Prognósticos e notícias de apostas

Figueira

Nesta página você vai encontrar artigos sobre Figueira.
football line
Palpite: Bragantino x Figueirense – Prognóstico 21/5/2019 – Brasileirão Série B
Prognósticos de apostas Brasileirão

Bragantino vence!
Aposte agora em Betfair

Prognóstico para Bragantino x Figueirense

Nosso palpite: Bragantino vence

Registre-se e aposte com as melhores cotações para o jogo

 

As informações e o palpite para Bragantino x Figueirense

O Bragantino volta a campo nesta terça-feira, 21 de maio, após sofrer sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro da Série B versão 2019. Tentará a reação em confronto programado pela quinta rodada diante do ainda invicto Figueirense. O duelo será realizado no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O início está agendado para 21h30 (horário de Brasília).

Líder em apostas no Brasil, Sportingbet tem bônus de boas-vindas de até R$ 120 para novos usuários!

A Segundona do Brasileirão tem o mesmo regulamento da divisão de elite do torneio. Os 20 clubes disputam 38 jornadas no sistema de ida e volta. Ao final da disputa, os quatro primeiros sobem para Série A. Os quatro últimos caem para Série C. O campeão tem como ‘bônus’ o direito de entrar diretamente nas oitavas de final da versão 2020 da Copa do Brasil ‘pulando’ as quatro primeiras fases da competição.

O desempenho recente do Bragantino

No sábado, 18 de maio, o Braga não resistiu ao Londrina, no estádio do Café. Perdeu por 1 a 0. O jogo, bastante equilibrado, foi definido por tento assinalado por Caculé aos 33 minutos da etapa final.

Foi a primeira derrota da equipe de Bragança Paulista desde que a empresa de energéticos Red Bull assumiu seu controle. Com sete pontos (dois vitórias, um empate e uma derrota), o time está três pontos atrás do líder do torneio, justamente o Londrina, que desbancou o Botafogo-SP assumindo a primeira posição com a vitória no sábado.

É possível que o técnico Antônio Carlos Zago ganhe mais opções para escalação no encontro desta terça-feira. Bruno Tubarão e Osman, em processo de recuperação de lesão muscular, e Roberson, com contusão no tornozelo direito, ficaram fora da partida em Londrina, e deverão passar por nova avaliação médica para verificar se já têm condições de atuar.

Em casa, o Bragantino fez duas partidas. Empatou com o Sport por 1 a 1 e goleou o Atlético-GO por 3 a 0.

A forma atual do Figueirense

O Figueirense teve intervalo bem maior de preparação para o confronto desta terça-feira. Sua partida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B aconteceu em 14 de maio e serviu para que o alvinegro quebrasse um jejum de vitórias que atingiu oito jogos (cinco empates e três derrotas).

Depois de quase dois meses sem celebrar um sucesso, o Figueira aproveitou-se do Brasil de Pelotas, que faz a pior campanha da Segunda Divisão sem ter pontuado e assinalado um gol sequer, para marcar 1 a 0 e chegar aos seis pontos (uma vitória e três empates). Pode, até mesmo, ostentar uma invencibilidade de quatro partidas, uma vez que havia empatado as três primeiras partidas da Série B.

Isso deve dar mais confiança para que o técnico Hemerson Maria siga sua linha de tabalho e mantenha o time que venha escalando. A única mudança provável para o encontro desta terça-feira é em relação ao lateral-esquerdo Brunetti, que com dores musculares não foi relacionado para o encontro diante do time gaúcho. Liberado, deverá retomar sua posição entre os titulares.

Assim, o provável time para enfrentar o Bragantino deve ser: Denis; Pereira, Alemão, Ruan Renato e Brunetti (Breno); Zé Antônio, Tony e Fellipe Mateus; Matheuzinho, Rafael Marques e João Diogo.

Prognóstico final para Bragantino x Figueirense

Atuando em seus domínios e contando com uma equipe tecnicamente superior, o Bragantino faz com que o prognóstico em sua vitória diante do Figueirense seja a melhor opção de palpite para o confronto desta terça-feira pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B em sua temporada 2019.

Prognóstico Bragantino x Figueirense:

Cotação de 1,85* na plataforma de apostas esportivas de Betfair.

*A cotação estava disponível às 12h03 de 20/5/2019

football line
Palpite: Figueirense x Brasil de Pelotas – Prognóstico 14/5/2019 – Brasileirão – Série B
Prognósticos de apostas Brasileirão

Figueirense vence!
Aposte agora em Bet365

Prognóstico para Figueirense x Brasil de Pelotas

Nosso palpite: Figueirense vence

Registre-se e aposte com as melhores cotações para o jogo

 

As informações e o palpite para Figueirense x Brasil de Pelotas

Prestes a completar dois meses sem vitória, o Figuerense tem o Brasil de Pelotas, que ainda não conquistou um ponto sequer no Campeonato Brasileiro da Série B, como rival nesta terça-feira, 14 de maio. O encontro faz parte da programação da quarta rodada da Segunda Divisão do Brasileirão em sua versão 2019. Será realizado no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Líder em apostas no Brasil, Sportingbet tem bônus de boas-vindas de até R$ 120 para novos usuários!

A Segundona do Brasileirão tem o mesmo regulamento da divisão de elite do torneio. Os 20 clubes disputam 38 jornadas no sistema de ida e volta. Ao final da disputa, os quatro primeiros sobem para Série A. Os quatro últimos caem para Série C. O campeão tem como ‘bônus’ o direito de entrar diretamente nas oitavas de final da versão 2020 da Copa do Brasil ‘pulando’ as quatro primeiras fases da competição.

O desempenho recente do Figueirense

Foi em 20 de março, ainda pela fase de classificação do Campeonato Catarinense, que o torcedor do Figueirense conseguiu comemorar pela última vez uma vitória. Sequer isso aconteceu no Orlando Scarpelli. O Figueira marcou 1 a 0 no Metropolitano.

Desde então,em oito jogos, o empate tem sido o resultado padrão. Foram cinco entre encontros finais do torneio estadual, no qual o Figueirense acabou sendo eliminado pela Chapecoense nas semifinais, e três seguidos nas jornadas iniciais do Brasileirão.

Dois deles aconteceram fora de casa e claramente foram metas perseguidas. No sábado, 11 de maio, contra o Sport, em Recife, o alvinegro adotou uma postura claramente defensiva, não fez qualquer questão de manter a posse de bola (apenas 36% do tempo) e das seis tentativas que teve de finalização, somente uma foi na direção do gol do rubro-negro pernambucano.

Porém, dentro de sua linha de ação, mostrou eficiência. Os donos da casa tiveram 13 tentativas de chutar. Mas somente três delas foram na direção da meta defendida pelo goleiro Denis.

Para o duelo desta terça-feira, a expectativa é de que o técnico Hemerson Maria adote uma postura um pouco mais ousada. Foi assim no primeiro jogo caseiro, diante do São Bento. Na partida, o Figueira teve 14 finalizações (sete certas), mas nos quatro chutes que o time paulista mandou no alvo, dois pararam nas redes. Assim, depois de duas vezes ter ficado em desvantagem, o time catarinense teve que se conformar com o 2 a 2.

