91/100

Escrito em

setembro 2021

Copa América 2021 Tudo sobre a competição de seleções

Eduardo QueirozEduardo Queiroz Especialista em casas de apostas

Maior plataforma de apostas esportivas do Brasil, a Sportingbet apresenta curiosidades sobre a Copa América. Aqui você encontra dados, informações e estatísticas de todos os times que participaram, campeões e vice-campeões do campeonato de seleções da América do Sul

Quero conhecer a Sportingbet

Sportingbet na Copa América

Quer adicionar mais emoção?

Você é apaixonado por futebol e quer ter ainda mais emoção enquanto assiste a partida do seu clube de coração? Isso é possível adicionando uma dose extra de adrenalina com as apostas online. Então, você pode abrir uma conta na Sportingbet e aproveitar o melhor do entretenimento com apostas esportivas. Assim, dá seus palpites online e se diverte mais durante os jogos. Jogue com responsabilidade 18+

A Copa América é a maior competição de seleções da América do Sul. Um torneio centenário que reúne os melhores jogadores do continente em busca da tão sonhada taça. Atualmente, esse é o torneio de seleções mais antigo ainda em existência e já vamos para a sua edição número 47.

Com tanta tradição e tempo de existência, também surgem muitas curiosidades sobre o torneio. Ao longo das inúmeras edições, quase todas as seleções do continente já faturaram a taça pelo menos uma vez, mas ainda há países que não conseguiram esse feito.

Ao longo deste artigo, vamos abordar tudo e mais um pouco sobre as várias edições da Copa América. Então, continue lendo para saber mais sobre o torneio.

Conteúdo

Copa América de 1916 e 1917: O começo de tudo

Antes de mais nada, vamos falar sobre a histórica primeira edição da competição. A Copa América de 1916 aconteceu na Argentina e participaram apenas quatro países. Brasil, Argentina, Chile e Uruguai deram início a primeira edição e após uma fase de grupos de turno único, o Uruguai se sagrou o primeiro campeão do torneio.

Em seguida, a segunda edição da competição foi disputada logo no ano seguinte. Com um formato muito parecido de fase de grupos e sem eliminatórias, o Uruguai se sagrou bicampeão via pontos corridos.

Copa América de 1919: O primeiro troféu do Brasil

Na edição de 1919, aconteceu a terceira participação do Brasil na competição. Agora com um torneio um pouco mais bem elaborado, as seleções participantes teriam se enfrentar em uma final após a fase de grupos. O Brasil disputou a final contra o Uruguai nas Laranjeiras e se sagrou campeão por 1×0.

Copa América de 1920-1949: O primeiro grande jejum

Nas edições de 1920 e 1921, o Uruguai foi tricampeão e a Argentina ganhou o seu primeiro título. No ano seguinte, o Brasil viria a conquistar o seu terceiro título da competição. Contudo, esse foi um título memorável, afinal a seleção canarinha ficou num jejum de 27 anos sem ganhar a competição.

Durante esse período, outras seleções da América do Sul começaram a fazer parte do torneio como Peru, Paraguai e Equador. Inclusive, o Peru conseguiu vencer a edição de 1939 frente a sua torcida na edição realizada em seu país. Além disso, Argentina e Uruguai consolidaram o seu domínio em número de taças do torneio.

Ao todo, se passaram quinze edições do torneio até que o Brasil voltasse a ganhar novamente. Aliás, isso só aconteceu em 1949 quando a sede do torneio novamente voltou a terras brasileiras. Na final disputada contra o Paraguai em São Januário frente a 55 mil pessoas, o Brasil espantou de vez o jejum batendo o Paraguai por 7×0.

Copa América de 1953-1989: O segundo jejum e a volta por cima

Apesar da bela atuação da seleção brasileira na Copa América de 1949, isso não foi suficiente para levar o Brasil a mais conquistas. Ainda que a seleção estava indo bem em outros torneios internacionais como a Copa do Mundo, viveu o seu maior jejum dentro da Copa América.

Foram realizadas vinte e duas edições da competição entre 1949 e 1989 e apenas nesta última, a seleção canarinha voltou a vencer. Ou seja, nesse meio tempo, seleções como o Paraguai e a Bolivia conseguiram seus primeiros títulos. Além disso, o Peru voltou a vencer novamente em 1975.

Por outro lado, a Argentina e Uruguai foram os grandes campeões dessas décadas perdidas para o Brasil. Ou seja, em 1959, a Argentina já vinha com seus doze troféus. Já o Uruguai ja possuía 13 taças quando o Brasil voltou a ser campeão em 1989.

