora. Seria a virada histórica do Verdão. Contudo, sem alteração no placar, 2 a 2 e a decisão fica para semana que vem.

Sem o critério do gol fora de casa, quem ganhar o confronto da próxima semana estará nas semifinais do torneio continental. Se houver outro empate, a disputa da vaga será nas penalidades máximas. As duas equipes agora miram os seus compromissos pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, o Galo recebe o Athletico-PR, em Minas, às 19h. Já o Palmeiras joga em São Paulo contra o Goiás, às 16h.

https://twitter.com/Atletico/status/1555022605467402241

Hulk se torna o maior artilheiro do Galo na Liberta

Afinal, depois de marcar de pênalti na noite desta quarta-feira, e encerrar um jejum que durava cinco jogos, Hulk entrou de vez no seleto grupo de artilheiros do clube mineiro. O atacante é agora o maior artilheiro da história do Galo na Libertadores, de maneira isolada. Foi o seu 12º gol na competição. Entretanto, o camisa 7 minimizou a marca e afirmou que queria a vitória. Hulk disse ainda que a sua equipe merecia sorte melhor.

– Independente de marcas individuais, eu queria a vitória. Como vem acontecendo nos últimos jogos, estamos criando muito e marcando pouco. Estávamos mais perto de marcar o terceiro do que levar o empate. Mas tenho fé em Deus que as coisas vão mudar e a bola vai começar a entrar – disse o jogador na saída de campo.