A forma atual do Brasil de Pelotas

Se o grande número de empates tem sido um problema no Figueirense, igualdade seria considerada um artigo de luxo no Brasil de Pelotas, que deixou o campo derrotado em suas três primeiras partidas no Campeonato Brasileiro da Série B.

No sábado, 11 de maio, a série ganhou mais um item com o 2 a 0 marcado pelo CRB em pleno estádio Bento Freitas, em Pelotas. O resultado deixou o time na vigésima – última – colocação na tabela de classificação indicando que a briga contra o rebaixamento será a tônica da temporada.

Depois de 270 minutos de futebol, nenhum gol foi assinalado. No encontro de sábado, o Brasil promoveu a estreia do atacante Rafael Grampola, contratado juntou ao Joinville às vésperas da partida para dar um pouco mais de força ao setor. Ele começou entre os reservas. É possível que seja relacionado entre os titulares pelo técnico Rogério Zimmermann para o confronto em Florianópolis.

Prognóstico final para Figueirense x Brasil de Pelotas

Não são apenas os resultados que têm faltado aos times nesse início de temporada. A qualidade do futebol apresentado também é baixa. O fator casa faz com que o prognóstico no sucesso do Figueirense seja a melhor opção para o encontro desta terça-feira contra o Brasil de Pelotas pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B temporada 2019.

Prognóstico Figueirense x Brasil de Pelotas:

Cotação de 1,70* na plataforma de apostas esportivas de Bet365.

*A cotação estava disponível às 11h24 de 13/5/2019

football line
Palpite: Sport x Figueirense – Prognóstico 11/5/2019 – Brasileirão – Série B
Prognósticos de apostas Brasileirão

Sport vence!
Aposte agora em Betfair

Prognóstico para Sport x Figueirense

Nosso palpite: Sport vence

Registre-se e aposte com as melhores cotações para o jogo

 

As informações e o palpite para Sport x Figueirense

Após colherem empates nas jornadas iniciais da edição 2019 do Campeonato Brasileiro da Série B, Sport e Figueirense têm seus caminhos cruzados neste sábado, 11 de março. O encontro, que terá como cenário o estádio da Ilha do Retiro, em Recife, é parte da programação da terceira jornada da Segundona. O pontapé inicial está marcado para 16h30 (horário de Brasília).

Líder em apostas no Brasil, Sportingbet tem bônus de boas-vindas de até R$ 120 para novos usuários!

A Segundona do Brasileirão tem o mesmo regulamento da divisão de elite do torneio. Os 20 clubes disputam 38 jornadas no sistema de ida e volta. Ao final da disputa, os quatro primeiros sobem para Série A. Os quatro últimos caem para Série C. O campeão tem como ‘bônus’ o direito de entrar diretamente nas oitavas de final da versão 2020 da Copa do Brasil ‘pulando’ as quatro primeiras fases da competição.

O desempenho recente do Sport

A percepção em relação aos empates conseguidos pelo Sport, contudo, foi bastante diferentes. O primeiro, em casa, foi claramente decepcionante. Em sua partida de estreia, o Leão ficou no 1 a 1 com o Oeste.

Diante de uma equipe que não figura na lista de candidatas ao acesso, o time pernambucano saiu na frente aos nove minutos do segundo tempo com Hernane Brocador e levou o empate aos 49 minutos através de Bruno Paraíba. Assim, a sensação foi de que dois pontos acabaram sendo perdidos.

No segundo jogo, segunda-feira, 6 de maio, fechando a jornada de número dois, ocorreu o contrário. Diante do Bragantino, que recebeu fortes investimentos em contratação, o rubro-negro saiu em desvantagem tendo levado o gol logo aos cinco minutos da etapa inicial através de Matheus Peixoto. Brocador fez seu segundo gol na Série B igualando o placar aos 22 minutos. Porém, na etapa final, Guilherme Lazaroni foi expulso aos 27 minutos deixando os visitantes com um atleta a menos. Assim, no apito final, a sensação foi de que um ponto foi conquistado.

Durante a semana, o clube acertou a renovação do contrato do zagueiro Adryelson, que vinha sendo pretendido por Athletico Paranaense e Internacional. Também encaminhou o acordo para permanência de Brocador, que recebeu propostas de outros clubes. Sem Lazaroni, suspenso, o técnico Guto Ferreira aguarda posição do departamento médico em relação à Sander, que se recupera de lesão de joelho, para ocupar a lateral-esquerda.

O meia Leandrinho, com contusão na coxa, deve seguir de fora. O atacante Alisson Farias, que não jogou em Bragança Paulista devido a dores na coxa, foi liberado para atuar neste sábado. O provável time para o confronto é Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; João Igor, Charles e Sammir; Ezequiel, Guilherme e Hernane.

A forma atual do Figueirense

O Figueirense abriu sua participação no Brasileirão da Série B com um empate sem gols diante do Guarani, em Campinas. Na jornada dois, em Florianópolis, depois de ficar duas vezes em desvantagem no marcador, alcançou o 2 a 2 diante do São Bento. Resultados que poderiam até ser considerados aceitáveis.

No entanto, a ‘herança’ da queda de rendimento na reta final do Campeonato Catarinense acaba colocando pressão no técnico Hemerson Maria. O alvinegro não vence desde 20 de março. Em sete encontros desde então, colheu quatro empates e três derrotas.

Nesta semana, o treinador ganhou o reforço do lateral-direito Vitor Guilherme, que defendeu o Hercílio Luz no Campeonato Catarinense e foi contratado por empréstimo até o final do ano. No entanto, ainda não terá na partida deste sábado o atacante Willian Popp e lateral-direito Alemão Teixeira, que já havia ficado fora do jogo contra o São Bento. O veterano Rafael Marques foi acionado como titular no ataque e Kauê ganhou a vaga na lateral. Deverão seguir no time.

Prognóstico final para Sport x Figueirense

O Sport mostra sinais mais claros de evolução no trabalho que o Figueirense, que parece marcar passo. Assim, atuando em casa, o Leão tem o prognóstico em sua vitória como melhor opção para o confronto deste sábado pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B edição 2019.

Prognóstico Sport x Figueirense:

Cotação de 1,80* na plataforma de apostas esportivas de Betfair.

*A cotação estava disponível às 16h42 de 8/5/2019

football line
Prognóstico: Sport x Figueirense – Brasileirão – 11/12/2016
Prognósticos de apostas

Jogo:  Sport x Figueirense
Data: 11/12/2016 – 17h (horário de Brasília)

Prognóstico: Sport
Cotação: 1,33

Casa de apostas: Bet365

Precisando da vitória para sobreviver na Série A, o Sport recebe o rebaixado Figueirense neste domingo, 11 de dezembro, pela trigésima oitava e última rodada do Brasileirão 2016. O jogo, com início agendado para 17h (horário de Brasília), acontece na Ilha do Retiro, em Recife.