Novamente, o Brasil só voltou a ser campeão quando a competição voltou a ter o país como sede. Repetindo a histórica final da Copa do Mundo de 1951, o Brasil enfrentou o Uruguai com Maracanã lotado. Cerca de 135 mil pessoas acompanharam o título brasileiro sobre a seleção celeste.

Copa América de 1991 – Argentina 13 vezes campeã

A Copa América de 1991 foi disputada no Chile e contou com a presença de todas as dez seleções do continente. Com uma fase de grupos preliminar e uma fase grupos final, a Argentina obteve o seu decimo terceiro troféu da competição. O Brasil ficou em segundo lugar, ficando marcada a sua derrota para a Argentina por 3×2 na fase de grupos final.

Copa América de 1993 – O último troféu dos hermanos

Na edição seguinte, a Copa América de 1993, foi histórica por diversos fatores. Primeiramente, nessa edição o México participou consagrando a união entre os torneios das Américas e um apaziguamento entre a CONMEBOL e a CONCACAF.

A final foi disputada entre Argentina e México, com um vitória de 2×1 para os argentinos. Poucos imaginavam que essa seria o ultimo título argentino de futebol internacional até os dias de hoje. Desde então, os hermanos vivem um longo jejum de troféus.

Curiosidade Copa América Troféu
Gabriel Batistuta (Argentina) e Juan Ramirez (México) na final da copa américa 1993 (© imago images / Magic) 20.06.1993

Copa América de 1995 – Uruguai 14 vezes campeão

Em 1995, novamente a Copa América contou com a participação especial de seleções da CONCAFAF. Ou seja, México e Estados Unidos representaram o futebol norte-americano, enquanto as dez seleções tradicionais da América do Sul completaram o torneio.

Nessa edição, o Uruguai conseguiu a sua tão esperada revanche contra a seleção brasileira. Repetindo a final de 1989, o jogo foi levado aos pênaltis. De forma trágica, o Brasil foi derrotada na cobrança de penalidades por 5-3. Sendo, assim a seleção azul celeste se sagrou campeã da América pela décima quarta vez.

Copa América de 1997-1999 – Primeiro bicampeonato do Brasil

As edições de 1997 e 1999 foram especiais para o Brasil. Decerto, até então, a seleção canarinha ainda não tinha vencido nenhuma edição do torneio fora de casa. Isto é, sempre a competição não acontecia no Brasil, isso significava uma derrota certa.

Contudo, em, 1997 na Bolívia, o Brasil se sagrou pentacampeão da competição batendo a seleção da sede frente a sua torcida por 3×1. Em seguida, dois anos depois, o Brasil voltou a vencer e conseguiu mais uma revanche contra o Uruguai, ganhando por 3×0 sem dificuldades.

Copa América de 2001 – Bem-vinda ao grupo Colômbia

Uma das seleções com maior expressão dentro do continente atualmente é a Colômbia. Contudo, quando falamos de conquistas, os colombianos são bem modestos e apenas chegaram a primeira final da Copa América em 2001. Jogando frente a sua torcida, a seleção finalmente conseguiu entrar pro grupo das campeãs.

Em uma final inédita contra o México, os colombianos venceram por 1×0 e finalmente faturaram a tão sonhada taça das Américas.

Copa América de 2004-2007 – Brasil octacampeão

As edições de 2004 e 2007 ficaram marcadas pela hegemonia brasileira da década. Ou seja, novamente, o Brasil voltava a ser bicampeão do torneio. Enquanto Argentina e Uruguai já não tem o aproveitamento de décadas passadas, tudo o que podem fazer é ver a seleção canarinha se aproximando.

Nas edições disputadas respectivamente no Peru e na Venezuela, o Brasil afundou ainda mais a Argentina em sua crise de troféus. Eles disputaram as duas finais e foram derrotados de uma forma inesquecível, sobretudo para brasileiros. Com direito a goleada por 3×0 na final de 2007.

Curiosidade Copa América Troféu
Seleção brasileira campeã da copa américa 2007 (© imago images / PanoramiC) 15.07.2007

Copa América de 2011 – O último título da azul celeste

O Uruguai chegou a Copa América de 2011 como um dos grandes favoritos, como sempre. Ainda assim, a seleção já não vencia o torneio desde 1995. Com uma eliminação sofrida para o Paraguai nas quartas de final, o Brasil logo abandonou a competição.

Igualmente, a Argentina foi eliminada nos pênaltis para o Uruguai. Isto é, uma das raras edições em que nenhuma das duas seleções estavam presentes nas semifinais. A disputa de uma semifinal ficou entre as zebras Paraguai e Venezuela. Por outro lado, Peru e Uruguai formaram a outra chave.

No fim, Uruguai e Paraguai decidiram a competição. Sendo assim, foi a última vez que os Uruguaios chegaram a levar o troféu desde então, batendo os paraguaios com facilidade por 3×0.