Sport

Depois de realizar na temporada 2015 sua melhor campanha no Brasileirão desde que a competição passou a ser disputada no sistema de pontos corridos, o Sport certamente não esperava estar nessa situação ao final da temporada atual. Mas com trocas seguidas de técnico (Falcão por Oswaldo Oliveira e, depois, por Daniel Paulista), não conseguiu render próximo do que no ano passado.

Chega à rodada final com 44 pontos (12 vitórias, oito empates e 17 derrotas). Ao menos depende somente de seu resultado para permanecer na Série A. Uma vitória basta. Porém, pode continuar na divisão de elite do futebol nacional mesmo empatando ou perdendo. Em qualquer uma dessas hipóteses, no entanto, dependeria de que o Internacional não derrotasse o Fluminense, no Rio de Janeiro.

Para evitar depender do outro jogo, a diretoria do rubro-negro anunciou uma premiação extra visando motivar ainda mais seus atletas para a partida. O técnico interino Daniel Paulista, que dificilmente continuará no cargo no ano que vem, ainda tem uma dúvida técnica para definir o time que vai a campo.

Ele está provendo nos treinos uma disputa entre o colombiano Ruiz e  Vinicius Araújo por um lugar no sistema ofensivo. Ruiz foi titular em 12 partidas da equipe na temporada e não agradou. Fez apenas um gol. Por isso, é bem possível que perca a posição.

Na zaga, o veterano Durval, que havia perdido seu lugar no time titular desde o tempo em que Oswaldo Oliveira comandava o Leão, retoma sua posição. Vai substituir Matheus Ferraz, suspenso.

Figueirense

O Figueira não tem mais pretensões na competição. Está matematicamente rebaixado. Com 37 pontos (oito vitórias, 13 empates e 16 derrotas), não sai mais da décima oitava posição. A situação levou a diretoria a antecipar dispensas, reduzir o elenco e, consequentemente, despesas nessa reta final de campeonato. Até contratações para 2017 foram anunciadas.

Assim, a única motivação do time parece ser uma premiação, ainda que não confirmada oficialmente, que teria sido oferecida pelo Internacional, que briga com o Sport para evitar o rebaixamento.

O técnico Marquinhos Santos que, apesar da queda, foi confirmado no comando da equipe para a próxima temporada, deve escalar no time titular o volante Elicarlos. Recuperado de contusão, o atleta participou normalmente dos treinos de preparação para o confronto.

No entanto, ainda não sabe se poderá contar com o goleiro paraguaio Gatito Fernandez. Um dos poucos destaques do time na temporada, ele ficou fora de alguns treinamentos para acertar sua transferência. Deve defender o Botafogo no ano que vem. Assim, é provável que seja substituído por Júnior Oliveira na partida na capital pernambucana.

Não será o único desfalque. Yago está fora cumprindo suspensão, Werley, sem acertar novo contrato, fica de fora. O mesmo acontece com Dodô, que tem casamento marcado. A maior baixa mesmo é do atacante Rafael Moura, principal peça do setor ofensivo do time. Com contratado de empréstimo vencendo e sem perspectiva de continuar no Figueirense, o atleta pediu dispensa e foi atendido.

Retrospecto

Foram 14 os encontros entre Sport e Figueirense no Brasileirão. Houve cinco sucessos rubro-negros, cinco igualdades, incluindo o 1 a 1 no primeiro turno em Florianópolis, e quatro vitórias do alvinegro. Quando o time pernambucano foi mandante, as vitórias foram três. Aconteceram ainda duas igualdades e uma vitória do Figueira, em 2012.

Árbitro

Aspirante ao quadro da Fifa (Federação Internacional de Futebol) e vinculado à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Wagner do Nascimento Magalhães vai mediar a partida em Recife. Ele já apitou 43 jogos da divisão de elite do futebol nacional e apresenta 53,5% de vitórias dos mandantes, 32,5% de empates e apenas 14% de sucesso dos visitantes. Exibe, em média, um vermelho a cada quatro encontros e cinco amarelos por duelo.

O Sport contou com seus serviços em duas partidas. Nunca venceu. Empatou uma vez e perdeu outra, mas sempre como visitante.

O Figueirense teve o mediador em sete jogos. Ganhou três (42,8%), empatou dois (28,6%) e perdeu dois. Desses, três foram fora de seus domínios, sendo uma vitória (33,3%) e duas derrotas (66,7%).

Perspectiva

Mais do que motivação e a vantagem de atuar em casa, o Sport conta com um time superior ao Figueirense, ainda mais com a equipe catarinense desfalcada. É, dessa forma, a melhor opção de palpite para o jogo com cotação de 1,33 em Bet365. Empate apresenta retorno de 4,50 e vitória catarinense multiplica por 7,00 o valor investido.

football line
Prognóstico: Figueirense x Fluminense – Brasileirão – 27/11/2016
Prognósticos de apostas Brasileirão

Jogo:  Figueirense x Fluminense
Data: 27/11/2016 – 19h30 (horário de Brasília)

Prognóstico: Empate
Cotação: 3,00

Casa de apostas: Bet365

Em um jogo absolutamente inútil o rebaixado Figueirense recebe neste domingo, 27 de novembro, o Fluminense, sem qualquer ambição nessa reta final do Brasileirão 2016. A tabela será cumprida no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, a partir de 19h30 (horário de Brasília).

Figueirense

Se nas partidas em que o Figueira ainda jogava suas esperanças de permanência na Série A o Orlando Scarpelli não vinha apresentando bons públicos, no primeiro jogo em casa depois da confirmação matemática do rebaixamento para a Segunda Divisão após sofrer uma goleada, por 4 a 0, em Salvador, o estádio deve ficar às moscas. Sem falar que os poucos torcedores que ainda se dispuserem a aparecer deverão estar mais propensos a realizar protestos que apoiar o time no último compromisso da temporada em seus domínios.

A semana, que deveria ser de preparação para o jogo, foi de lamentação. O atacante Rafael Moura, um dos poucos destaques do clube na temporada, pediu desculpas aos torcedores através das redes sociais. Ele não deve permanecer no time. Tem contrato com o Atlético-MG e estava emprestado. Contudo, tampouco tem grandes chances de ser aproveitado pelo Galo. Assim, terá de procurar outro emprego em 2017.

O zagueiro Marquinhos também recorreu às redes sociais para falar sobre o rebaixamento. Porém, ao contrário do centroavante, que usou um tom mais ameno, partiu para o ataque. Disse que a vaidade dentro do grupo foi um dos fatores que colaborou para a má campanha, além do ‘corpo mole’ feito por alguns jogadores. Sem citar nomes, a declaração muito provavelmente provocará atritos.

Quem evitou a degola foi o técnico Marquinhos Santos. Depois de abandonar o Fortaleza, que fez uma excelente campanha na Série C, na reta final para definição de definição dos times que subiriam para a Série B, teve seu emprego garantido como comandante do Figueirense em 2017. Em dez jogos sob seu comando, foram cinco derrotas, quatro empates e só uma vitória.

O assunto menos aventado no Figueirense foi o jogo contra o Fluminense.  Com 34 pontos (7 vitórias, 13 empates e 16 derrotas), o alvinegro está em décimo oitavo lugar na tabela de classificação e independentemente dos resultados nas rodadas finais deve permanecer nesse posto. A diferença para o Internacional, que está uma posição acima, é de cinco pontos. A vantagem em relação ao Santa Cruz, logo abaixo, é ainda maior, de seis.

Fluminense

O Tricolor das Laranjeiras também chega ao final de temporada de forma melancólica. Depois de levar 1 a 0 da Ponte Preta, no domingo, 20 de novembro, em Campinas, alcançou sua pior sequência na temporada. São sete jogos sem vencer, sendo que cinco deles terminaram em derrota.

Isso sepultou as chances reais de alcançar uma vaga na Copa Libertadores da América em 2017, ainda que a matemática permita, através de uma combinação altamente improvável de resultados, a manutenção do sonho. Com 49 pontos (13 vitórias, 10 empates e 13 derrotas), o Fluminense, que estava na briga pela sexta posição, despencou e agora é o décimo primeiro colocado.

Não se trata necessariamente de sua posição final. A proximidade dos times nessa região da classificação é maior e há possibilidade tanto de ganhar posições como de cair ainda mais. No entanto, futebol tem sido assunto secundário nas Laranjeiras. Vivendo processo eleitoral para sucessão presidencial, a política tem dominado os bastidores do clube.

Quando se trata de futebol, nem o Figueirense foi o assunto principal. Pensando em evitar prejuízo na rodada final, o clube estuda a possibilidade de transferir o confronto com Internacional  do Maracanã para o Giulite Coutinho. No estádio menor, todavia, deve sofrer com protestos da torcida.

Para o jogo em Florianópolis, o técnico interino Marcão não poderá contar com o volante Douglas. Ele foi expulso no duelo contra a Ponte Preta e terá de cumprir suspensão automática. Assim, Pierre e Edson devem ser os responsáveis pela proteção à defesa,

Retrospecto

Realizado pela primeira vez em 1973, o duelo entre Figueirense e Fluminense  teve 25 edições ao longo da história da competição. A vantagem é ampla em favor do tricolor carioca. O time venceu 12 partidas, incluindo o 3 a 2 marcado no primeiro turno. Aconteceram ainda oito igualdades e cinco sucessos do alvinegro.

Quando são considerados os jogos com mando do Figueira, a situação muda bastante. O empate foi o resultado mais frequente, com seis ocorrências em 13 partidas. O time catarinense ganhou quatro jogos e o carioca levou a melhor em três oportunidades, a mais recente delas em 2011.

Árbitro

Depois de ser ignorado pela comissão de arbitragem em quase todo o primeiro turno, o gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima, aspirante ao quadro da Fifa (Federação Internacional de Futebol), vai completar cinco rodadas seguidas na escala de jogos da Série A em Florianópolis. Na carreira, ele tem 35 partidas na elite do Brasileirão apresentando 60% de vitórias dos mandantes, 20% de empates e 20% de sucessos dos visitantes.  Apresenta, em média, um vermelho a cada oito confrontos e quatro amarelos por partida.

O Figueirense teve um jogo sob seu apito. Em casa, venceu. O Fluminense contou com  os serviços do gaúcho em duas oportunidades.  Sofreu uma derrota em seus domínios e ganhou o jogo como visitante.

Perspectiva

Uma das tarefas mais difíceis nesse jogo será encontrar um jogador que realmente queira entrar em campo. A partida é uma mera formalidade estabelecida pela tabela do campeonato. O cenário desanimador dos dois lados indica um empate como melhor opção de apostas. A cotação é de 3,00 em Bet365. Vitória dos mandantes rende 2,40 e sucesso dos visitantes tem retorno de 2,75 por 1.

football line
Prognóstico: Vitória x Figueirense – Brasileirão – 20/11/2016
Prognósticos de apostas Brasileirão

Jogo:  Vitória x Figueirense
Data: 20/11/2016 – 17h (horário de Brasília)

Prognóstico: Vitória
Cotação: 1,70

Casa de apostas: Rivalo

Em duelo direto entre duas equipes que lutam para fugir do rebaixamento, Vitória e Figueirense colocam suas esperanças em jogo neste domingo, 20 de novembro. A partida, que faz parte da trigésima sexta e antepenúltima rodada do Brasileirão, será realizada no estádio Manoel Barradas, o Barradão, em Salvador, a partir de 17h (horário de Brasília, 16h no local).

Vitória

O rubro-negro baiano foi derrotado na noite de quinta-feira, por 3 a 2, pelo Santos, na Vila Belmiro. Mesmo com a derrota, conseguiu se manter fora da zona de degola. Com 39 pontos (dez vitórias, nove empates e 16 derrotas), ocupa a décima sexta posição.

Apesar da derrota, a jornada acabou sendo boa para o Vitória uma vez que o Internacional, seu maior rival na luta para fugir da Segunda Divisão, tinha um jogo considerado de vitória obrigatória diante de uma desinteressada Ponte Preta. Em casa, saiu em vantagem, mas cedeu o empate subindo para 39 pontos. Empatado em número de vitórias e no saldo de gols (menos seis), é superado pelo time baiano no critério de desempate de maior número de gols marcados (45 a 33).

Além disso, dentro de suas limitações técnicas, o Leão conseguiu fazer uma boa atuação diante do favoritíssimo Santos. Assim, pode ter uma melhora na autoestima e certamente contará com o apoio da torcida.

O técnico Argel Fucks ainda poderá contar com dois retornos. O volante Amaral e o atacante Vander, em fase de recuperação de contusão, não puderam atuar na Vila Belmiro, mas têm chances de serem liberados e ficar à disposição para a partida em Salvador.

Quem fica de fora é o lateral-direito Diego Mateus. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Peixe e terá de cumprir suspensão. O treinador não antecipou quem será o substituto. José Welinson e Diego Renan são as opções mais prováveis para a vaga.

Figueirense

As chances de evitar a queda para a Série B do Figueirense são meramente matemáticas. Na quarta-feira, a equipe atuou em seus domínios contra o Corinthians e ficou no empate, por 1 a 1, graças a um gol assinalado nos segundos finais. Passou assim a 39 pontos (sete vitórias, 13 empates e 15 derrotas), conservando-se na décima oitava colocação.

Para conseguir ficar na Série A, precisa superar dois rivais. Com possibilidade de atingir, no máximo, a pontuação de 43 pontos, além de ganhar todos os jogos que lhe restam terá de torcer por tropeços de Vitória e Internacional, únicos adversários que ainda podem ser superados.