Copa América de 2015-2016 – Finalmente Chile

As edições de 2015 e 2016 entraram para a história. Afinal, o Chile ainda era a única seleção entre todas as que estrearam na primeira edição da Copa América que ainda não tinham ganhado o troféu. Então, na edição de 2015 jogando em casa, eles finalmente tiveram a chance de vencer a competição frente a sua torcida.

Aliás, fizeram isso batendo a sua grande rival geopolítica, a Argentina. Nos pênaltis, a seleção chinela fez história e se sagrou campeã pela primeira vez. Em seguida, defendendo o seu troféu, a seleção chinela conseguiu repetir o mesmo feito de forma surpreendente, batendo a Argentina nos pênaltis mais uma vez. Aliás, até o Messi perdeu pênalti nesse jogo inesquecível.

Copa América de 2019 – Brasil de volta ao topo

A última edição da Copa América aconteceu em solo brasileiro. Como resultado, não poderíamos esperar outra coisa. Fazendo jus a tradição de sempre ganhar todas as edições que acontecem no Brasil, a seleção fez o seu dever de casa. Com uma boa classificação na fase de grupos, o Brasil venceu o Paraguai nos pênaltis nas quartas.

Em seguida, bateu a Argentina em Belo Horizonte por 2×0 afundando a seleção rival ainda mais em sua crise de títulos.

Maiores campeões da Copa América

Ao longo da história do torneio, tivemos uma grande quantidade de seleções campeãs, contudo ainda há algumas que nem mesmo chegaram a final de alguma edição.. A fim de saber quais são os maiores campeões da Copa América? Então, confira a lista de países que já ganharam o torneio até aqui:

SeleçãoTítulos (Campeão)Vice3º lugar4º lugar
Uruguai15 (1916, 1917, 1920, 1923, 1924, 1926, 1935, 1942, 1956, 1959-II, 1967, 1983, 1987, 1995, 2011)6 (1919, 1927, 1939, 1941, 1989, 1999)9 (1921, 1922, 1929, 1937, 1947, 1953, 1957, 1975, 2004)5 (1945, 1946, 1955, 2001, 2007)
Argentina14 (1921, 1925, 1927, 1929, 1937, 1941, 1945, 1946, 1947, 1955, 1957, 1959-I, 1991, 1993)14 (1916, 1917, 1920, 1923, 1924, 1926, 1935, 1942, 1959-II, 1967, 2004, 2007, 2015, 2016)5 (1919, 1956, 1963, 1989, 2019)2 (1922, 1987)
Brasil9 (1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004, 2007, 2019)11 (1921, 1925, 1937, 1945, 1946, 1953, 1957, 1959-I, 1983, 1991, 1995)7 (1916, 1917, 1920, 1942, 1959-II, 1975, 1979)3 (1923, 1956, 1963)
Paraguai2 (1953, 1979)6 (1922, 1929, 1947, 1949, 1963, 2011)7 (1923, 1924, 1925, 1939, 1946, 1959-I, 1983)7 (1921, 1926, 1937, 1942, 1967, 1989, 2015)
Chile2 (2015, 2016)4 (1955, 1956, 1979, 1987)5 (1926, 1941, 1945, 1967, 1991)11 (1916, 1917, 1919, 1920, 1924, 1935, 1939, 1947, 1953, 1999, 2019)
Peru2 (1939, 1975)1 (2019) 8 (1927, 1935, 1949, 1955, 1979, 1983, 2011, 2015) 5 (1929, 1941, 1957, 1959-I, 1997)
Colômbia1 (2001)1 (1975)4 (1987, 1993, 1995, 2016)2 (1991, 2004)
Bolívia1 (1963)1 (1997)02 (1927, 1949)
México02 (1993, 2001)3 (1997, 1999, 2007)0
Honduras001 (2001)0
Equador0002 (1959-II, 1993)
Estados Unidos0002 (1995, 2016)
Venezuela0001 (2011)
em 1959 teve duas competições, uma no Equador e outra na Argentina

Maiores artilheiros da Copa América

Ao longo das 46 edições do torneio, centenas de jogadores de todas as seleções já disputaram o torneio. Isso inclui dese lendas do futebol mundial como Pelé e Maradona aos craques de gerações anteriores como Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno, Rivaldo e muitos outros.

Da geração atual, temos a participação de grandes craques como Lionel Messi, Luís Suarez, Neymar Jr. e Edinson Cavani. Enfim, quer saber quantas participações e gols já fizeram alguns desses craques, então confira a tabela a seguir:

PosiçãoJogadorSeleçãoGolsEdições
1ZizinhoBrasil171942, 1945, 1946, 1949, 1953, 1957
1Norberto MéndezArgentina171945, 1946, 1947
3Severino VarelaUruguai151937, 1939, 1942
3Teodoro FernándezPeru151935, 1937, 1939, 1941, 1942, 1947
5Paolo GuerreroPeru142007, 2011, 2015, 2016, 2019
6Gabriel BatistutaArgentina131991, 1993, 1995
6José Manuel MorenoArgentina131941, 1942, 1947
6Héctor ScaroneUruguai131917, 1919, 1923, 1924, 1926, 1927, 1929
6Ademir de MenezesBrasil131945, 1946, 1949, 1953
6JairBrasil131945, 1946, 1949
11Eduardo VargasChile122015, 2016, 2019
11Roberto PortaUruguai121939, 1941, 1942, 1945
11Ángel RomanoUruguai121916, 1917, 1919, 1920, 1921, 1922, 1924, 1926
14Herminio MasantonioArgentina111935, 1942
14DidiBrasil111953, 1957, 1959
16Pedro PetroneUruguai101923, 1924, 1927, 1929
16Javier AmbroisUruguai101956, 1957
16RonaldoBrasil101995, 1997, 1999
16Héctor CastroUruguai101926, 1927, 1929, 1935
16Arnoldo IguaránColômbia101979, 1983, 1987, 1989, 1991
16Óscar Gómez SánchezPeru101953, 1955, 1956, 1957
16Ángel LabrunaArgentina101946, 1955, 1956
16Enrique HormazábalChile101953, 1955, 1956

Taça da Copa América

A taça da Copa América é a mais antiga entre todas dadas aos vencedores de torneios de seleção do futebol internacional. Ou seja, o troféu da Copa América foi primeiramente feito em 1916 por uma joalheria de Buenos Aires na Argentina totalmente em prato.

Ao vencer a competição, a seleção campeã não tem direito a levar a taça definitivamente. Ou seja, a seleção campeão tem apenas direito a ficar com o troféu por um determinado período de tempo. Em seguida, ele deve ser devolvido a CONMENBOL. Então, o campeão recebe uma réplica idêntica do troféu para guardar em uma galeria.

Curiosidade: Na edição de 2016, para celebrar os 100 anos do torneio, eles fabricaram um troféu diferenciado que justamente para essa edição. A peça rara foi feita na Inglaterra e o campeão do torneio teria o direito de ficar com a taça original e única para sempre. Como sabemos, o Chile foi o grande campeão inédito daquele, sendo a única seleção a deter essa raridade.

Curiosidade Copa América Troféu
Ex-jogador Juninho com a taça da Copa América (© imago images / Xinhua) 03.12.2019

Resumo das participações de cada seleção

Das 10 seleções que fazem parte da CONMENBOL, 8 delas já foram campeãs da competição. Contudo, algumas tiveram fases de ouro em anos ou décadas específicas. Outras apenas ganharam a competição uma vez indo contra todos os prognósticos.

A fim de saber mais detalhes sobre o desempenho geral de cada seleção no torneio, confira os pontos abaixo:

Argentina

  • Participou em todas as edições;
  • 14 troféus da Copa América;
  • Segunda maior campeã de todos os tempos;
  • Sem ganhar desde 1993.

Brasil

  • Participou de todas as edições;
  • 9 troféus da Copa América;
  • Terceiro maior campeão de todos os tempos;
  • Atual campeão.

Bolívia

  • Campeã de 1963;
  • Vice-campeã em 1997.
  • Nunca mais chegou às semifinais após 1997

Chile

  • 2 troféus da Copa América;
  • Quarto maior campeão de todos os tempos junto com Paraguai;
  • Sem ganhar desde 2016.

Equador

  • Grande zebra de todas as edições;
  • Nunca ganhou o troféu;
  • A melhor participação foi chegar as semifinais.

Paraguai

  • 2 troféus da Copa América;
  • 6 vezes vice-campeão;
  • Quarto maior campeão de todos os tempos junto com Chile;
  • Sem ganhar desde 1979

Peru

  • 1 troféu da Copa América;
  • Chegou a duas finais;
  • Atual vice-campeão.

Uruguai

  • Participou em todas as edições;
  • 15 troféus da Copa América;
  • Maior campeã de todos os tempos;
  • Sem ganhar desde 2011.

Venezuela

  • Pior desempenho médio de todas as edições;
  • Nunca ganhou o troféu.
  • A melhor participação foi chegar as semifinais;

Se você está interessado em apostas esportivas, crie uma conta com estes sites de apostas online.

A mais completa
98/100
Programa de fidelidade
96/100
Com ferramentas exclusivas
95/100
Melhores salas de bingo
95/100
Bet Maker cria apostas inteligentes
94/100