O mais difícil da situação do Figueira é que pontos perdidos pelos adversários diretos são a parte mais fácil dessa equação. O difícil é fazer com que um time que não venceu nas últimas oito rodadas consiga ganhar três partidas seguidas. A falta de ânimo pode ser percebida no discurso do técnico Marquinhos Santos após o empate contra o Corinthians. Ele falou apenas em honrar a camisa nas jornadas restantes.

Para encarar o Vitória, o treinador terá mais opções para escalar a equipe. O lateral-esquerdo Marquinhos Pedroso, o meia Bady e o atacante Rafael Silva estão liberados para atuar depois de cumprir suspensão.

Retrospecto

Vitória e Figueirense se encontraram pela primeira vez no Brasileirão em 2002. Desde então, o duelo teve dez ocorrências com cinco vitórias rubro-negras, quatro alvinegras e um empate. No primeiro turno, em Florianópolis, o Figueira fez 1 a 1. Desses jogos, quatro tiveram o Leão como mandante. O Vitória ganhou dois, perdeu um e houve uma igualdade.

Árbitro

Escalado pela sétima rodada consecutiva em partidas do Brasileirão 2016, o experiente Luiz Flávio de Oliveira, vinculado à Federação Paulista e parte do quadro da Fifa (Federação Internacional de Futebol), foi o sorteado para o duelo entre dois times que brigam para evitar o rebaixamento. Ele conta com 97 partidas na Série A e apresenta índice de 50,5% de vitórias dos mandantes, 29,9% de empates e 19,6% de sucessos dos visitantes. Mostra, em média, um vermelho a cada quatro confrontos e cinco amarelos por duelo.

O Vitória teve o paulista em três de seus jogos na competição, sempre como visitante. Ganhou um, empatou um e perdeu outro. O Figueirense contou com os serviços de Oliveira em nove partidas e não apresenta um bom índice de sucesso com o árbitro. Ganhou somente uma vez (11,1%), empatou três (33,3%) e perdeu cinco (55,6%). Desses, seis foram como visitante. Nessa situação, foram dois empates (33,3%) e quatro derrotas (66,7%).

Perspectiva

Com chances mínimas, a equipe catarinense sinaliza claramente que jogou a toalha. O Vitória, ao contrário, mesmo em situação difícil ganhou força depois de sobreviver fora da zona de rebaixamento em uma rodada que se apresentava bem mais difícil em comparação com maior rival nessa luta, o Internacional. Com o apoio da torcida, o rubro-negro é a melhor opção de palpite para esse duelo com cotação de 1,70 em Rivalo. Empate apresenta retorno de 3,50 e vitória do Figueira multiplica por 5,00 o valor investido.

football line
Prognóstico: Figueirense x Corinthians – Brasileirão – 16/11/2016
Prognósticos de apostas Brasileirão

Jogo:  Figueirense x Corinthians
Data: 16/11/2016 – 21h45 (horário de Brasília)

Prognóstico: Corinthians
Cotação: 2,50

Casa de apostas: Bet365

Com remotas chances de evitar a queda para a Segunda Divisão, o Figueirense recebe nesta quarta-feira, 16 de novembro, o Corinthians, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. A partida, com pontapé inicial marcado para 21h45 (horário de Brasília), faz parte da trigésima quinta rodada do Brasileirão 2016.

Figueirense

O Figueira pode aproveitar os cerca de dez dias de paralisação do Brasileirão 2016 para a realização das partidas pelas eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018 tentando solucionar os problemas que levaram o time a três derrotas nos últimos cinco jogos. No total, já são sete as partidas sem vitória.

Assim, com 33 pontos (sete vitórias, 12 empates e 15 derrotas), o alvinegro catarinense precisaria vencer os quatro jogos que restam para alcançar a marca de 45 pontos, que é considerada suficiente para manter uma equipe na Série A. A diferença entre o Figueirense e o Vitória, primeiro time fora do Z4, é de seis pontos.

O técnico Marquinhos Santos tentou montar um esquema mais ofensivo nas duas últimas partidas colocando três atacantes. A estratégia fracassou. O time não conseguiu balançar a rede dos rivais nos últimos 180 minutos. Em casa, contra o Grêmio, ainda somou um ponto com o 0 a 0. Mas, fora, contra a Chapecoense, acabou sendo derrotado por 1 a 0.

No clássico catarinense, contudo, o Figueirense teve suas chances de brigar por uma vitória significativamente reduzidas com a expulsão do lateral-esquerdo Marquinhos Pedroso ainda no primeiro tempo. O jogador, cumprindo suspensão, está fora do duelo contra o Timão.

Não será o único desfalque. O meia Bady e o atacante Rafael Silva, devido ao acúmulo de cartões amarelos, também estão fora do jogo. A relação de atletas que não podem atuar é aumentada com o goleiro Gatito Fernandez. Ele foi convocado pela primeira vez para a seleção do Paraguai. Faz parte do grupo que disputará na noite de terça-feira partida contra a Bolívia, em La Paz.

Isso deixaria a vaga aberta para Thiago Rodriguez. O goleiro reserva, contudo, sofreu uma contusão no braço direito e foi vetado pelo departamento médico. Assim, Marquinhos Santos tem como opção Júnior Oliveira e Allison.

Corinthians

O foco do Corinthians na paralisação do Brasileirão foi muito menos no Brasileirão e bem mais em duas outras questões: o planejamento para 2017 com uma série de negociações de atletas em andamento e a crise envolvendo o pagamento de seu estádio.

Dentro das quatro linhas, o objetivo é conseguir um lugar na Copa Libertadores da América na próxima temporada. O Timão tem 50 pontos (14 vitórias, oito empates e 12 derrotas), apenas um a menos que o Atlético-PR, clube que fecha o G6, a zona de classificação para o torneio continental.

O técnico Oswaldo Oliveira, que teve seus métodos de trabalho questionado, depende do departamento médico para saber se poderá usar dois jogadores. O meia e atacante Guilherme, com problema muscular na coxa direita, e o lateral-esquerdo Uendel, com uma tendinite no joelho esquerdo, ficaram de fora da grande maioria dos treinamentos. Dependem de uma nova avaliação. A tendência é de que Guilherme seja vetado. Uendel tem mais chances de ser liberado. Ele vem treinando desde sábado, 12 de novembro.

Desfalque considerado certo é o lateral-direito Fagner. Ele serve a seleção brasileira que vai enfrentar o Peru, em Lima, na madrugada de quarta-feira pelas eliminatórias sul-americanas para o Mundial de 2018. Não é titular, mas dificilmente terá condições físicas depois de uma longa viagem. Assim, Léo Príncipe deverá ocupar a posição em Florianópolis.

Outra dúvida de Oliveira é técnica. O goleiro Walter, que vinha sendo escalado como titular, está recuperado de contusão e liberado para atuar. Cássio, que foi o dono da posição por muitos anos, não comprometeu nas últimas partidas. O treinador terá de fazer a escolha.

Retrospecto

Tendo sua primeira edição em 1973, o duelo entre Figueirense e Corinthians foi realizado 22 vezes no Brasileirão. Na partida mais recente, no primeiro turno, houve empate, em São Paulo, por 1 a 1. Foi a oitava igualdade do duelo, que tem o mesmo número de vitórias corintianas. O Figueira ganhou seis confrontos.

Quando são levados em consideração somente os jogos em que o alvinegro catarinense foi mandante, o empate se destaca como resultado mais comum com cinco ocorrências. O Corinthians voltou para casa com três pontos a mais na bagagem em quatro ocasiões. O Figueirense ganhou somente em duas ocasiões.

Árbitro

O gaúcho Anderson Daronco, parte do quadro da Fifa (Federação Internacional de Futebol), atingirá a marca de 80 partidas mediadas na Série A neste confronto. Ele tem 41,8% de vitórias dos mandantes, 31,6 % de empates e 26,6% de sucessos dos visitantes como índices. Mostra, em média, um vermelho a cada sete jogos e cinco amarelos por partida.

O Figueirense contou com seus serviços em cinco duelos. Ganhou dois (40%), empatou um (20%) e perdeu dois. Desses, quatro foram em casa, sendo uma vitória (25%), um empate e duas derrotas (50%).

O Corinthians teve o árbitro do Rio Grande do Sul em 11 duelos. Venceu cinco (45,5%), empatou quatro (36,3%) e perdeu duas (18,2%).  Cinco deles foram como visitante, sendo duas vitórias (40%), dois empates e uma derrota (20%).

Perspectiva

Ainda que o Corinthians também tenha seus problemas, o grande número de desfalques do Figueirense, que já não é um bom time com todos os titulares à disposição do técnico, complica ainda mais a situação dos catarinenses. Por isso, um palpite no alvinegro paulista é a melhor opção para o duelo. A cotação é de 2,50 em Bet365. Empate apresenta retorno de 3,30 e vitória dos mandantes paga 2,75 por 1.

football line
Prognóstico: Chapecoense x Figueirense – Brasileirão – 6/11/2016
Prognósticos de apostas Brasileirão

Jogo:  Chapecoense x Figueirense
Data: 6/11/2016 – 19h30 (horário de Brasília)

Prognóstico: Figueirense
Cotação: 4,50

Casa de apostas: Rivalo

Pensando na “Sula”, a Chapecoense tem um compromisso incômodo em sua programação neste domingo, 6 de novembro. Recebe, na Arena Condá, em Chapecó, a partir de 19h30 (horário de Brasília), o Figueirense. O clássico catarinense faz parte da agenda da trigésima quarta rodada do Brasileirão.

Chapecoense

O alviverde de Chapecó não tem mais qualquer missão no Brasileirão. Com os 43 pontos (dez vitórias, 13 empates  e dez derrotas), praticamente afastou qualquer possibilidade de rebaixamento para Série B. Embora os matemáticos apontem 45 como a pontuação que dá margem de segurança maior contra a queda, os recentes resultados dos times na zona de baixo da tabela de classificação indicam que a ‘nota de corte’ será menor.

Assim, com cinco rodadas faltando, é muito provável que a Chapecoense assegure o direito de disputar pela quarta temporada consecutiva a divisão de elite do futebol nacional mesmo que não some mais um ponto sequer.

Certamente sua torcida não dá qualquer importância para os jogos finais do Brasileirão. Afinal, a Chapecoense terá no próximo dia 23 a partida mais importante de sua história. Vai receber o San Lorenzo, da Argentina, na disputa por uma vaga na final da Copa Sul-Americana de 2016. Precisa apenas do empate sem gols já que na quarta-feira, 2 de novembro, arrancou o empate por 1 a 1 em Buenos Aires.

Naturalmente, a data do jogo é bastante distante, mas como o time se desgastou na última quarta-feira, o técnico Caio Júnior muito provavelmente poupará os atletas que apresentam maior risco de sofrer contusão por não estar no melhor de sua condição física.

Não é certeza de que ele faça isso. Na rodada passada, apesar de anunciar que colocaria um time reserva em campo diante do Corinthians, voltou atrás e escalou os titulares, que conseguiram um empate, também por 1 a 1, na Arena Corinthians.

Porém, mesmo que coloque seus principais atletas no clássico, será difícil motivá-los a encarar um jogo certamente duro pela situação desesperadora do Figueirense e correr o risco de ficar de fora do duelo contra o San Lorenzo.

Figueirense

O alvinegro de Florianópolis espera por um milagre nas cinco jornadas que faltam para colocar um ponto final no Brasileirão de 2016. Na rodada anterior, desperdiçou uma grande chance de vencer diante do time reserva do Grêmio. Em casa, ficou no empate sem gols. Com isso, permaneceu no décimo oitavo posto na classificação com 33 pontos (sete vitórias, 12 empates e 14 derrotas). Precisando superar dois times para sair do Z4, sua desvantagem em relação ao Vitória, décimo sétimo colocado, é de três pontos, e do Internacional, primeiro fora da região da degola, de cinco. Ou seja, terminará a rodada, independentemente do resultado do jogo em Chapecó, entre os quatro últimos colocados.

O esquema supostamente ofensivo que o técnico Marquinhos Santos armou para enfrentar o Grêmio, com linha de quatro na defesa, três meio-campistas e três atacantes deve ser mantido. Ainda que não tenha apresentado o resultado desejado, a formação parece ser a última opção que resta para tentar tornar o time mais eficiente ofensivamente.

A única dúvida em relação a nomes é do volante Ferrugem. Ele sofreu uma contusão no pé que o afastou dos treinamentos da semana. Assim, Josa, que não enfrentou o Grêmio por estar cumprindo suspensão devido ao acúmulo de cartões amarelos, deve retomar seu lugar no time.

Retrospecto

O clássico catarinense teve apenas sete ocorrências na história do Brasileirão. O Figueirense venceu três edições, aconteceram três empates e a Chapecoense somou os três pontos somente uma vez. Mas nunca venceu em seus domínios. O duelo ocorreu duas vezes em Chapecó. O Figueira ganhou uma e empatou outra. No primeiro turno, em Florianópolis, o confronto ficou no 1 a 1.

Árbitro

O sorteio indicou Wagner Nascimento Magalhães, árbitro vinculado à Federação do Estado do Rio de Janeiro e aspirante ao quadro da Fifa (Federação Internacional de Futebol), para o clássico catarinense. Ele tem 41 atuações na Série A em seu currículo, sendo 53,7% de vitórias dos mandantes, 31,7% de empates e 14,6% de sucesso dos visitantes. Exibe, em média, um vermelho a cada seis encontros e cinco amarelos por duelo.

A Chapecoense nunca venceu com Magalhães no apito. Em cinco partidas, empatou quatro (80%) e perdeu uma (20%). Dessas, três foram como mandantes, sendo dois empates (66,7%) e uma derrota (33,3%).

O Figueirense tem números melhores com o árbitro. Em seis confrontos sob seu apito ganhou três (50%), empatou dois (33,3%) e perdeu um (16,7%). Dois deles foram como visitante, sendo uma vitória e uma derrota.

Perspectiva

Por mais que seja um clássico é difícil imaginar que a Chapecoense entre em campo com espírito guerreiro. O Brasileirão se tornou um fardo a ser carregado antes do que realmente interessa, a semifinal da Copa Sul-Americana.

O Figueirense pode se aproveitar dessa situação. Até porque a Arena Condá não tem sido um alçapão. Na temporada, a Chapecoense tem apenas a décima sexta melhor campanha como mandante. Isso abre a possibilidade de um palpite no visitante, que tem cotação de 4,50 em Rivalo. Empate apresenta retorno de 3,30 e sucesso dos donos da casa rende 1,80 por 1.

football line
Prognóstico: Figueirense x Grêmio – Brasileirão – 29/10/2016
Prognósticos de apostas Brasileirão

Jogo:  Figueirense x Grêmio
Data: 29/10/2016 – 19h30 (horário de Brasília)

Prognóstico: Figueirense
Cotação: 2,40

Casa de apostas: Bet365

Jogando suas últimas esperanças de permanecer na Série A, o Figueirense recebe o Grêmio neste sábado, 29 de outubro, pela trigésima terceira rodada do Brasileirão 2016. A partida, marcada para o estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, tem início previsto para 19h30 (horário de Brasília).

Figueirense

Considerando-se 45 como o número “mágico” para escapar do rebaixamento, o Figueirense precisaria somar pelo menos 13 dos 18 pontos que tem a disputar para tentar sobreviver na divisão de elite do futebol nacional.

Dessa forma, além de precisar apresentar um aproveitamento de campeão, inimaginável para quem só ganhou um terço dos pontos disputados até agora, não pode sequer pensar em desperdiçar pontos em seus domínios. O Figueira somou apenas 32 pontos (sete vitórias, 11 empates e 13 derrotas) ao longo de 32 rodadas e mesmo que vença o Grêmio não conseguirá sair da zona de rebaixamento.

O técnico Marquinhos Santos, que abandonou o Fortaleza na hora do mata-mata para disputar o título da Série C para assumir o comando do Figueirense,  fez treinamentos fechados ao longo da semana provavelmente montando um esquema diferenciado na tentativa de surpreender o adversário.

Informações da imprensa local revelam que ele estaria preparando um sistema mais ofensivo, com três jogadores no meio-campo, três no ataque e uma liga de quatro na defesa. Além, naturalmente, do goleiro Gatito Fernandes, recentemente convocado para defender a seleção do Paraguai graças a seu bom desempenho no Brasileirão.

Três jogadores estão suspensos e não poderão enfrentar o tricolor gaúcho. O zagueiro Werley e o volante Josa foram expulsos na derrota para o Atlético-MG (3 a 0) e terão de cumprir suspensão automática. O também volante Jackson Caucaia está fora devido ao acúmulo de cartões amarelos. Na prática, duas vagas são abertas. A da zaga deve ser ocupada por Bruno Alves. No meio, Josa foi titular contra o Galo e Caucaia entrou no segundo tempo. Renato deve ficar com o posto.

Com homens marcadores no meio-campo, a tendência é o time buscar ligação direta através de muitas bolas enviadas na direção de Lins, Rafael Silva e Rafael Moura, no ataque. Esse último não atuou em Minas por estar cumprindo suspensão, mas já está liberado.  O meia Dodô, também depois de cumprir suspensão, volta a ficar à disposição de Marquinhos Santos.

Grêmio

A partida contra o Figueirense é um incômodo apresentado pelo calendário para a reta final da temporada do Grêmio. Depois de marcar 2 a 0 no Cruzeiro na última quarta-feira, 26 de outubro, no Mineirão e ficar muito próximo de disputar mais uma final da Copa do Brasil, o Tricolor Gaúcho está completamente focado na competição de mata-mata. Isso fará com que o técnico Renato Gaúcho promova uma série de mudanças na equipe titular.

A quantidade das alterações e quais serão elas não foram divulgados pelo técnico. Mas a possibilidade é de que englobem quase todo o time titular. No Brasileirão, com 48 pontos (13 vitórias, nove empates e dez derrotas),  o Grêmio ocupa o oitavo posto, o que lhe daria no máximo a esperança de alcançar uma vaga na Copa Libertadores da América de 2017. Como isso também pode ser conseguido com o título da Copa do Brasil, o clube tem desprezado essa possibilidade.

Retrospecto

Tendo sua primeira edição no Brasileirão de 1976, o confronto entre Figueirense e Grêmio se repetiu 23 vezes até 2016. Os tricolores venceram 12 vezes. Os catarinenses levaram a melhor em oito oportunidades e foram registrados apenas três empates. As sete últimas partidas entre eles foram vencidas pelos gremistas, incluindo o 2 a 1 marcado em Porto Alegre no primeiro turno.

Quando são listados somente os jogos em que o Figueira foi mandante, o equilíbrio muda um pouco, mas o Grêmio continua soberano. Teve seis vitórias contra cinco dos mandantes e uma igualdade. A última vitória do alvinegro em casa diante do rival gaúcho aconteceu em 2007. Desde então, foram quatro sucessos gremistas e um empate.

Árbitro

Aspirante ao quadro da Fifa (Federação Internacional de Futebol) e vinculado à Federação de Goiás, Eduardo Tomaz de Aquino Valadão foi o escolhido para o confronto em Florianópolis. Ele tem apenas seis atuações na Série A do Brasileirão sem ter apitado uma só vitória visitante. Em seus jogos, os mandantes ganharam cinco vezes (83,3%) e aconteceu um empate (16,7%). Mostrou dois vermelhos e 31 amarelos.

O Figueirense teve um jogo mediado por Valadão. Atuando fora de seus domínios, perdeu. O Grêmio também contou com seus serviços uma vez. Em casa, venceu.

Perspectiva

O desinteresse do Grêmio no Brasileirão coloca o Figueirense como melhor opção de aposta para a partida. A cotação é de 2,40 em Bet365. Tanto o empate quanto o sucesso gremista rendem 3,10 para cada real arriscado.

football line
Prognóstico: Atlético-MG x Figueirense – Brasileirão – 23/10/2016
Prognósticos de apostas Brasileirão

Jogo:  Atlético-MG x Figueirense
Data: 23/10/2016 – 19h30 (horário de Brasília)

Prognóstico: Atlético-MG
Cotação: 1,36

Casa de apostas: Bet365

Com chances reduzidas de levantar a taça do Brasileirão, a competição virou plano B para o Atlético-MG. O clube enfrenta neste domingo, 23 de outubro, o Figueirense, a partir de 19h30 (horário de Brasília), pensando muito mais nas semifinais da Copa do Brasil, que serão iniciadas na próxima quarta-feira. O jogo será disputado no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Atlético-MG

A classificação para as semifinais da Copa do Brasil foi conseguida de forma dramática. Depois de ser derrotado pelo Juventude, time da Série C, por 1 a 0, em Caxias do Sul, o Galo venceu a decisão por pênaltis. Assim como aconteceu nas quartas de final, novamente entrará em campo como favorito, uma vez que o seu rival, o Internacional, é um time focado em tentar evitar o rebaixamento no Brasileirão. Além disso, a segunda partida será realizada em Belo Horizonte.

Dessa maneira, a partida com o Figueirense acabou se tornando a oportunidade de fazer um treino de melhor nível para o duelo na Copa do Brasil. Com 56 pontos ( 16 vitórias, oito empates e sete derrotas), superar o líder Palmeiras, com 64, parece ser inviável. Assim, o objetivo do Galo no Brasileirão é permanecer na zona de classificação para a Libertadores, embora essa vaga possa ser obtida também em caso de sucesso na Copa do Brasil.

Chegar à classificação através do Brasileirão está relativamente fácil para o alvinegro mineiro. A distância para o Corinthians, primeiro time fora do G6, é de oito pontos, exatamente a mesma distância que tem em relação ao Palmeiras. Ou seja, é uma boa ‘gordura’.

O que pode fazer diferença é em relação à qualidade da vaga. Ficar entre os três primeiros colocados garante uma vaga na fase de grupos da Libertadores. Os times que terminarem entre  o quarto e o sexto posto terão de passar por playoffs para chegar lá e podem acabar sendo eliminados de forma precoce. Porém, com o título na Copa do Brasil isso será apenas um detalhe, uma vez que a participação na etapa de chaves do torneio continental também estará assegurada.

O técnico Marcelo Oliveira, no entanto, descartou poupar jogadores no Brasileirão visando as semifinais da Copa do Brasil. Ainda assim, deve fazer modificações no time. Uma praticamente certa é a volta de Fred ao comando do ataque. Artilheiro do Brasileirão, o atacante não pode atuar na Copa do Brasil por ter participado da edição 2016 do torneio quando ainda era do Fluminense. O argentino Lucas Prato deve voltar para o banco.

Quem também deve retomar sua posição no time é o lateral-direito Carlos César. Ele não atuou em Juventude por estar suspenso pelo acúmulo de cartões. Patric, que não foi bem em Caxias do Sul, fica de fora.

O veterano zagueiro Leonardo Silva deixou a partida no Rio Grande do Sul contundido. Depende de nova avaliação médica. Mas, se não puder atuar, Gabriel, que entrou em seu posto contra o Juventude, será mantido entre os titulares. Os atacantes Luan e Maicosuel, em fase final de recuperação de contusão, também podem ficar à disposição. Mas, se isso acontecer, muito provavelmente começarão no banco.

Figueirense

Para o Figueirense, a forma como a partida é encarada é muito diferente. O clube catarinense entrou oficialmente em estado de pânico com a ameaça de rebaixamento. Tentou até um recurso pedindo a anulação da derrota do último domingo, diante do Palmeiras, por 2 a 1, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Alegando um erro do juiz Igor Benevenuto, que é mineiro, na hora da cobrança de um lateral em favor do time paulista constatado através das imagens da TV, pediu que o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) marcasse novo jogo. Por falta de fundamentação, o recurso foi prontamente rechaçado pela entidade.

Assim, o Figueira, com 32 pontos (sete vitórias, 11 empates e 13 derrotas) terá de produzir nas sete partidas que restam a pontuação necessária para sair da zona de rebaixamento. A distância para o Internacional, primeiro time fora do Z4, é de quatro pontos. Dessa maneira, nem que vença o Galo conseguirá sair da região da degola ao final da trigésima segunda rodada.

O técnico Marquinhos Santos, que teve a semana livre para treinamentos uma vez que o time já foi eliminado tanto da Copa do Brasil quanto da Copa Sul-Americana, vetou a entrada da imprensa durante as atividades. Isso indica que deve estar preparando surpresas para o duelo em Belo Horizonte.

Duas alterações no time são obrigatórias. O atacante Rafael Moura e o meia Dodô estão suspensos devido ao acúmulo de cartões amarelos. Para o ataque, as principais opções são Rafael Silva e Lins. Para o meio, Bady é o mais cotado para ser titular.

Quem volta ao time é o zagueiro Marquinhos. Cumpriu suspensão contra o Palmeiras e formará novamente a dupla defensiva com Werley. Outra possibilidade é o retorno de Renato, que tem contrato com o Verdão e foi retirado do time pouco antes da partida anterior alegando não tendo condições psicológicas por supostamente ter sido ameaçado da ruptura do compromisso caso enfrentasse o alviverde paulista.

Retrospecto

O Galo venceu dez das 22 partidas realizadas contra o Figueirense no Brasileirão. O duelo teve sua primeira edição em 1973 e, no primeiro turno de 2016, terminou empatado, por 1 a 1, em Florianópolis. A igualdade aconteceu sete vezes no histórico do confronto e o Figueira ganhou somente cinco vezes. Quando atuou como mandante,  o Atlético-MG teve cinco sucessos e quatro empates contra duas vitórias do alvinegro catarinense, a mais recente delas em 2011.

Árbitro

Vinculado à Federação do Estado do Rio de Janeiro, Graziani Maciel Rocha foi indicado para o duelo. Tem somente 14 atuações na Série A do Brasileirão com apenas 14,2% de taxa de sucesso dos mandantes, 42,9%de empates e o mesmo número de sucessos dos visitantes. Mostra, em média, um vermelho a cada 14 confrontos e cinco amarelos por jogo. O Atlético-MG nunca teve jogos mediados por ele, assim como o Figueirense.

Perspectiva

Ainda que o Figueirense vá entrar em campo com a ‘faca nos dentes’ diante de um adversário com muito menos interesse na partida, a distância técnica entre os clubes é grande. Além do mais, o time catarinense tem uma campanha bastante fraca como visitante. Ganhou somente uma das 15 partidas fora de seus domínios.

Isso faz do Galo a melhor opção de palpite para a partida. A cotação é de 1,36 em Bet365. Empate tem retorno de 4,75 e o Figueirense é considerado o maior azarão da rodada, com prêmio de 8,00 para cada real investido.

football line

SITES DE APOSTAS
Site de apostas Bet365 Bet365
Site de apostas Betfair Betfair
Site de apostas Rivalo Rivalo
Site de apostas 22Bet 22Bet
Site de apostas Betway Betway
Site de apostas Sportingbet Sportingbet
Site de apostas Betboo Betboo
Site de apostas Betmotion Betmotion
Busca de Notícias
Aviso legal
O direito de acessar e / ou usar sites-de-apostas.net (incluindo qualquer ou todos os produtos anunciados) pode ser restritos em determinados países.
Você é o responsável por determinar que o acesso ou uso do website está de acordo com as leis em seu local de residência e que o jogo não é ilegal onde você mora.
sites-de-apostas.net valoriza e compara continuamente todos os sites de apostas no Brasil.
Site de apostas | Casas de apostas online | Apostas esportivas | Apostas de futebol | Apostas ao vivo | Apostas online | Sites de apostas
18+, Jogue com responsabilidade! | Jogo responsável | Aviso legal